Winamp Logo
História pros brother Cover
História pros brother Profile

História pros brother

Portuguese, History, 1 season, 438 episodes, 6 days, 17 hours, 51 minutes
About
Um professor e um brother conversam sobre várias paradas históricas inacreditáveis que realmente aconteceram.
Episode Artwork

Top 10 pessoas importantes que você não conhece

Top 10 pessoas importantes que você não conhece
7/10/202446 minutes, 28 seconds
Episode Artwork

Invenções antes da roda

Invenções antes da roda
7/3/202444 minutes, 58 seconds
Episode Artwork

O homem mais azarado da história

O homem mais azarado da história
6/26/202447 minutes, 43 seconds
Episode Artwork

Astronomia Indigena

Astronomia Indigena
6/19/202448 minutes, 34 seconds
Episode Artwork

Objetos históricos estranhaços

Objetos históricos estranhaços
6/12/202447 minutes, 55 seconds
Episode Artwork

Trambicagens na história do Brasil

Trambicagens na história do Brasil
6/5/20241 hour, 2 minutes, 58 seconds
Episode Artwork

Trapalhões e militares

Trapalhões e militares
5/29/202441 minutes, 49 seconds
Episode Artwork

Biblioteca de Alexandria

Biblioteca de Alexandria
5/22/202451 minutes, 46 seconds
Episode Artwork

Origem das palavras

Origem das palavras
5/15/20241 hour, 1 minute, 26 seconds
Episode Artwork

Casamento

Prof. casou e quis fazer um episódio inteiro pra falar disso. Como desculpas trouxe a origem do casamento e algumas tradições.
5/8/202448 minutes, 46 seconds
Episode Artwork

Reflexões estóicas 2

Reflexões estóicas 2
5/1/20241 hour, 3 minutes, 57 seconds
Episode Artwork

Top 10 pessoas mais famosas da história

Quem é pra você o top 10 pessoas famosas? O Prof Vitor Soares trouxe uma lista muito duvidosa e o Nickel vem pra tirar vários nomes.
4/24/202445 minutes, 51 seconds
Episode Artwork

A origem dos Lobisomens

Nickel pediu e hoje vamos falar sobre a origem dos lobisomens. Com descobertas familiares e um possível sobrinho de lobisomem entre nós.
4/17/202446 minutes, 34 seconds
Episode Artwork

A origem dos vampiros

Seguindo nossa linha mitológica hoje é dia de falar do Team Edward. Vamos revisitar a origem dos vampiros até chegar na cultura pop.
4/10/202444 minutes, 18 seconds
Episode Artwork

O vampiro do Brooklyn

No episódio de hoje vamos falar sobre o Albert Fish o Vampiro do Brooklyn.
4/3/202435 minutes, 7 seconds
Episode Artwork

Erros de filmes históricos

Muitas pessoas pediram e mesmo achando coisa de "nerdola" o professor trouxe uma lista interessante de erros em filmes que retratam a história.
3/27/202445 minutes, 33 seconds
Episode Artwork

Alexandre o Grande gostava mesmo da fruta

Alexandre o grande gostava mesmo da fruta
3/20/202439 minutes, 47 seconds
Episode Artwork

O mistério dos babuínos mumificados

Uma história intrigante de como esses babuínos foram mumificados em um local bem distante do seu habitat natural.
3/13/202435 minutes, 42 seconds
Episode Artwork

15 curiosidades de Roma

No top 2 assuntos mais clássicos para falar num podcast de história, hoje temos uma lista de 15 curiosidades sobre o Império Romano.
3/6/202448 minutes, 58 seconds
Episode Artwork

Reflexões estóicas

Baseado no livro "Reflexões estóicas" o Vitinho trouxe uma lista de reflexões para debate no episódio de hoje.
2/28/202455 minutes, 24 seconds
Episode Artwork

Tamo falando do Bruce Lee

No episódio de hoje vamos falar sobre a trajetória de um dos maiores nomes das artes marciais, Bruce Lee. Além de seus filmes lendários vamos falar também sobre sua infância.
2/21/20241 hour, 18 seconds
Episode Artwork

O Sequestro do Voo 375

Um filme baseado numa história real que quase deixou o Brasil com seu "11 de Setembro".
2/14/202445 minutes, 31 seconds
Episode Artwork

Charles Ponzi o golpista RAIZ

Charles Ponzi o golpista RAIZ
2/7/202446 minutes, 32 seconds
Episode Artwork

Top 10 guerras que mais levaram a rapaziada pra assistir Nirvana ao vivo

Num movimento para chamar atenção dos ouvintes, o professor Vitinho.delas trouxe uma lista de guerras elencadas por quantidade de perdas e alguns motivos por traz desses números.
1/31/202446 minutes, 45 seconds
Episode Artwork

O Titanic Nazista

Uma história tão intrigante quanto perturbadora: "O Titanic Nazista", que não apenas marcou a Segunda Guerra Mundial, mas também inspirou um filme. Exploramos os eventos em torno do SS Cap Arcona, um navio que passou de símbolo de luxo para palco de tragédia durante o conflito.
1/24/202444 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

O peru de Dom Pedro

No episódio de hoje vamos falar de uma figura histórica que amava enviar cartas provocantes. Dom Pedro deixou um legado para a criação de um “best seller” conhecido por sua variedade de tons cinza.
1/17/202435 minutes, 59 seconds
Episode Artwork

A história de Hollywood

Vamos explorar as origens e transformações da cidade que se tornou sinônimo de glamour e entretenimento: Hollywood. Desde suas humildes raízes como uma comunidade agrícola até o epicentro global da indústria cinematográfica, desvendamos a trajetória fascinante dessa cidade. Descubra os pioneiros que deram forma ao sonho cinematográfico, os altos e baixos da indústria e o papel central de Hollywood na cultura pop.
1/10/202451 minutes, 31 seconds
Episode Artwork

Amanirenas - A rainha que desafiou o Império Romano

No episódio de hoje exploramos a incrível saga da Rainha Amanirenas, uma líder notável do Reino de Cuxe (atual Sudão) no século I a.C. Junte-se a nós enquanto desvendamos a audácia e a resiliência dessa rainha guerreira que desafiou o Império Romano. Descubra como Amanirenas liderou seu povo nas guerras contra os romanos e defendeu ferozmente a independência de seu reino.
1/3/202436 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

Pânico Satânico

Explore os eventos tumultuados das décadas de 1980 e 1990, quando a histeria moral sobre rituais satânicos atingiu seu auge. Analisamos casos emblemáticos, investigações e como essa paranoia moldou a sociedade e a cultura da época.
12/27/202351 minutes, 22 seconds
Episode Artwork

Richard Francis Burton - Agente secreto, espadachim britânico

Richard Francis Burton foi um escritor, tradutor, linguista, geógrafo, poeta, antropólogo, orientalista, erudito, espadachim, explorador, agente secreto e diplomata britânico.
12/20/20231 hour, 10 minutes, 39 seconds
Episode Artwork

Discutindo a relação

Discutindo a relação
12/14/202340 minutes, 10 seconds
Episode Artwork

O que é Existencialismo feat. "Imposturas Filosóficas"

O que é Existencialismo feat. Rafael Lauro e Rafael trindade do "Imposturas Filosóficas"
12/6/20231 hour, 15 minutes, 41 seconds
Episode Artwork

Cultos Bizarros: Havens Gate

Exploramos a história da infame seita, suas extraordinárias e trágicas etapas que chocou o mundo. Descubra como a liderança carismática de Marshall Applewhite contribuiu para seus seguidores a um desfecho dramático, deixando dúvidas sobre fé, obsessão e poder de influência.
11/29/202356 minutes, 3 seconds
Episode Artwork

Malcolm X - Um cara que sempre se reinventou

Hoje numa conversa intensa sobre a vida e o legado de Malcolm X, com a participação especial do Cotozeira. Juntos, mergulhamos nas raízes do ativismo de Malcolm X, discutindo sua jornada desde a militância pelos direitos civis até sua evolução ideológica. Cotozeira traz insights valiosos sobre a relevância contemporânea do pensamento de Malcolm X e como suas ideias continuam a impactar as lutas sociais.
11/22/20231 hour, 14 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

Nenê da Brasilândia: Além dos Estereótipos

Floripes Souza de Oliveira, a Nenê da Brasilândia, que, em alguns relatos, foi associado ao comando do tráfico. Vamos analisar as narrativas conflitantes, desvendar mitos e verdades, e compreender os desafios e escolhas que moldaram a trajetória dessa figura controversa. Este episódio busca lançar luz sobre os intrincados contextos sociais que influenciam a participação de indivíduos em atividades ilícitas, oferecendo uma perspectiva mais completa da história de Nenê da Brasilândia.
11/15/202349 minutes, 10 seconds
Episode Artwork

A rainha do vodu - Marie Laveau

No episódio de hoje, mergulhamos no mundo místico de Marie Laveau, conhecida como a rainha do vodu. Descobriremos os mistérios e a influência desta lendária sacerdotisa e curandeira vodu em Nova Orleans. Com narrativas envolventes, exploraremos a vida, os rituais e a fama dessa figura icônica, que transcendeu fronteiras culturais e tornou-se um ícone da espiritualidade afro-americana.
11/8/202354 minutes, 44 seconds
Episode Artwork

Como a cerveja fez a humanidade andar

No episódio de hoje vamos explorar uma conexão surpreendente entre a humanidade e uma das suas bebidas favoritas - a cerveja. Descubra como a cerveja desempenhou um papel fundamental na história, moldando o desenvolvimento da civilização desde os tempos antigos. Vamos investigar as origens da produção de cerveja, seu impacto na agricultura e até mesmo sua influência em rituais culturais. Prepare-se para uma narrativa reveladora que ilustra como a paixão pela cerveja tem uma relação profunda com a nossa trajetória como espécie.
11/1/202332 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

História dos videogames

No episódio de hoje temos a honra de receber o Thales Monteiro, para explorar a cativante história dos videogames. Juntos, mergulharemos nas origens, evolução e impacto cultural dessa forma de entretenimento revolucionária. Vamos reviver os momentos marcantes dos jogos eletrônicos e discutir como a indústria transformada a maneira como nos divertimos e interagimos com a tecnologia.
10/25/20233 hours, 21 minutes, 6 seconds
Episode Artwork

Triângulo das bermudas

No episódio de hoje, embarcamos em uma jornada para desvendar os segredos do Triângulo das Bermudas. Exploramos os desaparecimentos inexplicáveis, avistamentos de OVNIs e teorias fascinantes que envolvem essa região intrigante. Prepare-se para uma viagem pelo desconhecido enquanto tentamos desmistificar o enigma do Triângulo das Bermudas.
10/18/202346 minutes, 6 seconds
Episode Artwork

Subcomandante Marcos

A intrigante trajetória do Subcomandante Marcos, sua liderança no movimento zapatista no México, seu papel como ícone da resistência indígena e sua influência nas lutas sociais. Descubra como esse enigmático líder e suas táticas revolucionárias impactaram a história contemporânea. A história sobre um personagem que desafiou as convenções e deixou uma marca duradoura na história.
10/11/202347 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Inventores e suas ultimas invenções feat Demian Maia

Neste episódio, mergulharemos nas histórias fascinantes de inventores visionários que, em busca de avanços revolucionários, enfrentaram consequências trágicas. Descobriremos como suas invenções, por vezes, se voltaram contra eles, resultando em acidentes fatais ou tragédias imprevistas. E para tornar essa conversa ainda mais especial, contaremos com a participação do renomado lutador Demian Maia, que trará sua perspectiva única sobre o risco e a recompensa no mundo das inovações.
10/4/202357 minutes, 14 seconds
Episode Artwork

Animais nas guerras

No episódio de hoje embarcamos em uma jornada fascinante pelo papel dos animais nas guerras ao longo da história. Vamos explorar como seres tão diversos como pombos, corvos e até golfinhos americanos desempenharam funções surpreendentes e cruciais durante conflitos militares. Descubra como os pombos-correio foram usados para transmitir mensagens secretas em cenários de guerra, como os corvos foram treinados para localizar soldados feridos em campos de batalha e como os golfinhos americanos se tornaram aliados surpreendentes da marinha dos EUA.
9/27/202343 minutes, 44 seconds
Episode Artwork

Sealand: A plataforma que virou o menor país do mundo

A história de Sealand, a plataforma que se tornou o menor país do mundo. Descubra como esse risco local, inicialmente uma plataforma de petróleo, se transformou em uma micronação com sua própria bandeira, governo e até moeda. Vamos explorar as origens, os desafios legais e as curiosidades sobre a vida em Sealand.
9/21/202346 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

Top 10 fake news históricas

Vamos desvendar os mitos e equívocos que persistiram ao longo do tempo, como o suposto impeachment de Fernando Collor de Mello, que na realidade não ocorreu, ou os mal-entendidos em torno das cores da bandeira do Brasil. Além disso, vamos investigar como mitos culinários, como a criação da feijoada, também têm sido distorcidos ao longo dos anos. Com análises perspicazes e fatos esclarecedores, vamos separar a verdade da ficção, revelando como essas histórias falsas influenciaram a maneira como vemos o passado.
9/20/202353 minutes, 4 seconds
Episode Artwork

Pra quem é burro no assunto - Veganismo Feat Fabio Chaves

No episódio de hoje temos um convidado especial que vai abrir nossos horizontes sobre o veganismo. Recebemos Fabio Chaves, um renomado defensor do veganismo e especialista no assunto. Juntos, exploramos os fundamentos éticos, ambientais e de saúde por trás desse estilo de vida e dieta. Fabio compartilha suas experiências pessoais, derruba mitos comuns e fornece informações valiosas sobre como fazer a transição para uma dieta baseada em plantas de forma saudável e sustentável. Se você já é vegano, está considerando a transição ou simplesmente quer aprender mais sobre esse estilo de vida, este episódio é imperdível.
9/13/20231 hour, 43 minutes, 34 seconds
Episode Artwork

Tartarugas Ninja e seus artistas

No episódio de hoje preparamos uma aventura cheia de nostalgia enquanto mergulhamos no universo das Tartarugas Ninja. Vamos explorar não apenas as origens e as incríveis aventuras desses heróis de capa e máscara, mas também a história por trás dos artistas homenageados nos quadrinhos. Descubra como figuras icônicas como Leonardo da Vinci, Michelangelo, Donatello e Raphael influenciaram não apenas as Tartarugas, mas também a cultura pop como um todo.
9/6/202347 minutes, 45 seconds
Episode Artwork

"O funk precisa ser estudado" Feat Thiagson

Thiago de Souza é ilustrador e estudioso do funk e do funk acadêmico. Juntos, exploramos as origens e a evolução desse gênero musical vibrante, mergulhando nas raízes culturais e sociais que o eram. Através de uma análise aprofundada, discutimos a importância do funk como expressão artística e movimento social, assim como a influência do funk acadêmico na academia e na compreensão do gênero. Prepare-se para uma conversa animada e informativa, enquanto desvendamos a história e o significado cultural do funk com o especialista convidado Thiago de Souza.
8/30/202343 minutes, 44 seconds
Episode Artwork

Top 5 homens gatos da história

No episódio de hoje trazemos até você uma seleção exclusiva dos "Top 5 homens gatos da história". Nesta contagem regressiva, exploramos as vidas e legados de figuras cativantes que não apenas impactaram o curso da história, mas também conquistaram corações com sua presença magnética. De Che Guevara a Nicolau II da Rússia, passando pelo lendário Muhammad Ali, mergulhamos nas trajetórias pessoais e marcantes desses indivíduos notáveis. Com histórias que vão além dos livros de história, este episódio revela os lados cativantes de figuras que moldaram culturas e inspiraram gerações. Prepare-se para uma jornada através do tempo e do carisma, enquanto exploramos o que fez desses homens verdadeiros "gatos" da história.
8/23/202352 minutes, 19 seconds
Episode Artwork

Pra quem é burro no assunto: Biotecnologia Feat Laura Marise

Laura Marise de Freitas é uma renomada cientista especializada em biotecnologia. Juntos, mergulhamos no mundo fascinante da biotecnologia, explorando suas origens, avanços e aplicações revolucionárias ao longo da história. Conversamos sobre os impactos da biotecnologia na medicina, agricultura, indústria e meio ambiente, desvendando as descobertas científicas que moldaram essa área em constante evolução. Com uma abordagem acessível e cheia de insights, aprendemos sobre as promessas e os desafios éticos que a biotecnologia apresenta para a humanidade.
8/16/202347 minutes, 26 seconds
Episode Artwork

Top 5 rivalidades históricas

Top 5 rivalidades históricas. Prepare-se para mergulhar em batalhas épicas entre mentes brilhantes e personalidades marcantes que moldaram a história. Exploramos rivalidades icônicas, como a de Leonardo Da Vinci e Michelangelo, que disputaram o título de gênio renascentista supremo, além da rivalidade acirrada entre Nikola Tesla e Thomas Edison na corrida pela supremacia na eletricidade. Também desvendamos outras rivalidades fascinantes que deixaram uma marca indelével em campos como a ciência, a política e a literatura. Com histórias cativantes, fatos surpreendentes e análises aprofundadas, revelamos as tensões, competições e consequências dessas rivalidades históricas.
8/10/202343 minutes, 57 seconds
Episode Artwork

Pra quem é burro no assunto: Revolução francesa feat Daniel Gomes de Carvalho

No episódio de hoje temos a honra de receber Daniel Gomes de Carvalho, renomado historiador, para explorar a Revolução Francesa em toda a sua grandiosidade. Juntos, examinamos os eventos que levaram ao levante popular, os ideais iluministas que o apoiaram e as profundas consequências que moldaram a história mundial. Com uma análise perspicaz e narração envolvente, mergulhamos nas figuras icônicas, como Robespierre e Maria Antonieta, enquanto desvendamos as motivações e os desafios enfrentados durante esse período turbulento. Prepare-se para uma conversa empolgante e esclarecedora, em que desvendamos os segredos e as lições da Revolução Francesa com o convidado Daniel Gomes de Carvalho.
8/2/20232 hours, 1 minute, 22 seconds
Episode Artwork

O urso guerreiro que bebia cerveja

A jornada do urso órfão que se tornou um membro valioso de uma unidade militar polonesa. Exploramos os laços de amizade e lealdade que se desenvolveram entre Wojtek e os soldados, além de suas contribuições notáveis ​​durante o conflito. Com relatos históricos detalhados e anedotas fascinantes, testemunhamos como esse urso corajoso e incomum desafiou as expectativas e se tornou um símbolo de companheirismo. Prepare-se para se encantar com a história extraordinária de Wojtek e sua influência duradoura na Segunda Guerra Mundial.
7/26/202336 minutes, 45 seconds
Episode Artwork

O mistério da cidade subterrânea - Derinkuyu

No episódio de hoje, mergulhamos de cabeça no mistério da cidade subterrânea de Derinkuyu. Exploramos essa incrível maravilha arquitetônica localizada na Turquia, que remonta a milhares de anos. Com detalhes fascinantes, mergulhamos na história por trás de sua construção e dos povos antigos que a habitaram. Descobrimos os motivos por trás da criação dessa cidade subterrânea, seus sistemas avançados de ventilação e defesa, e a vida cotidiana de seus habitantes.
7/19/202336 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

Todo mundo odeia a Polônia

De forma descontraída e informativa, exploramos as razões por trás do sentimento de perseguição do povo polonês. Analisamos os eventos marcantes, como a Partição da Polônia, a ocupação nazista durante a Segunda Guerra Mundial e a influência soviética durante a Guerra Fria. Ao contar as histórias de resistência, coragem e perseverança do povo polonês, buscamos ampliar a consciência sobre as injustiças enfrentadas e a resiliência demonstrada em face da adversidade.
7/12/202341 minutes, 42 seconds
Episode Artwork

A morte para diferentes culturas

Através de relatos e tradições de diferentes culturas ao redor do mundo, mergulharemos em suas crenças, rituais e visões únicas sobre a morte e o além. Das cerimônias de luto profundamente emocionantes às celebrações alegres em homenagem aos entes queridos falecidos, cada episódio revelará perspectivas cativantes sobre a passagem da vida para a morte.
7/5/202353 minutes, 48 seconds
Episode Artwork

A Condessa Sangrenta - Elizabeth Bathory

Desvende os segredos e mistérios por trás da sinistra Condessa Elizabeth Bathory neste podcast intrigante. Conhecida como "A Condessa Sangrenta", Bathory é uma das figuras mais enigmáticas e infames da história. Explore as lendas e relatos sobre seus supostos assassinatos em série e a busca pela eterna juventude através de rituais macabros. Com narrativas envolventes e análises históricas, este podcast leva você a uma jornada esquecida pelos horrores e fascínio que cercam a figura da Condessa Elizabeth Bathory.
6/28/202335 minutes, 31 seconds
Episode Artwork

Síndrome de Munchausen

A Síndrome de Munchausen é um transtorno psicológico em que uma pessoa finge ou causa doenças em si mesma ou em outros com o intuito de buscar atenção médica ou simpatia.
6/21/202326 minutes, 42 seconds
Episode Artwork

10 invenções que os inventores se arrependeram

As 10 invenções que seus inventores se arrependeram de ter criado. Desde o caso do inventor da dinamite, Alfred Nobel, que se sentiu culpado por ter criado uma arma tão poderosa, até o criador do Pop-up, Ethan Zuckerman, que se arrependeu de ter criado algo que irrita tanto. Acompanhe o vídeo e descubra outras invenções que deixaram seus criadores com remorsos e arrependimentos!
6/14/202358 minutes, 35 seconds
Episode Artwork

10 leis nada a ver que já existiram no Brasil

As 10 leis mais absurdas que já existiram no Brasil, desde a proibição de beijos em publico até a obrigatoriedade de mulheres usarem calças largas. Você vai se surpreender com essas leis bizarras e vai se divertir com as histórias por trás delas. Acompanhe o vídeo e descubra as leis nada a ver que já existiram no Brasil!
6/7/202339 minutes
Episode Artwork

A história do chocolate

O chocolate tem sua origem nas civilizações pré-colombianas da América Central e do Sul. Os astecas e os maias foram os primeiros a utilizar a semente de cacau em bebidas e alimentos. Com a colonização das Américas pelos europeus, o chocolate chegou à Europa e se popularizou, tornando-se uma das iguarias mais apreciadas do mundo. Hoje, existem diferentes tipos de chocolate, desde o mais amargo até o mais doce, e o produto é utilizado em diversas sobremesas e alimentos em todo o mundo.
6/1/202337 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

A incestada da rapaziada

A incestada da rapaziada
5/31/202337 minutes, 43 seconds
Episode Artwork

Minas embaçadas Marie Curie

Marie Curie foi uma física e química polonesa, naturalizada francesa, que se destacou por seus trabalhos pioneiros em radioatividade. Em 1903, ela se tornou a primeira mulher a receber um Prêmio Nobel, em Física, e em 1911, recebeu um segundo Nobel, dessa vez em Química, tornando-se a primeira pessoa e única mulher a receber duas vezes essa honraria. Marie Curie também fundou o Instituto Curie em Paris, que se tornou um importante centro de pesquisa em radioatividade. Sua carreira científica foi marcada por descobertas revolucionárias que influenciaram profundamente a física e a química modernas.
5/24/202343 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

Marco Aurélio e a felicidade

Marco Aurélio acreditava que a felicidade é encontrada dentro de nós mesmos, através da aceitação e da serenidade, em harmonia com a natureza. Ele enfatizava a importância da virtude na busca pela felicidade, praticando justiça, coragem, sabedoria e moderação.
5/17/202355 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

O enigma da síndrome de Havana

A Síndrome de Havana é uma condição médica misteriosa que afetou diplomatas americanos e canadenses em Cuba, em 2016. Os pacientes apresentaram sintomas como perda auditiva, tonturas, dores de cabeça e fadiga, sem uma explicação clara. Embora haja especulações de que a causa seja algum tipo de arma acústica, a verdadeira origem da síndrome ainda é desconhecida.
5/10/202340 minutes, 35 seconds
Episode Artwork

A verdadeira história dos Illuminati

Os Illuminati foram uma sociedade secreta fundada em 1776 pelo alemão Adam Weishaupt com o objetivo de promover a razão e a iluminação, combater a superstição e a influência da Igreja Católica na sociedade. A ordem foi suprimida pelo governo bávaro em 1785, mas sua influência e mistério continuam a inspirar teorias da conspiração.
5/3/20231 hour, 11 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Túmulo dos Vagalumes (A história que deu origem ao filme)

O filme Túmulo dos Vagalumes conta a emocionante história de dois irmãos que lutam para sobreviver no Japão durante a Segunda Guerra Mundial. Eles enfrentam a fome, a doença e a indiferença de uma sociedade devastada pela guerra. A história é uma reflexão comovente sobre a perda, a inocência e a capacidade de resistência humana.
4/26/202331 minutes, 28 seconds
Episode Artwork

A CIA criou uma música durante a guerra fria?

"Wind of Change" da banda Scorpions traz rumores de que a letra teria sido escrita ou pelo menos financiada pela CIA como uma forma de influenciar a opinião pública na Europa Oriental e ajudar a derrubar o comunismo. Embora a veracidade dessas alegações seja difícil de comprovar, algumas fontes afirmam que a CIA realmente teve envolvimento na música e que ela foi usada como parte de um esforço mais amplo para influenciar a política externa dos Estados Unidos.
4/19/202359 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

Demian Maia: O cara que finalizou 9 lutas no UFC e adora sitios arqueológicos

Demian Maia é um lutador de artes marciais mistas brasileiras. Ele é faixa preta de jiu-jitsu e já competiu no UFC em diversas categorias de peso, incluindo meio-médio e médio. Sua carreira no MMA é marcada por sua habilidade no chão, com 15 vitórias por finalização em seu cartel. Demian também é conhecido por sua ética de trabalho exemplar e por ser um dos atletas mais campeões da modalidade. Além disso, ele é autor de um livro sobre jiu-jitsu e treina constantemente para manter-se em forma e evoluir seu jogo.
4/12/20231 hour, 6 minutes, 9 seconds
Episode Artwork

O GÂNGSTER : Frank Lucas, o maior gângster de Nova Iorque (FILME)

O filme American Gangster conta a história real de Frank Lucas, um traficante de drogas que se tornou um dos principais criminosos de Nova York na década de 1970. Lucas, interpretado por Denzel Washington, constrói um império do tráfico de heroína ao contrabandear diretamente do sudeste asiático para os Estados Unidos, enquanto enfrenta a investigação do detetive Richie Roberts, interpretado por Russell Crowe. O filme retrata a ascensão e queda de Lucas, e a corrupção generalizada da época.
4/5/202340 minutes, 28 seconds
Episode Artwork

Inteligência artificial FT Roberta Duarte

Roberta Duarte é doutoranda em Astrofísica pela USP, trabalha com inteligência artificial e é roteirista no Ciência Todo Dia.
3/29/20231 hour, 22 minutes, 59 seconds
Episode Artwork

Os imperadores romanos mais loucos

Os imperadores romanos mais loucos
3/22/202342 minutes, 52 seconds
Episode Artwork

A lenda da atriz francesa que odiava o Brasil Feat. Rafael Pimenta

A lenda da atriz francesa que odiava o Brasil Feat. Rafael Pimenta
3/15/202343 minutes, 9 seconds
Episode Artwork

Empresas desgraçadas

Empresas desgraçadas
3/8/202341 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Invenções brasileiras que você não sabia

Invenções brasileiras que você não sabia
3/1/202332 minutes, 8 seconds
Episode Artwork

Epidemia de gente dançando

Epidemia de gente dançando
2/22/202333 minutes, 59 seconds
Episode Artwork

Top 5 - Conspirações burras

Top 5 - Conspirações burras
2/15/202340 minutes, 30 seconds
Episode Artwork

5 profecias do fim do mundo

5 profecias do fim do mundo
2/8/202347 minutes, 34 seconds
Episode Artwork

Silk Road - A rota da seda

Silk Road - A rota da seda
2/1/202341 minutes, 30 seconds
Episode Artwork

A guerra entre neandertal e homo sapiens

A guerra entre neandertal e homo sapiens
1/25/202331 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

Fantasmas e vampiros nas guerras

Fantasmas e vampiros nas guerras
1/18/202335 minutes, 16 seconds
Episode Artwork

Tudo em Todo lugar ao mesmo tempo

Tudo em Todo lugar ao mesmo tempo
1/11/202334 minutes, 35 seconds
Episode Artwork

Pra quem é burro no assunto: Paleontologia

Pra quem é burro no assunto: Paleontologia
1/4/20231 hour, 1 minute, 8 seconds
Episode Artwork

Dia de prova 1

Dia de prova 1
12/28/202242 minutes, 54 seconds
Episode Artwork

A história do sono

A história do sono
12/21/202244 minutes, 34 seconds
Episode Artwork

Guerra do Paraguay

Guerra do Paraguay
12/14/202227 minutes, 19 seconds
Episode Artwork

Origem macabra dos contos de fada

Origem macabra dos contos de fada
12/7/202244 minutes, 37 seconds
Episode Artwork

Minas Embaçadas Williamina Fleming

Minas Embaçadas Williamina Fleming
11/30/202235 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

A história da pseudo ciência FT. Emílio do Blablalogia

A história da pseudo ciência
11/23/20221 hour, 4 minutes, 30 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Espanha

Eu vou fazer você odiar a Espanha.
11/21/202244 minutes, 7 seconds
Episode Artwork

Os comedores de homens de Tsavo

Os comedores de homens de Tsavo
11/16/202240 minutes, 26 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o País de Gales

Eu vou fazer você odiar o País de Gales
11/14/202238 minutes, 12 seconds
Episode Artwork

Nikola Tesla

Nicola Tesla
11/9/202240 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Costa Rica

Eu vou fazer você odiar a Costa Rica
11/7/202237 minutes, 15 seconds
Episode Artwork

Guerras Púnicas

Guerras Púnicas
11/2/202227 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Austrália

 Eu vou fazer você odiar a Austrália
10/31/202241 minutes, 46 seconds
Episode Artwork

Sociedade secreta brasileira

Sociedade secreta brasileira
10/26/202240 minutes, 34 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Tunísia

Eu vou fazer você odiar a Tunísia
10/24/202244 minutes, 2 seconds
Episode Artwork

Europeus morrendo de forma escrota

Europeus morrendo de forma escrota.
10/19/202246 minutes, 50 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Suíça

Eu vou fazer você odiar a Suíça
10/17/202242 minutes, 33 seconds
Episode Artwork

Hábitos alimentares da idade média

Hábitos alimentares da idade média
10/12/202235 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Croácia

Eu vou fazer você odiar a Croácia
10/10/202235 minutes, 36 seconds
Episode Artwork

Minas embaçadas Ada Lovelace

Minas embaçadas Ada Lovelace
10/5/202235 minutes, 50 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar Gana

Eu vou fazer você odiar Gana
10/3/202234 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

Aquela vez que SP foi bombardeada

Aquela vez que SP foi bombardeada
9/28/202243 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Estados Unidos

Eu vou fazer você odiar o Estados Unidos
9/26/20221 hour, 8 minutes, 1 second
Episode Artwork

Top 10 Pirata

Top 10 Pirata
9/21/202243 minutes, 58 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Camarões

Eu vou fazer você odiar o Camarões
9/19/202233 minutes, 10 seconds
Episode Artwork

Rasputin

Rasputin
9/14/202233 minutes, 24 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Alemanha

Eu vou fazer você odiar a Alemanha
9/12/202240 minutes, 26 seconds
Episode Artwork

Pompeia

Pompeia 
9/7/202233 minutes, 41 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Uruguai

Eu vou fazer você odiar o Uruguai
9/5/202242 minutes, 57 seconds
Episode Artwork

Genocídios Underground feat Rodrigo Loconte

Genocídios Underground feat Rodrigo Loconte
8/31/202252 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Marrocos

Eu vou fazer você odiar o Marrocos
8/29/202248 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

Expressōes populares e as suas origens

De onde vem aquele "cunhangagem" tão usado por nossos avós? De onde vem aquele "pulando a cerca" tão falado pelo nosso glorioso Fausto Silva. No episódio de hoje o Alexandre Nickel vai tentar descobrir a origem e o significado das expressões nacionais populares selecionadas pelo nosso professor Vitor Soares.
8/24/202240 minutes, 56 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Canadá

Eu vou fazer você odiar o Canadá
8/22/202234 minutes, 33 seconds
Episode Artwork

Minas Embaçadas - Mata Hari

Minas Embaçadas - Mata Hari
8/17/202230 minutes
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Coreia do Sul

Eu vou fazer você odiar a Coreia do Sul
8/15/202240 minutes, 39 seconds
Episode Artwork

A morte do Kennedy

A morte do Kennedy
8/10/202247 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Sérvia

Eu vou fazer você odiar a Sérvia
8/8/202241 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

A revolta da Vacina

A revolta da Vacina
8/3/202243 minutes, 23 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar Portugal

Eu vou fazer você odiar Portugal
8/1/202241 minutes, 50 seconds
Episode Artwork

Zoológico Humano

Zoológico Humano
7/27/202244 minutes, 5 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Inglaterra

Eu vou fazer você odiar a Inglaterra
7/25/202239 minutes, 39 seconds
Episode Artwork

Minas Embaçadas: Guerrilheiras Curdas

Minas Embaçadas: Guerrilheiras Curdas
7/20/20221 hour, 12 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Bélgica

Eu vou fazer você odiar a Bélgica
7/18/202234 minutes, 58 seconds
Episode Artwork

Adam Smith

Adam Smith
7/13/202242 minutes, 50 seconds
Episode Artwork

TOP 5 Guerras Nada a Ver

A guerra existe na história da humanidade desde os nossos primeiros registros. Muitas delas aconteceram por contextos sócio políticos que puderam ser explicados mais tarde de uma maneira bem clara.   Mas não foi o caso da Guerra da Barba. Essa guerra ocorreu por questões pessoais.   O conflito foi entre a Inglaterra e a França, e aconteceu por conta de uma barba - como explicita no nome.   O que ocorreu foi que Luís VII da França, se casou com Eleanor. Como era de praxe, o pai de Eleanor deu a Luís VII algumas terras como dote de casamento.  Acontece que depois de alguns anos de casamento, Luís VII foi lutas nas Cruzadas. E para a guerra ele fez algo que muitos homens da época faziam: raspou a barba.   Piolhos, micoses e muitos outros infortúnios acontecem mais nas guerras se o homem tiver barba. Por isso é bem comum que o pessoal tire a barba antes de uma guerra.   Entretanto, outra coisa tão comum é a mulher gostar do seu homem barbudo. Pra muitos, a barba é a maquiagem do homem. Eleanor não gostou de seu marido sem barba, e esse fato iniciou discussões no casal que culminou no fim do casamento.   Anos mais tarde Eleanor se casou novamente, dessa vez com Henrique II, da Inglaterra. E adivinha? Eles exigiram as terras que o pai de Eleanor tinha dado como dote a Luís VII .   E claro, isso desencadeou o que seria conhecida como a Guerra da Barba, de 1152 a 1153, com a vitória britânica.
7/12/202249 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Irã

Eu vou fazer você odiar o Irã
7/11/202240 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Ucrânia Medieval feat. Tucano

Hoje falamos bastante sobre os conflitos entre Rússia e Ucrânia. Mas o mundo ucraniano possui um histórico incrível, que explica inclusive muitas motivações para os atritos que ocorrem no Leste Europeu.  Hoje um livro de história numa escola ucraniana ou numa escola russa, terão o mesmo ponto de partida para a fundação das suas nacionalidades: a Rússia de Kiev.   A região será mãe dos dois atuais países e viveu seu auge durante a transição de alta para baixa idade média.  Neste episódio, Fernando Russel (aka Tucano mãos lindas) conta um pouco sobre os conflitos e a história da Ucrânia medieval, além de citar um pouco sobre o seu livro que - em algum momento da história humana - será publicado.
7/6/20221 hour, 4 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Polônia

Eu vou fazer você odiar a Polônia
7/4/202243 minutes, 30 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Polônia

Eu vou fazer você odiar a Polônia
7/4/202243 minutes, 35 seconds
Episode Artwork

Cultos Bizarros 4 - Vissarion

Sergey Anatol'yevitch Torop, nascido em janeiro de 1961 na cidade de Krasnodar, na Rússia. Sergey teve uma vida bem normal, vivendo dentro da URSS. Ele serviu por alguns anos o Exército Vermelho, depois de pedir a dispensa do exército trabalhou como guarda rodoviário do seu Estado. Só que foi a partir de um acontecimento no seu trabalho que sua vida mudou. Sergey era considerado um profissional bastante dedicado só que em 1989 ele foi demitido! E é a partir daqui que as coisas começam a ficar mais interessantes. Em maio de 1990, Sergey afirma ter vivido uma experiência sobrenatural. Nesse dia ele experimentou uma revelação mística que no ano seguinte o fez nascer como Vissarion, o próprio Jesus Cristo encarnado. Essa experiência mística transformou Sergey em Vissarion, o próprio Jesus Cristo. Isso é o que ele conta para os seus fiéis que foram integrando seu grupo. Mas após a demissão, Sergey se tornou frequentador de um clube de OVNIs da Sibéria e, por algum tempo, esteve “buscando contato” nas chamadas zonas anômalas. Mas procurar OVNIs não se tornou sua ideia fixa. Sergey voltou sua atenção para métodos de exercer influência psicológica sobre as pessoas. O ex-policial frequentou vários cursos em Moscou populares na década de 1990 e fez seu primeiro sermão público a partir de um pequeno estúdio de televisão na Sibéria. Agora como Vissarion, ou Jesus Cristo, o que ele precisava fazer era comunicar isso para as pessoas. O seu primeiro discurso público aconteceu em 18 de agosto de 1991 na cidade de Minusink. Em seus pronunciamentos ele afirmava que: “Filho de Deus! Chegou o momento em que a necessidade de dar o primeiro passo conduzindo ao longo do Caminho da Verdadeira Perfeição da humanidade deve ser resolvida.” Esse foi o ano que a URSS chegou ao fim e as Repúblicas precisaram se reorganizar sozinhas, cada uma por si. Então era um período fértil para promessas de vida melhor e essas coisas acontecesse. Por isso não demorou para que ele conseguisse um número de fiéis bem grande de forma até que rápida. Vissarion não dizia que ele era o próprio Deus, mas uma reencarnação de Jesus e se apresentava como a PALAVRA de Deus. Ou seja, o que ele falava e escrevia tinha uma força muito grande dentro da comunidade que estava sendo criada. Para formar sua comunidade Vissarion passou alguns anos viajando pela Rússia espalhando a sua palavra e o interessante era que ele não pedia nada, isso foi um fator que levou algumas pessoas a serem convencidas. Um cético ficaria com o pé atrás com um cara que se diz Jesus e começa a pedir grana. Um dos fiéis, chamado Mikhaíl Ilin, que integrou o grupo falou exatamente isso: “Para minha surpresa, Vissarion parecia uma pessoa sensata e não pedia nada. Pelo contrário, ele me aconselhou a moldar meu próprio destino e, o mais importante, a não fazer o mal”. Foi em 1994 que Vissarion conseguiu se estabelecer em um local próprio nas florestas da Sibéria em uma área de aproximadamente 2.500 Km². Nesse local ele fundou o Igreja do Último Testamento, e os moradores desse lugar se denominavam moradores da Comunidade da Fé Unida.
6/29/202258 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Equador

O Equador é um país da América Latina e é um dos poucos que não fazem fronteira com o Brasil. Então já começa que como não é vizinho nosso não precisamos tratar bem. A história do Equador é interessante porque todo mundo estuda na escola sem saber. O famoso Império Inca existiu num território onde hoje é o Equador. Esse mesmo território foi colonizado pelos espanhóis e a independência do Equador aconteceu em maio de 1822 com a ajuda de Simón Bolívar.  Quando falamos em colonização aqui da América e em escravização logo pensamos nos africanos que foram trazidos para cá para serem escravizados. Porém, o Equador foi um território que não teve tanto a presença da população negra trabalhando em regime de escravidão. Quase a totalidade dos casos de escravidão se referem aos indígenas e com isso toda a violência colonial foi praticada contra os povos nativos equatorianos.  O problema é que ao longo da história do Equador as populações indígenas precisaram lutar para não desaparecer. A escravidão indígena no Equador ficou conhecida como encomienda e se caracterizava pela posse de terras de uma parte da elite espanhola e criolla (filhos de espanhóis) que tinham nessas terras o trabalho escravo de indígenas. Dentro dessas terras os indígenas poderiam ser torturados, abusados etc., caso não “rendessem” no trabalho.  Mesmo com a independência do Equador a vida dos povos indígenas no país ainda é complicada. Em 2017, por exemplo, o povo Shuar do Equador acusou o governo do país de os expulsarem de suas terras para dar esse território a uma empresa estrangeira!  Uma mineradora chamada Ecuacorrientes S.A. que é da China recebeu autorização do governo para instalar territórios de mineração no território em que tinha esse povo indígena que foi simplesmente deslocado, expulso de seu próprio território! Os povos indígenas até conseguem se articular bem politicamente e são ativos na política do país, porque representam mais de 25% da população total.  Mas isso não tira o fato de que muitos desses povos ainda precisam lidar com essa questão de serem expulsos de suas terras com a autorização do próprio governo.  Uma outra questão indígena, aí mais recente, aconteceu durante a pandemia da COVID-19. No início da pandemia a nação Siekopai, que fica na fronteira entre o Equador e o Peru e é formada por 744 integrantes começou a apresentar taxas altas de contaminação. O líder do povo tentou chamar a atenção do governo para isolar o território, mas não obteve resposta. Os Siekopai temeram ser extintos pela COVID-19 sem nenhum tipo de amparo governamental.  Com o aumento das contaminações dezenas de membros da comunidade fugiram para a floresta tropical amazônica para se proteger da pandemia. Mesmo que hoje eles tenham sobrevivido, a vista grossa que o governo fez foi criminosa.
6/27/202241 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Drácula

Esse conceito de vampiros que conhecemos hoje, tem origem no folclore e na mitologia da Europa Oriental, mais especificamente na região dos Balcãs, local que hoje ficam os países Albânia, Hungria, Grécia e Romênia. E esse tipo de folclore chegou nessa região com o antigo Império Habsburgo, império que sua população passou a avistar ataques reais de vampiros. Pouco a pouco o medo se generalizou e as lendas começaram a se espalhar pela Europa no século XVIII.  A lenda da existência de vampiros foi muito popular em países como a França no século XVIII. Teólogos e Demonologistas escreveram tratados sobre a existência e aparição de vampiros. Depois de virar estudo teórico essas histórias pularam para a ficção até o Bram Stroker escrever sobre o Drácula da Transilvânia.  Só que esse lugar famoso chamado “Transilvânia” não é um lugar apenas da ficção científica e dos filmes, ele existe de verdade! Essa região fica no centro da atual Romênia e esse nome significa “Além da Floresta”, mostrando que é uma região pouco habitada em relação a grandes concentrações, tendo apenas alguns poucos castelos.  A Transilvânia foi um local muito disputado entre alguns impérios, durante muitos anos ele pertenceu ao Império Turco Otomano e em 1683 foi conquistado pelo Império Austríaco, ficando com essa posse até 1920, quando criaram a Romênia.  Mas onde entra o tal Drácula nessa história? A história do Drácula se refere a um homem chamado Vlad Tepes “Drácula”, que nasceu no dia 7 de dezembro de 1431 na Transilvânia. Vlad não era qualquer um, ele era filho do Rei da Valáquia, o Vlad II.  O nome Drácula tinha relação com seu pai, que pertencia a uma Ordem Militar em homenagem ao São Jorge, que caso você não saiba, mata um dragão e por isso a ordem se chamava Ordem do Dragão. Em seu idioma original, Dracul significa DRAGÃO e com o sufixo “A” era para fazer a referência de que ele era filho de alguém. Drácula então significa: “Filho do Dragão”.  Vlad Drácula recebeu esse nome quando entrou na Ordem do Dragão, assim como seu pai. Essa ordem tinha como principal objetivo tentar impedir o avanço do Império Otomano na Europa. A gente sabe muito pouco sobre a infância do Vlad, mas conseguimos ter certeza de que ele tinha um irmão mais velho e a sua infância passou bastante tempo ao lado de sua mãe, que o educou.  Ele era um pretendente ao trono, assim como seu pai, mas eles não viviam uma vida de riquezas e luxo, como outras famílias reais. Tanto que a casa que Vlad nasceu está aberta para visitação até hoje e dá para ver como é um local até simples.  As coisas começaram a melhorar para sua família a partir de 1436, quando seu pai Vlad II conseguiu aplicar um golpe no trono da Valaquia se tornando o rei daquela região (atual Romênia). Com seu pai no governo, Vlad Dracula começou a ter uma educação e vida de acordo com os padrões da nobreza da época. Recebeu um tutor para cuidar da sua educação, começou a ser treinado para um dia substituir seu pai e começou a treinar como um Cavaleiro.  Só que Vlad Dracul (pai) tinha um grande problema nas mãos: mesmo estando no trono da Valáquia, ele tinha que encontrar alguma forma de tentar parar o avanço dos Otomanos, que eram uma das maiores potências da época! Por ser membro da Ordem do Dragão, Vlad II prometeu que lutaria até a morte contra os infiéis (muçulmanos). A região que Vlad II governava chegou a ser conquistada pelo Império Otomano, mas ele e outros reis permaneceram no trono, mas tinha que pagar impostos e tributos ao Sultão.
6/22/202247 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Senegal

O Senegal é um país africano do lado Ocidental que fica na costa do Oceano Atlântico. O território do Senegal historicamente sempre foi muito importante em relação à diversidade cultural e política. Foi nessa região que grandes impérios existiram como o Império de Gana, o Império Mali e o Império Songai. Por ser uma região costeira, o contato com os europeus veio muito cedo e por esse motivo parte dos escravizados que saíram da África eram do atual Senegal.  Um dos primeiros europeus a chegarem lá foi a França e logo começaram uma colonização naquele território. Não é à toa que até hoje a principal língua do país seja o francês. O Senegal foi uma colônia francesa até sua independência no ano de 1960.  No Senegal existe uma rede de trabalho escravo infantil. Bom, mais uma vez é importante deixar claro que o meu objetivo aqui não é falar da fé de ninguém muito memos zombar, mas essa questão está intimamente ligada com a fé islâmica. No Senegal existe uma prática que algumas famílias enviam os seus filhos para estudarem em escolas islâmicas. Só que geralmente essas escolas são a milhares de quilômetros das casas dessas pessoas. Só que o problema é que essas escolas chamadas de corânicas não recebem esses alunos apenas para dar estudo a eles, mas os forçam a trabalhar e pedir esmolas para sustentar os “professores”.  Essas crianças são conhecidas como Talibés, e sempre são os meninos a serem enviados para essas escolas. Os professores desse tipo de escola são chamados de Marabus e atuam como guias e conselheiros dos pequenos estudantes.  São crianças entre 7 e 13 anos. Essa questão é delicada porque como é um ensino religioso, os Talibés são ensinados que os Marabus devem receber devoção e estrita obediência. Enquanto os professores dão orientação, proteção e intercessão os alunos DEVE expressar gratidão através do apoio econômico e dízimos. Mas como são crianças, de onde vão tirar esse dinheiro?  Muitas dessas crianças vão pedir esmolas nas ruas para sustentarem seus professores. Antigamente, na década de 1960 e 1970 essas escolas funcionavam em apenas alguns períodos do ano, e quando a escola estava fechada as crianças voltavam para o campo para ajudar na colheita e nos campos das famílias. Mas conforme foram percebendo que era lucrativo ter essas crianças pedindo esmolas pela cidade, as escolas corânicas passaram a funcionar durante um ano inteiro.  O fato dessas crianças estarem nas ruas coloca elas como muito vulneráveis, estando disponíveis para abusos físicos, sexuais e psicológicos enquanto deveriam estar estudando. Um Maribu (professor) exige uma quantia diária de arrecadação de $0,79 dólares e de $0,94 dólares nos dias santos. Sendo que de acordo com o Banco Mundial a renda média da população senegalesa é de 1,25 dólares por dia. Isto mostra que existe uma dificuldade que os talibés têm em cumprir as metas exigidas pelos marabus, sofrendo punições por conta disso. Além das quotas financeiras, alguns marabus fixam quotas para alimentos básicos, como açúcar e arroz.  Quando as crianças não atingem as cotas são apanham de seus professores e a Human Rights Watch (HRW) documentou meninos exibindo cicatrizes e vergões, geralmente porque sofreram abusos de cabos elétricos, porretes e bengalas. Além disso eles também são abusados sexualmente tanto por alunos mais velhos, professores e pessoas nas ruas que se aproveitam da situação.  ONGs internacionais monitoram a situação desde a década de 1990 e estudos dessas organizações dizem que aproximadamente 50 mil crianças vivem sob essas condições no Senegal. Mas o próprio governo diz que existe uma grande chance de se tratar de uma brutal subnotificação (o próprio governo reconhece isso).
6/20/202226 minutes, 18 seconds
Episode Artwork

O Imperador da China que virou Jardineiro

Em fevereiro de 1906 nascia Aisin-Gioro Puyi, conhecido também como Pu Yi. Ele pertencia à Dinastia Qing, uma das mais longevas da história da China. A China foi governada por dinastias aproximadamente desde o ano 2100 a.C.!  Pu-Yi nasceu em um período bem complicado para ser Imperador. O final do século XIX foi marcado por algumas derrotas que a China teve para o Japão, um império que estava crescendo depois da Revolução Meiji. China e Japão até entraram numa guerra (Guerra Sino-Japonesa) que terminou com a vitória do Japão. Esse enfraquecimento da China fez com que politicamente a figura do imperador perdesse bastante força.  Um exemplo disso é que quando Pu-Yi nasceu, quem estava governando o país era o seu tio, Guangxu, mas sendo tutelado pela Imperatriz Cixi, que era viúva. O tio Guanxu era tão fraco politicamente que a Cixi o mandou para a cadeia por aproximadamente 8 anos. Quando Guanxu morreu, a Imperatriz precisava de alguém para governar o Império da China no lugar deles, e ela escolheu o pequeno Pu-Yi em 13 de novembro de 1908, aos 2 anos de idade.  A sede do governo foi transferida para Pequim, onde era a residência do garoto. Mesmo sendo nomeado Imperador, o governo da China era bem fraco politicamente e estava passando por um momento de grandes instabilidades. Entre a nomeação de Pu-Yi como Imperador da China e o fim da monarquia, passaram-se apenas 4 anos. Em 1911 estourou uma revolução na China que tinha como principal objetivo tirar a família real do governo.  Essa revolução na China vai prosperar e a Monarquia Chinesa vai acabar de forma definitiva, depois de mais de 3 mil anos de história! A Revolução de 1911 teve efeito porque para boa parte da população a família real tinha perdido seu aspecto de divindade. Isso é interessante porque a divindade de um monarca estava ligada sempre a períodos de estabilidade.  Com o fim da monarquia, a Dinastia Qing saiu do poder depois de 267 anos ininterruptos. Mas Nickel, o Pu Yi tinha apenas 6 anos quando tudo isso rolou.  Mas permitiram que a monarquia na Cidade Proibida, a sede do governo, mas que ficassem ali só de forma “ilustrativa”. Não teriam mais nenhuma relevância política e representatividade internacional. Em contrapartida eles poderiam continuar vivendo dos luxos que tinham na antiga vida, com os empregados, comidas, escravos e parte do dinheiro.
6/15/202243 minutes, 30 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Holanda

Na época dos descobrimentos o principal meio de transportes eram os navios. Quem tinha mais frotas navais era o mais poderoso. Até certo momento Portugal e Espanha tinham as maiores frotas e a Holanda era uma grande parceira comercial de Portugal e tinha como inimiga a Espanha. Só que em 1580 rolou uma parada chamada União Ibérica, que foi uma união entre os reinos de Portugal e Espanha, e como ficou a Holanda nessa história? Sem o seu maior parceiro econômico. Foi então que a Holanda e os Holandeses tiveram que se virar e fizeram isso criando uma empresa privada que iria realizar suas próprias expedições marítimas com o apoio e incentivo do governo. No ano de 1621 foi criada a Companhia Holandesa das Índias Ocidentais, ou apenas Companhia das Índias Ocidentais. Era uma empresa criada com o objetivo de realizar o comércio marítimo para as Américas. Essa empresa é considerada uma das primeiras empresas de Capital Aberto porque foi a que inaugurou esse modelo de Bolsa de Valores que conhecemos hoje. Mas não estamos aqui para falar sobre coisa boa. A Companhia das índias Ocidentais se tornou uma empresa especializada na comercialização de itens da América que tinham como destino a Europa. Mas naquele período tinha uma coisa muito mais lucrativa do que cana de açúcar, cacau ou até pau brasil. Você sabe o que é? GENTE! Um dos negócios mais lucrativos desse período era a comercialização de pessoas, mais especificamente pessoas vindas da África e essa empresa teve um papel fundamental nisso. Quando se estabeleceu como uma das maiores empresas de transporte do século XVII, a Companhia Holandesa das Índias Ocidentais conseguiu a autorização para ter monopólio do tráfico de escravos para o Brasil, Caribe e América do Norte. Boa parte das pessoas que foram escravizadas entre 1621 e 1792 foram transportadas por uma empresa holandesa, que enriqueceu demais com esse tipo de negócio. A Holanda tinha duas empresas como essa uma era das Índias Ocidentais e a outra Índias Orientais, mais voltada para Ásia. E MUITO pesquisadores afirmam que a Holanda só se tornou a potência que se tornou por conta da participação e lucratividade dessas empresas.
6/13/202232 minutes, 4 seconds
Episode Artwork

Minas Embaçadas: Hipátia de Alexandria

Hipátia nasceu na cidade de Alexandria, no Egito no ano 351 d.C.. Nós não sabemos com certeza se esse foi o ano exato de nascimento dela mas é o mais provável. Nesse período o Egito e consequentemente Alexandria pertenciam ao grande Império Romano, que já estava passando por seus momentos de enfraquecimento e logo mais irá cair. É importante falar do lugar que ela nasceu e como estava a política daquele período porque ao longo do episódio a história de Alexandria e de Roma vão cruzar com a história da nossa personagem. Hipátia, ou Hipácia, de Alexandria nasceu de uma família de posses, mas não sabemos o nome de sua mãe. Nós sabemos que ela tinha boas condições financeiras e sociais porque seu pai foi um homem chamado Téon de Alexandria, um dos mais importantes professores de filosofia, astronomia, e matemática na sua cidade. Nós não temos acesso a muitos documentos sobre a infância da Hipátia, mas o que sabemos é que ela era bastante próxima do seu pai, que incentivava bastante a busca pelo estudo por parte da sua filha. Seu pai foi um dos maiores responsáveis por mostrar a Hipátia que um dos principais objetivos da vida deveria tentar descobrir aquilo que ainda é desconhecido. Só que a filosofia da época tinha uma forma bem interessante de pensar a relação entre mente e corpo. O ideal Helênico dizia que para a mente ser sã, o corpo também precisava ser são. Ou seja, os pensadores também tinham que desenvolver habilidades físicas! Por ser filha de um importante pensador, quando atingiu à juventude, começou a estudar na Academia de Alexandria¸ um dos mais importantes centros de estudo do mundo daquele período. A Alexandria sempre teve um legado muito grande ligado ao estudo e ao desenvolvimento cultural da sociedade. Tanto que Alexandria tinha uma das maiores bibliotecas do mundo, diversos museus e artefatos que Alexandre o Grande e seus sucessores usavam para mostrar o quanto eles valorizavam a cultura. Durante toda a sua vida de estudos e de ensinamentos, Hipátia nunca escreveu algum livro sobre sua própria vida, escrevendo apenas tratados sobre matemática, filosofia, astronomia e lógica. O que sabemos sobre sua personalidade e características pessoas é tirado de um livro de um cara chamado “Sinesio de Cirene”, que foi um Bispo Cristão que por muito tempo foi aluno de Hipátia e trocou com ela uma série de cartas. São essas cartas que temos acesso até hoje e podemos descobrir mais sobre essa importante pensadora.
6/8/202248 minutes, 52 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Dinamarca

A Dinamarca é um país da Europa, mais identificado como um país nórdico (uma das origens dos Vikings). A Dinamarca sempre aparece no debate de internet porque muitos dizem que é um país socialista, mas a real é que a Dinamarca tem uma economia de mercado voltada para o Bem-estar social. Quando falamos de países europeus e motivos para odiá-los é praticamente impossível não pensar na sua relação com as colônias ao redor do mundo. A Dinamarca é um desses países que passa desapercebido nesse debate, mas que teve uma presença bem forte na colonização da América. E como você bem sabe, colonização é quase um sinônimo de escravização. E a Dinamarca foi nada menos do que o sétimo país que mais usou o trabalho escravo nas colônias. A Dinamarca aqui na América colonizou três ilhas que ficam no Caribe: São Tomás, São João (Stn John) e as Ilhas Virgens. Como eram territórios pequenos a Dinamarca não precisou entrar em guerra com nenhuma outra potência para conseguir ficar nesse lugar, mas eles tinham um problema: Como era pequenas ilhas, eles não tinham tanta mão de obra disponível para desenvolver o seu mercado de açúcar, um produto valioso do século XVII. O que eles fizeram então? Sequestraram pessoas da África. O lugar que os dinamarqueses mais iam buscar escravos era na região que hoje conhecemos como Gana. Dinamarca chegou a construir um Forte em Gana e levou para o Caribe aproximadamente 110 mil ganeses escravizados. Era um território muito pequeno para essa quantidade de pessoas. A escravidão dinamarquesa tinha como principal característica o uso desse trabalho na produção de açúcar e no trabalho doméstico nas fazendas senhoriais. Os escravizados até organizaram algumas rebeliões e mais famosa aconteceu em 1733. A revolta dos escravizados foi tão grande que a Dinamarca precisou pedir ajuda da Inglaterra para conter os escravos. Essa rebelião durou aproximadamente 8 meses e terminou com um massacre desses revoltosos. Mas a questão que eu quero trazer aqui para você hoje é que a Dinamarca se apresenta como um país muito bonzinho em relação a escravidão e afirma ter sido o primeiro país do mundo a abolir a escravidão de uma vez por todas em 1792, só que a verdade não é bem assim. Até estava rolando um debate sobre a proibição da escravidão alguns anos antes, principalmente na Inglaterra e como a Dinamarca queria estar próxima dos ingleses eles tentaram dar sequência nessa discussão. O que aconteceu foi que um homem chamado Ernest Schimmelmann, que era um ministro do governo dinamarquês, vendo esse debate sobre a proibição da escravidão propôs uma lei no país: disse em 1792 que a Dinamarca deveria acabar com a compra e venda de escravos, tendo como meta fazer isso em até dez anos. Ernest era o homem que mais tinha escravos na Dinamarca, aproximadamente 1.300 escravizados, e lucrava demais com eles. No intervalo desses 10 anos o cara comprou milhares de escravos, os tratou bem para que ficassem saudáveis e os incentivou a ter muitos filhos, mas por quê? A lei falava na proibição da compra e venda de escravos, e não no TRABALHO ESCRAVO EM SI. Dessa forma a Dinamarca ficou bem na fita, sendo o primeiro país a proibir a comercialização de pessoas, mas nesse mesmo período viu a escravidão explodir em suas ilhas. Dentro da rotina dos escravos ele até aliviou a carga de trabalho para dar mais tempo livre para os escravos se “reproduzirem”, palavras dele. Em 1803, a compra e venda foi finalmente proibida, como previa a lei. Mas a lei tinha uma brecha dizendo que entre as três ilhas (as colônias dinamarquesas), ainda era possível fazer a comercialização de pessoas.
6/6/202235 minutes, 36 seconds
Episode Artwork

Mitologia Japonesa

O que vou chamar de mitologia japonesa surgiu dentro do Xintoísmo, que pode ser considerado a religião nacional do Japão. A mitologia japonesa está baseada em dois livros, um chamado Kijiki, que é o livro mais antigo sobre a história do Japão, feito no ano de 712 d.C. (usando o nosso calendário); e o segundo livro é o Nihonshoki, que é um livro de crônicas e considerado o segundo mais antigo da história do Japão. Mesmo esses dois livros terem algumas pequenas divergências entre eles, são considerados os fundadores da mitologia japonesa e até hoje são lidos e estudados como forma de conhecer a própria história do Japão e seus deuses. A Mitologia Japonesa se forma em um momento em que o Budismo estava crescendo, principalmente na China e chegou até a influenciar o Xintoísmo e os japoneses. Até por isso esses dois livros que eu comentei com você foram escritos, para organizar a parada. Mas como toda boa mitologia, no início de tudo era o caos. Praticamente todas as mitologias e religiões se iniciam com essa ideia de caos que em seguida foi organizado e na Mitologia Japonesa isso aconteceu depois que a terra e os céus se separaram e espontaneamente surgiram os três Kamis, que são espíritos da natureza, a tríade da natureza. Os Kamis não chegam a ser deus ou deuses, e sim espíritos. Os Kamis tinham uma função nesse mundo que estava aos poucos se organizando. Esses Kamis deram origem a outros Kamis e dentro da Mitologia Japonesa esses Kamis viraram espíritos que estavam em todos os elementos da natureza e até nas emoções. O Kami das águas, das florestas, das lágrimas, do segundo rio, etc. Quando a terra se separou dos céus, nesses dois ambientes surgiram Kamis que criaram algumas coisas em cada um dos lugares mais depois desapareceram. Os Kamis dos céus criaram a condensação do ar, enquanto os Kamis da terra criaram os bambus. Mas como disse, todos desapareceram. Depois da sétima geração de Kamis que desapareceram, finalmente surgiu e se apresentou ao mundo Izanagi e Izanami. Izanagi era o macho que convida; e Izanami era a fêmea que convida. São conhecidos como o par primordial, aqueles que vão dar origem a todas as coisas. Para a Mitologia Japonesa, o início da vida se dá a partir da criação de um homem e de uma mulher. Quando esse “casal” apareceu, os Kamis que tinham desaparecido voltaram e deram a eles a missão de organizar a terra. Toda boa mitologia que se prese além de deuses, espíritos e criação de mundos tem elementos ferramentas especiais para executar determinada função. O maior exemplo disso é o Thor e seu martelo. Izanagi e Izanami receberam uma lança decorada com joias, chamada Amenonuhoko (lança do céu). Com essa lança, Izanagi que estava nos céus, remexeu a terra e quando levantou a lança uma gota caiu. Essa gota seria a primeira ilha, que comporia o Japão. Não sei se seus conhecimentos de geografia chegam a esse ponto mas o Japão é um arquipélago, conjunto de ilhas. Essa grande ilha passou a se chamar Onogoro, e serviu como morada de Izanagi e Izanami. O que temos aqui é um “pai” e uma “mãe” primordial, assim como temos em outras mitologias. Adão e Eva; Gaia e Urano, etc. Nesse ponto dá para ver que de certa forma boa parte das mitologias tem algo em comum, mesmo que de origens completamente diferentes uma das outras.
6/1/202243 minutes, 48 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Arábia Saudita

A Arábia Saudita é um país da Ásia, só que fica numa região popularmente mais conhecida como Oriente Médio. Antes de toda a descoberta do petróleo e essas paradas, o território que hoje é a Arábia Saudita foi importante porque foi o local em que o Islamismo surgiu e se desenvolveu. Tanto que aquela peregrinação que todo muçulmano precisa fazer uma vez na vida é para a Arábia Saudita, porque Meca fica nesse país. O país é uma monarquia absolutista teocrática, tanto que esse país não tem uma constituição própria. O Alcorão e a Sharia são a “constituição” e o conjunto de leis da Arábia Saudita. Como você pode imaginar, ter as normas religiosas como leis civis pode dar um problema enorme, como falamos em outros países, mas na Arábia Saudita a parada escala de uma forma gigantesca. Um exemplo disso é que esse país não diz que “todos são iguais perante a lei”, lá é justamente ao contrário. A lei não assume uma igualdade das pessoas: tanto as regras de casos civis como a aplicação de penas criminais têm diferenças entre homens e mulheres, muçulmanos e não muçulmanos, e em muitos casos até entre classes sociais. Na prática isso diz que se você (brasileiro que mora na AS) ganhar alguma causa no tribunal, o seu benefício será proporcionalmente menor do que um homem muçulmano. Um relatório de uma ONG de Direitos Humanos disse o seguinte: “No caso de um tribunal proferir uma sentença a favor de um queixoso que seja judeu ou cristão, o queixoso só tem direito a receber 50 por cento da indemnização que um muçulmano do sexo masculino receberia; todos os outros não muçulmanos (budistas, hindus, jainistas, sikhs, animistas, ateus) só têm direito a receber 1/16 da quantia que um muçulmano do sexo masculino receberia". Uma das coisas que não falamos muito é sobre a escravidão em países asiáticos e árabes. Ela não só existiu como na Arábia Saudita existia até pouco tempo. E aqui não é a escravidão negra que costumamos aprender na escola e sim escravizados que vinham da África Oriental, mas principalmente do Sul da Ásia. Depois de muita pressão internacional, a escravidão foi abolida no país em 1962! Por ser tão recente, é possível imaginar que vários traços de abuso relacionados ao trabalho ainda existam e sejam muito presentes. Infelizmente essa questão de abuso pode ser vista dentro das famílias. Não é incomum vermos casos que são levados à justiça por crimes contra a honra. Em geral, algum homem, pai ou esposo se sentiu lesado e aplicou uma punição com suas próprias mãos e não recebeu nenhum tipo de punição mais grave justamente por estar reivindicando sua honra. Um exemplo disso aconteceu com um homem que estava em dúvidas se sua filha de 7 anos de idade não era mais virgem. Esse pai abusou da criança e bateu nela com a justificativa de que estava limpando sua honra.
5/30/202248 minutes, 52 seconds
Episode Artwork

Vale-Tudo: a origem do MMA feat. Tiago Pamplona

Qual é a melhor arte marcial? Ou qual é a arte marcial mais eficiente? Com técnicas capazes de derrotar todas as outras? Essa é a pergunta que o Vale Tudo tentou responder. As origens do MMA vieram de grandes mestres de diversas disciplinas diferentes se desafiando para tentar provar que a sua arte marcial era a melhor. E é óbvio que se tem briga, o Brasil precisa estar envolvido. Uma das protagonistas dessa história é a família Gracie, que é um dos grandes nomes o Jiu-Jitsu, uma arte marcial com origens japonesas mas muito praticada no Brasil.
5/27/202255 minutes, 17 seconds
Episode Artwork

Amor de golfinho

John Cunningham Lilly nasceu em 1915 em Los Angeles e logo se interessou pela área da saúde e da pesquisa da mente humana. Ele foi um médico e psicanalista que se especializou em neurociência, ou seja, o cara era um especialista na mente humana. Ele foi considerado um cientista que tinha métodos exóticos. Na verdade, provavelmente ele é uma das figuras mais controvérsias da história da ciência! Além de fazer pesquisas com golfinhos, que vamos falar com mais detalhes hoje; John Lilly também era uma referência no estudo da Consciência humana John Lilly também conduzia pesquisas com substâncias enteógenas, substâncias que tem a capacidade de alterar o nosso estado de consciência, como por exemplo o LSD. John Lilly tinha autorização do governo para realizar os experimentos com esse tipo de substância. Além de pesquisar esses assuntos “exóticos”, muitas vezes John Lilly misturava essas pesquisas em uma só. A carreira do John Lilly se tornou ainda mais controvérsia porque além de pesquisar sobre Quetamina (uma espécie de alucinógeno), ele começou a usar a substância. Teve até uma entrevista que o jornalista perguntou assim: “Você não acha que o vício pode atrapalhar seus resultados?” Ai o Lilly respondeu o seguinte: “Quando alguém pesquisa e começa a usar a substância, quem está de fora chama isso de vício. Mas toda pesquisa é obsessiva e compulsiva.” Quando John Lilly começou a pesquisar essas substâncias ele começou a misturar sua pesquisa com as alucinações que ele tinha. Ele dizia que quando atingia esses níveis elevados de consciência, acreditava estar falando com entidades cósmicas que revelaram a ele alguns segredos do universo, como por exemplo que somos controlados por uma entidade que tem a capacidade de controlar o futuro. Na década de 1960, John Lilly intensificou suas pesquisas em explorar e analisar o que de fato um golfinho pode fazer. Porque sempre tem aquele papo de que golfinhos são inteligentes, mas “quanto e como?” era isso que ele queria responder. Lilly já tinha comprovado que os golfinhos conseguiam diferenciar o lado esquerdo do direito do cérebro, os golfinhos conseguiam se reconhecer pelo reflexo no espelho. Tem o famoso sonar, que é a forma de se localizar que o golfinho tem e ele também percebeu que os animais também conseguem criar laços familiares muito profundos. O governo americano financiou uma pesquisa do John Lilly para pesquisar os laços entre humanos e golfinhos. Quando Lily começou sua pesquisa, ele percebeu que de alguma forma os golfinhos pareciam responder aos estímulos humanos, como se eles quisessem dar alguma resposta mesmo. Em alguns relatórios dessa pesquisa os cientistas até afirmaram que os golfinhos emitiam sons que pareciam palavras em inglês. Em uma primeira pesquisa Lilly publicou um livro sobre isso e fez até um sucesso. Com essa fama, o governo financiou mais uma pesquisa em 1963, só que dessa vez no Caribe. Foi nessa pesquisa do caribe que as coisas ficaram extremamente bizarras! Para começar, Lilly conheceu uma jovem chamada Margaret Howe Lovatt, que morava na região do laboratório e era muito interessada pelo que Lilly estava fazendo, tanto que quis participar de alguma forma, mesmo não sendo nenhum tipo de pesquisadora ou cientista. A Margaret Lovatt foi escolhida então para ser essa pessoa que iria tentar se comunicar com os golfinhos. Por dia ela passava muitas horas perto do tanque de água onde os animais ficavam para ver se eles respondiam aos estímulos que ela dava enquanto a equipe do Lilly registrava tudo. Quanto mais tempo a Margaret passava ali, mais ela ficava encantada e envolvida com os golfinhos até que ela propôs a seguinte situação para John Lilly e sua equipe: “Que tal eu morar aqui com os golfinhos?”. Talvez a maioria das pessoas achasse essa ideia meio bizarra, mas Lilly curtiu pois isso iria fazer com que os animais ficassem mais tempo em contato com a voz humana e aprovou a ideia! A jovem Margaret foi morar em cima do laboratório e
5/25/202229 minutes, 4 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o México

Boa parte do território que hoje é dos EUA antes pertencia ao México. Por isso povos nativos que muitas pessoas acham que só tiveram conflito com os estadunidenses também tiveram suas tretas com os mexicanos. Um exemplo disso são os Apaches e o governo Mexicano em 1835. Nesse ano, o governador do Estado de Songara emitiu um decreto oferecendo uma recompensa para pessoas que chegassem na sede do governo com o escalpo (couro cabeludo) de um Apache. Com o tempo o governo chegou a pagar aproximadamente 100 pesos para cada escalpo de um Apache maior de 14 anos de idade. Essa prática se tornou famosa e outros Estados começaram a oferecer o mesmo tipo de recompensa para quem chegasse com um escalpo indígena. O Estado de Chihuahua também ofereceu recompensa, 100 pesos por guerreiro, 50 pesos por mulher, e 25 pesos por criança. Era genocídio. Esse tipo de prática fez com que existisse uma espécie de “turismo da matança” para o México. Eslavos, anglo-saxões e até escravizados fugitivos dos EUA iam para o México tentar fazer dinheiro. Um presidente importante do México foi Porfírio Diaz, que governou o país entre 1884 e 1911. Durante esse governo ele reprimiu um povo em específico, os Yaqui. O massacre e a escravidão contra a tribo Yaqui reduziram a população de 30.000 para 7.000, com cerca de 20.000 Yaqui sendo mortos apenas na cidade de Sonora. Além disso, outro problema do país era que existiam latifundiários, a maioria estrangeiros, que dominavam quase toda a terra do país e a sua população ficava com bem pouco, ou quase nada. Só que como Porfírio Diaz estava no poder há tanto tempo, quase como que um ditador, depois de determinado tempo algumas lideranças populares se levantaram para questionar a forma que a política estava sendo administrada no país. Surgiram duas lideranças importantes nesse processo: Emiliano Zapata e Pancho Villa. Zapata acabou sendo o principal nome e foi decisivo no início da Revolução Mexicana, em 1910. A principal proposta de Zapata para o país era uma grande REFORMA AGRÁRIA, para que a população também pudesse ter acesso a terras e produzir. Só que terra é dinheiro e os caras do poder vão perseguir Zapata e Pancho Villa a todo custo. Eles lideravam grupos diferentes, mas que tinham o mesmo objetivo. Em 1914 os revolucionários já tinham conseguido derrubar o ditador Porfírio Díaz, e para você ver como Zapata estava interessado apenas na reforma agrária, ele recusou um cargo no novo governo que estava começando. Muita gente no lugar dele ia aproveitar essa oportunidade para ficar no poder e usufruir de privilégios. Por uma série de motivos a sucessão de poderes no México foi bastante complicada. Os políticos não estavam cumprindo sua parte no acordo que era fazer uma reforma agrária e os revolucionários Zapata e Villa continuaram a pressionar por mudanças. A parte revoltante é que mesmo tirando o ditador e mudando a governança, Emiliano Zapata e Pancho Villa continuaram a ser perseguidos. Zapatta foi morto violentamente em uma emboscada em 1919 e Pancho Villa morreu em 1923 também assassinado. A morte desses dois líderes revolucionários colocou um fim à Revolução Mexicana e fez com que as expectativas de mudança fossem perdidas. Até hoje existem grupos no México que tentam algum tipo de reforma agrária para que tenham mais chances de mudar de vida, mas nada. No México a burguesia tomou o poder e eliminou suas principais dores de cabeça: Zapata e Villa.
5/23/202233 minutes, 31 seconds
Episode Artwork

A mulher que acredita ter vivido no Egito em uma vida passada.

Dorothy Louise Eady nasceu em 16 de janeiro de 1904 em Londres, Inglaterra. A família dela era bem normal, sua mãe era dona de casa e seu pai era um mestre alfaiate. Porém, as coisas na vida da pequena Dorothy começaram a mudar quando ela completou três anos de idade. Ela estava na casa dela e de repente caiu da escada! Rolou escada à baixo e parecia que a Dorothy tinha morrido. A família foi para cima da criança saber se estava tudo bem, e as primeiras palavras da Dorothy depois de cair da escada foram: “Me leva para casa...Me leva para casa”. Depois de alguns dias, ela começou a apresentar alguns comportamentos muito estranhos. Por exemplo, ela desenvolveu uma síndrome que chama Síndrome do Sotaque Estrangeiro, ela começou a falar como uma não-inglesa. A família de Dorothy era cristã e eles tinham um hábito de levar a criança para uma coisa que chama “escola dominical”, só que a professora dessa escola bíblica chegou pros pais dela e disse: “Olha, não tragam mais sua filha não, ela fica comparando o cristianismo com umas religiões pagãs”. Só que o curioso é que a criança gostava de ir na missa e na igreja, pois isso lembrava ela da “Velha Religião”, assim que ela se referia a algum tipo de culto antigo. A Dorothy chegou a ser expulsa de uma escola que estudava porque se recusou a cantar o hino que fazia referência ao deus cristão. Depois do acidente ela também começou a sonhar com muita frequência com um grande prédio que tinha grandes colunas e jardins, durante a noite ela tinha crises de choro e voltava a falar que queria voltar para casa, mas que não sabia muito bem onde seria essa casa. Mas as coisas começaram a mudar quando a garota completou 4 anos de idade, em 1908. Nessa data, os pais levaram a garota para conhecer o Museu Britânico. Quando a Dorothy chegou no corredor do Egito ela ficou alucinada! Começou a beijar os pés das estátuas que estavam ali e ficou parada por alguns minutos na frente de uma múmia. Quando os pais dela tentaram tirá-la de lá para irem embora a garota disse: “Deixe-me aqui, este é o meu povo!”. De alguma forma ela achava que era egípcia ou algo assim. Os pais conseguiram levá-la para casa, e o pai comprou uma enciclopédia infantil que tinha imagens de artefatos egípcios e a garota se acalmou por um tempo. Quando a Dorothy chegou na adolescência ela voltou para o Museu Britânico, mas agora para ir atrás de um pesquisador que tinha lá chamado Wallies Budge, e aprender com ele tudo sobre arqueologia egípcia. Ele era um arqueólogo britânico que já tinha feito escavações no Egito, Sudão e na Mesopotâmia. Então quando a Dorothy não estava na escola, estava com o Sir Ernest Wallies Budge sendo praticamente sua discípula na arte de decifrar os hieróglifos egípcios. Quando ela atingiu a fase adulta, Dorothy ingressou em uma escola de arte onde começou a colecionar antiguidades egípcias que eram mais acessíveis. Foi nessa fase da vida que ela começou a frequentar grupos que falavam sobre reencarnação, e assuntos relacionados a isso. Porém, depois de visitar uma série de grupos ela desistiu porque nenhum supriu aquilo que ela estava procurando. Dorothy Eady passou a escrever artigos defendendo a independência e libertação do Egito da dominação Inglesa. Próxima dos 30 anos de idade ela conhece um estudante egípcio chamado Emam Abdel Meguid e logo eles se casam. Em 1931 o casal se mudou para o Egito e a Dorothy disse: “Finalmente estou em casa”, e beijou o chão. Foi no Egito que ela engravidou e deu o nome de seu filho de Seti, e ela recebeu o apelido Omm Seti, que significa “mãe de Seti”; seguindo um antigo costume egípcio de não chamar as mulheres pelo nome. Em algumas noites Dorothy levantava da cama no meio da noite e começava a escrever hieróglifos, em que ela dizia serem ditados por um espírito chamado Hor-Rá. Dessas visões, ela escreveu setenta páginas onde estava o relato de que ela teria vivido durante a antiguidade egípcia e que era uma mulher que tinha falecido muito jovem,
5/20/202229 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

Hans Staden e o canibalismo no Brasil

Hans Staden nasceu em 1525 em Homberg, um dos municípios da atual Alemanha. Na época em que o Hans nasceu e cresceu, os países europeus tinham acabado de chegar aqui na América. E descobrir que existia um mundo que ainda não tinha sido explorado foi algo que mudou completamente a vida e a forma que os europeus encaravam o mundo. Até a religião foi impactada com essa descoberta, porque agora eles tinham todo um campo novo para levar a sua mensagem. Tinha um número bem considerável de navios que saíam da Europa e simplesmente não chegavam no seu destino, por uma série de razões. Seja algum saque ou até mesmo naufrágio. Então se aventurar em terras estrangeiras em uma viagem pelo mar era algo arriscado. Mas mesmo com todos esses riscos, o jovem Hans em 1547, quando ele tinha 22 anos, saiu da Alemanha e foi em direção à Lisboa, Portugal, para embarcar rumo às Américas. Hans fez então a sua primeira viagem para o Brasil chegando aqui em 1549, descendo no Porto de Recife, em Pernambuco. Nessa primeira viagem, ele foi em uma embarcação que tinha como objetivo pegar o Pau-Brasil e levar para a Europa. Esse era o objetivo principal, mas o navio saiu com tarefas secundárias também. Como por exemplo interceptar navios franceses que estivessem fazendo negócios com a colônia. Era proibido que as capitanias negociassem com países que não fossem Portugal. Além disso, o navio também transportava alguns criminosos e pessoas que foram julgadas em Portugal para serem levadas ao Brasil. Só que quando Hans chegou em Pernambuco, ele chegou em um momento de conflito. O governador de Pernambuco chamado Duarte Coelho estava enfrentando uma revolta indígena. Então o governador solicitou o apoio do maior número de pessoas para poder enfrentar essa rebelião dos Caetés, povo que tinha se levantado contra a administração central. Hans Staden assim que chegou foi recrutado para lutar contra uma revolta dos Caetés. E quando ele chegou lá, enfrentaram mais de 8 mil indígenas e depois de muito sangue os europeus e a força local derrotaram os nativos. Se não bastasse ter que lutar contra os nativos, o grupo do Hans ainda precisou lutar contra um navio francês que estava tentando atracar no Brasil. Nessa primeira viagem ele ficou até outubro de 1549 e nesse mês voltou para a Europa, são e salvo. Ele voltou para o Brasil anos depois e foi capturado por Tupinambás, que eram canibais. Em seu livro Duas Viagens Ao Brasil, a primeira coisa que ele diz é que desde o primeiro momento ficou claro que a intenção dos Tupinambás que sequestraram o grupo era “devorá-los”! Durante o tempo que o Hans ficou com os tupinambás ele pôde ver como se organizavam, trabalhavam e praticavam seus cultos. E foi nessa passagem que ele viu rituais de antropofagia, ou seja, de canibalismo! É claro que o canibalismo não dessas tribos não era comer carne humana no almoço de domingo. Tinha uma relação muito forte com comer a carne dos seus inimigos, de guerreiros e uma parada religiosa, porque isso era feito dentro de um ritual. Olha só o que ele falou no livro dele: “Fazem isto, não para matar a fome, mas por hostilidade, por grande ódio, e quando na guerra escaramuçam uns com os outros, gritam entre si, cheios de fúria” Ao todo Hans ficou 9 meses sequestrado com os Tupinambás e morrendo de medo de ser devorado. Ele chegou a ver pessoas que estavam com ele serem comidas. Hans só foi resgatado dali com vida nove meses depois quando um corsário francês chegou no litoral e viu que Hans estava ali como um “refém”. O feito mais importante de Hans nem foi ter sobrevivido e sim ter escrito sobre o que ele viveu.
5/18/202230 minutes, 59 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a França

No ano de 1816 um navio da marinha francesa chamado Medusa partiu em direção ao Senegal, na África, para criar uma colônia ali. Nesse período a França era uma grande potência econômica e militar e tinha uma série de colônias pelo mundo e queria fazer mais uma no Senegal. Porém, por uma série de erros do comandante Huges Durou Charmery, a embarcação naufragou! Dentro do navio tinham mais de cem tripulantes, mas apenas 15 foram resgatados com vida. Só que adivinha quem salvou esses quinzes que estavam tentando chegar na praia nadando? Sim, os Senegaleses. As mesmas pessoas que iriam ser colonizadas e depois escravizadas ajudaram os franceses a sobreviveram a esse naufrágio. Essa é uma história muito bonita de como os senegaleses resgataram e salvaram os franceses. Além disso, o século XXI é marcado por diversas questões guerras civis, guerras ao terror que geraram diversas crises migratórias. Pessoas que moram em países como Síria, Afeganistão, Eritréia e outros países do Norte da África enfrentaram diversas guerras civis e com isso precisaram fugir. O principal destino dessas pessoas é a Inglaterra por acreditarem que lá serão mais bem recebidos e por falarem inglês. Só que para chegaram à Inglaterra eles tem que passar pelo Canal da Mancha, uma região que fica entre a França e o Reino Unido. A questão é que a cidade de Callis, na França, se tornou um lugar em que esses refugiados acabaram se concentrando e ficaram presos sem conseguirem ir para a Inglaterra. A França desde 1999 tem debatido diversas leis antimigração e o país se tornou um caos, para quem deseja ir para lá se refugiar. A cidade de Callis começou a receber uma série de denúncias de maus tratos e de violação dos diretos humanos. A quantidade de refugiados em Callis é tão grande que o local que eles ficam é conhecido como A Selva. E não ache que eles foram bem acolhidos e que tem moradias minimamente dignas. Nada! Tem gente morando a meses em uma barraca! E tem uma notícia de 2016 que alguns deputados aprovaram a construção de um MURO para separa “A Selva” da cidade de Callis. Ou seja, os caras queriam literalmente barrar a entrada de qualquer pessoa que estivesse procurando ajuda referente ao refúgio.
5/16/202236 minutes, 17 seconds
Episode Artwork

Phantom Time - 300 anos da história foram inventados

De acordo com um historiador alemão, 300 anos (297 mais precisamente) da nossa história foram forjados! Não existem! Se essa teoria estiver certa estamos vivendo no ano 1725. O calendário que nós usamos hoje é o Calendário Gregoriano, aquele que é organizado em dias, meses e anos a partir das estações do ano. Só que vai existir um historiador que vai falar que esse calendário é uma completa farsa! Toda essa discussão só existe porque um historiador alemão chamado Heribert Illig, em 1991, publicou uma pesquisa chamada “Hipótese do Tempo Fantasma”. Para Illig, não existe nenhuma prova histórica de que os anos 614 d.C. até 911 d.C. existiram de verdade. Na prática, é como se existisse um buraco de uns 300 anos na Idade Média. Mas se essa teoria estiver correta, muitas coisas que temos como verdade hoje são simplesmente falsas, como por exemplo Carlos Magno! De acordo com o calendário falso (o nosso) Carlos Magno viveu entre 742 d.C e 814. Não só ele, como seu pai e avô foram reis dos Francos. E o Reino Franco foi importante porque foi aquele que conquistou uma série de reinos menores na Europa e deu uma unidade política; além disso foi um reino bastante católico e que conforme eles cresciam, doavam e dava terras para a Igreja, fazendo com que ela crescesse também. Se a teoria do Illig estiver certa, tanto Carlos Magno como toda sua família não passam de uma história inventada, um mito como o Rei Arthur. Um dos gatilhos que levaram o Heribert Illig a pesquisar essa hipótese, é que para ele, entre 614d.C. a 911 d.C não aconteceu nada de muito relevante para a história. Além disso, por existirem poucos vestígios arqueológicos desse período e apenas documentos escritos, reforçaria a ideia de que os documentos foram forjados. A publicação do artigo de Illig foi feita em uma revista histórica e isso fez com que muitas pessoas fossem atrás de provar essa ideia dele para saberem se procede. Uma das principais críticas que a Teoria do Tempo Fantasma recebe é na própria história do Carlos Magno. O cara foi um personagem tão importante, que seu reino teve contatos comerciais e culturais com diversos outros reinos em lugares distantes. E existem documentos sobre o Império Carolíngio na Inglaterra, no Império Bizantino etc. A Teoria do Tempo Fantasma acaba falando que o período que foi inventado, foi exatamente aquele que Maomé teve o encontro com o Anjo Gabriel dando início ao Islamismo, ou seja, existe documentação sobre isso. Conseguimos olhar até documentos do governo Chinês, que estava sob a Dinastia Tang, que os anos do calendário realmente existiram e não foram fraudados. Além de historiadores, arqueólogos e astrônomos rebateram com veemência essa teoria com fatos que a levaram ao descrédito rapidamente.
5/11/202234 minutes, 55 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar a Argentina

Um dos presidentes mais populares e famosos do país foi um homem chamado Juan Domingo Perón, chamado apenas de Perón. Ela era um populista clássico! Se fossemos fazer uma comparação com o Brasil ele era tipo um Getúlio Vargas. Só que o interessante é que não era só Perón que era bastante conhecido no país, mas sua esposa também, a Eva Perón. Alguns historiadores até dizem que a Eva Perón tinha mais prestígio social que o marido que era presidente. A sua primeira passagem pela presidência da Argentina foi entre 1946 até 1955. Como todo presidente, mesmo sendo bastante popular Perón estava sofrendo uma série de pressões internas para mudar algumas políticas. Um dos principais grupos que faziam oposição ao presidente era uma parte das Forças Armadas que estavam o ameaçando com um golpe militar. Para demonstrar que tinha o apoio popular, milhares de pessoas foram a Casa Rosada (nome do palácio onde fica o presidente) se manifestar contra o que estava acontecendo e a favor do Perón. Só que nesse dia, 16 de junho de 1955, as Forças Armadas vão tentar um golpe de Estado contra Perón. E o quando o exército quer dar um golpe, o que eles geralmente fazem? Tiram o presidente. Mas nesse dia não foi assim. As forças armadas, principalmente Marinha e Aeronáutica, se organizaram para bombardear o entorno da Casa Rosada, ou seja, bombardear a PRÓPRIA POPULAÇÃO! Isso realmente aconteceu e mais de 30 aeronaves sobrevoaram a Praça de Maio e lançaram as bombas bem onde os manifestantes estavam, simples assim. Foi literalmente um massacre! As fotos são horríveis e a imprensa mundial ficou chocada com a brutalidade e a forma que os Militares tentaram tirar Perón do poder. Por baixo, pelo menos, 320 civis foram mortos nesses bombardeiros e outras centenas ficaram feridas. Essa ação foi entendida como uma tentativa de golpe contra o Perón que conseguiu organizar parte do exército que o apoiava para “limpar” esses rebeldes das Forças Armadas e conseguiu se manter no cargo. Ou seja, todas essas pessoas morreram para nada. Não dá para gostar de um país que mata a sua população assim, a sangue frio em uma tentativa de golpe.
5/9/202229 minutes, 49 seconds
Episode Artwork

O ladrão que roubou mais de 1 bilhão de dólares em arte

Em março de 1990 ladrões entraram no Museu Isabella Stewart Gardner em Boston, EUA, e levaram mais de um bilhão de dólares em obras de arte! Durante todo o século XX o museu funcionou muito bem, até a fatídica noite de 18 de março de 1990, data do maior roubo de arte da história. Mesmo o museu sendo grande, só dois guardas estavam fazendo a segurança naquela noite. Um desses guardas se chamava Rick Abath e Randy Hestan. Durante a noite, Abath estava fazendo uma ronda pelo museu e alguns alarmes de incêndio tocaram. Como ele viu que não tinha nenhum fogo e o prédio já era meio antigo com um sistema de segurança ultrapassado, ele achou que foi alguma falha técnica e desligou o painel de controle. Às 1:00 da madrugada, Abath voltou pra guarita e o Randy foi fazer a ronda. Depois de 20 min o telefone da guarita tocou e quem estava do lado de fora eram dois homens que se identificaram como policiais e disseram que estavam lá por conta de uma ocorrência naquele endereço. Abath achou que tinha sido por conta das festas de São Patrício e deixou os “policiais” entrarem. Quando os dois homens entraram, perguntaram quem mais estava no museu e mandaram chamar o Randy. Quando ele se juntou ao Abath e aos “policiais”, os dois homens disseram pro Randy: “Ei, você parece um cara que é foragido da justiça”. E o algemaram. Logo em seguida algemaram o Abath e depois de amarrá-los revelaram que não eram policiais de verdade. Para evitar que os seguranças do museu não fizessem nada, pegaram os documentos deles para chantagear e ameaçar a família deles. Os bandidos ficaram circulando pelo museu por aproximadamente 81 minutos (1h20) e levaram as obras roubadas para um furgão que ficou estacionado no lado de fora do museu. Com as peças que eles levaram, tiveram que fazer duas viagens. Os ladrões foram embora as 2h45 da madrugada e levaram também as fitas de segurança. O roubo só foi percebido pela manhã quando o turno da segurança foi trocado. Os ladrões levaram apenas treze itens do acervo! Entre eles tinha uma Água Napoleônica, esboços de um artista chamado Edgar Degas; pinturas de Manet e Remabrant. Até hoje, não sabemos quem fez esse crime, mas existem alguns suspeitos. Em 1994 a diretora do Museu recebeu uma carta com detalhes que só pessoas que praticaram o roubo poderiam ter mandado, a carta dizia que eles negociariam caso fosse publicado uma mensagem cifrada no jornal da cidade. Isso foi feito e uma segunda carta foi enviada dizendo que a negociação não seria feita porque tinha chamado muita atenção. Até hoje os locais dos itens roubados estão “em branco” esperando a volta dessas obras de arte. Caso tenha alguma informação você pode fazer uma denúncia e receber 10 milhões de dólares!
5/4/202230 minutes, 23 seconds
Episode Artwork

Eu vou fazer você odiar o Japão

Até boa parte do século XIX o Japão era um país completamente atrasado. Economia feudal, terras divididas em várias partes e sofrendo influência potências. Só que o Japão viveu um período que na história chamamos de Era Meiji (1868-1912) que é justamente o período em que o Japão se modernizou. A Era Meiji foi importante porque o Japão passou a se colocar como uma potência militar e como uma economia forte e aberta a investimentos estrangeiros. Então o Japão começou a querer se impor contra outros países como China e Coréia. O Japão começou uma guerra contra a China que ficou conhecida como Primeira Guerra Sino-Japonesa que começou em 1894. Mesmo sendo pequeno, o Japão era muito mais poderoso militarmente e venceu os chineses, levando como prêmio a influência na Coreia e a ilha de Taiwan, que se tornou uma colônia japonesa. Mas o que ocorreu na Segunda Guerra Sino-Japonesa foi muito mais pesado. Essa segunda grande guerra contra os chineses foi marcada por uma brutalidade e por um massacre por parte dos japoneses. Um dos episódios mais traumáticos e violentos desse conflito foi o Massacre de Nanquim, que aconteceu em dezembro de 1937. A cidade de Nanquim foi um dos palcos da derrota chinesa, porém, após a vitória os japoneses pilharam a cidade e massacraram não só os membros do exército chinês como também a população civil. Uma das estimativas mais conservadoras diz que 200 mil civis foram mortos e milhares de mulheres, inclusive adolescentes, foram estupradas pelos soldados japoneses. O Japão também fez incursões em outros países, como nas Filipinas, colocando em prática o Massacre de Manila que foi responsável por matar mais de 100 mil filipinos na década de 1940. Os que sobreviveram ao massacre foram obrigados a marchar a pé em direção aos campos que os japoneses haviam criado para manter seus prisioneiros. Nessas marchas os prisioneiros de guerra não tinham água nem alimento e milhares morreram no meio do caminho. Os japoneses também desenvolveram armas químicas e biológicas que foram usadas e testadas em chineses e coreanos. Todas essas atrocidades cometidas em guerra foram constantes e se fizeram presentes durante o imperialismo japonês. É provável que entre 1931 até 1945 o governo japonês tenha matado aproximadamente 8 milhões de pessoas se somarmos todas as guerras de expansão que os japoneses participaram.
5/2/202230 minutes, 55 seconds
Episode Artwork

Para qual círculo do Inferno de Dante você vai?

Um dos escritos mais usados pela cultura pop foi o de Dante Alighieri, quando ele escreveu a Divina Comédia. A história é dividida em três atos: Inferno, Purgatório e Paraíso. E a parte que mais afetou o imaginário coletivo dos homens medievais foi justamente o primeiro. Em Inferno, Dante volta das Cruzadas mas quando chega, vê sua esposa Beatrice sendo raptada pelo diabo. Ele decide então ir atrás dela: no Inferno. Ele descobre com a ajuda do poeta romano Virgílio, ele percebe que o inferno possui círculos. E cada um deles é específico pra receber as pessoas que cometeram pecados específicos durante a vida. Os círculos são: Limbo Aqueles que por acaso nunca ouviram falar que Cristo existiu acabam no Limbo, o primeiro círculo do inferno. Então, elimine esse da sua lista... Já que se você nunca ouviu falar do cara, acabei de te falar sobre ele. No livro, Dante encontra nesse círculo algumas figuras conhecidas como Sócrates, Aristóteles e Júlio César, entre outros. Luxúria Esse é autoexplicativo. Gostar da coisa não tem nada errado, mas o desejo do corpo, de forma exacerbada, pode te levar ao segundo círculo do inferno. De acordo com a história medieval, Dante encontra lá Aquilles, Cleópatra, Tristão e outros notáveis. Gula Ninguém nega que comer é bom. Calma. Mas gostar demais da hora do rango pode te levar para o terceiro círculo: a Gula. “Divina Comédia” narra Dante encontrando pessoas comuns e não figuras lendárias como antes, dando a entender que é um pecado bem comum de se cometer. Ganância O quarto círculo do inferno é a ganância. Um lugar onde as pessoas que pensam demais em adquirir dinheiro ou poder e acabam ficando. Na história, Dante passa com Virgílio sem falar com ninguém, mas comenta sobre a ganância ser um pecado mais sério que os outros. Ira Dante e Virgílio encontram pessoas furiosas no quinto círculo do inferno. Permitir que a Ira se torne um sentimento dominante na sua vida pode te levar a esse lugar. Na própria obra, Dante se questiona se ele pode ir para lá quando morrer, afinal, participou das Cruzadas e definitivamente permitiu que o sentimento o dominasse algumas vezes. Heresia A rejeição das normas religiosas (ou políticas) da época poderiam te levar para o sexto círculo. E isso no mundo moderno vai levar uma galera pra lá, não é? Dante encontra figuras conhecidas como Epicuro, o imperador do Sacro Império Romano Germânico Frederico II e o Papa Anastácio II. Violência O sétimo círculo é onde começam os chamados subcírculos. Dependendo do tipo de violência que você cometeu em vida, pode parar nesse nível profundo do inferno. O primeiro subcírculo do sétimo círculo – um pouco confuso, né? – é o externo; o segundo é o do meio e o terceiro é o interno. No externo ficam as pessoas que foram violentas com outras pessoas e com propriedade. Na história, Dante encontra Átila o Huno. O subcírculo do meio é onde ficam as pessoas que cometeram violência contra elas mesmas – automutilação, suicídio etc. O subcírculo interno é o local reservado às pessoas que cometeram blasfêmia ou violência contra Deus. Na história, Dante encontra Brunetto Latini, um sodomita que foi mentor de Dante – que climão, né? Fraude Pessoal que tem CNPJ tem que prestar atenção nesse oitavo círculo do inferno. Pessoas que cometeram fraudes conscientemente, sendo sedutores, elogiadores, falso profetas, políticos corruptos – imagine Brasília lendo isso –, ladrões, hipócritas e outros. Basicamente, para você não parar nele é só não tentar enganar alguém de forma consciente. E pelo nível que estamos nesse momento do texto, deu para perceber que Deus não gosta mesmo de quem faz isso, né? Traição É muito curioso como funciona o último círculo do inferno, onde o próprio Satanás reside. Ao criar esse local no livro, Dante Alighieri acaba divulgando um pouco da sua própria visão sobre a traição. Esse círculo é dividido em quatro. O primeiro se chama Caina, referenciando Caim, que matou seu próprio irmão. É o lugar onde ficam aqueles que traíram seus p
4/27/202241 minutes
Episode Artwork

Eu Vou Fazer Você Odiar o Catar

Muitas pessoas não sabem onde fica o Catar, e muito menos sobre a sua história. De forma resumida, o Catar fica na Ásia e é um dos países do Oriente Médio, e fica ao lado da Península Arábica; é um vizinho da Arábia Saudita. Os humanos chegaram nesse lugar que hoje chamamos de Qatar há pelo menos 50 mil anos. Mas a gente costuma falar que essa Península nunca foi uma área muito importante no sentido econômico porque se trata de um grande deserto. Essa região começou a ser mais visada quando o Islamismo surgiu e com isso vários reinos muçulmanos conquistaram outras áreas. Boa parte da história do Qatar foi sob domínio de outros Impérios. Primeiramente o Império Otomano e em seguida ficaram sob administração do Reino Unido. A independência do Qatar como um Estado é algo recente, aconteceu em 1971. O Qatar é um país muçulmano em que as leis religiosas também podem ser aplicadas na política. Se alguém cometer adultério, o artigo 88 da constituição deles diz que a pena para esse crime são 100 chibatadas! E isso chegou a acontecer: em 2006 uma mulher filipina foi condenada por adultério e recebeu 100 chibatadas. O maior problema é que a maioria das pessoas que são pegas nesses crimes são estrangeiros. Talvez por não conhecer as leis do local ou não acharem que isso é realmente crime. Consumir álcool também é um crime e a pena é cobrada em chibatadas. Se uma pessoa é pega blasfemando da fé islâmica, ela pode ser presa e ficar até 7 anos na prisão. O mesmo código penal do país afirma que a homossexualidade pode ser punida com a morte. Além de ser crime ser homossexual, a pessoa pode ser condenada à morte. Isso chegou até a administração da Copa e tem jogadores com medo de ir pro Catar. Um exemplo é o atleta Josh Cavallo, da Austrália e que se assumiu gay, nas eliminatórias para a Copa chegou a dar uma declaração pública dizendo que estava com medo. Além disso, o Qatar emitiu uma nota dizendo que não recomenda que casais LGBTQIA+ façam demonstrações de afeto em público, muito menos nos estádios. Uma outra característica muito importante sobre o Qatar é que eles recebem muitos imigrantes. Geralmente são pessoas que foram barradas nos EUA e em países da Ásia e vão para o Qatar tentar trabalhar. Mas o problema é que geralmente os trabalhos que esses imigrantes pegam não são os melhores e as condições são bem precárias. Existe um regime de trabalho no Qatar chamado Kafala. Esse modelo de trabalho diz que quando um trabalhador é imigrante ele estabelece o contrato diretamente com o seu contratante. Não existe uma CLT que afirma que determinada pessoa tem direitos básicos. Na prática, esse sistema de trabalho faz com que a pessoa vire um refém do empregador. O imigrante fica sujeito à autorização do patrão para realizar diversas atividades, como alugar imóvel, sair do país e até trocar de emprego. Além disso, o trabalhador tinha o passaporte retido pelo seu chefe que se negava a fornecer vistos para saída do país. Pra muitos, é considerado escravidão. Além disso, existe no Qatar a Lei da Tutela Masculina, onde se uma mulher quiser estudar, viajar, ter acesso a anticoncepcionais e se casar, ela precisa pedir autorização para o seu tutor. Normalmente o tutor é o marido ou o pai da mulher, mas pode ser o irmão. Existem ONGs internacionais que monitoram essa situação e denunciaram o Qatar por não permitir que as mulheres façam atividades básicas do dia a dia sem o aval dos homens, mas para que esse tipo de denúncia realmente mude alguma coisa muitas vezes demora anos!
4/25/202233 minutes, 18 seconds
Episode Artwork

Guerra ao Terror em Cuba

A partir de 2002 a penitenciária de Guantánamo se tornou um lugar onde os acusados e julgados por terrorismo eram presos. Só que como prática de obtenção de informações a tortura passou a fazer parte do cotidiano. Depois de 2001 o mundo mudou. Os ataques às Torres Gêmeas colocaram não só os EUA, mas o mundo como um todo em estado de atenção e medo. Logo em seguida o presidente George W. Bush declarou a Guerra ao Terror e que iria acabar com todas as células terroristas. Diversas agências dos EUA começaram a trabalhar não só na investigação, mas na prevenção a atos terroristas. Nesse assunto a CIA (Central Intelligence Agency) passou a ter um papel muito importante prendendo pessoas que tinham algum tipo de relação com grupos terroristas como o Talibã e a Al-Qaeda. Mas como a islamofobia nesse período atingiu níveis enormes, muitas prisões de pessoas que não tinham nenhuma relação com grupos terroristas. Eram apenas árabes ou muçulmanos. Essas pessoas foram mandadas para uma prisão chamada Campo de Detenção da Baía de Guantánamo, que fica localizada na ilha de Cuba. Logo em 2002 chegou o primeiro grupo de 20 combatentes que foram capturados no Afeganistão e levados para Guantánamo. O governo Bush classificou esses primeiros 20 prisioneiros em Guantánamo como Terroristas, e quando isso é feito o governo não precisa obedecer a Convenção de Genebra, que é uma espécie de conjunto de regras básicas do que pode ou não ser feito com prisioneiros etc. Em novembro desse ano, um brother chamado Willian J. Haynes, que era um psicólogo, recomendou técnicas agressivas para tirar mais informações sobre os grupos terroristas. Só que com técnicas agressivas ele meio que autorizou a tortura. Em novembro desse ano, um brother chamado Willian J. Haynes, que era um psicólogo, recomendou técnicas agressivas para tirar mais informações sobre os grupos terroristas. Só que com técnicas agressivas ele meio que autorizou a tortura. Esses dois psicólogos chegavam para a CIA dizendo ter uma série de estudos comprovando que a tortura era muito efetiva para extrair informações e quando o prisioneiro se recusava a falar algo, eles acreditavam que as torturas tinham que ser mais graves para extraírem o que queriam ouvir. Dentre os métodos, os psicólogos ensinavam que trancar em pequenas salas, ligar um som altíssimo, induzir afogamento, simular estupros e restrições alimentares. Em 2004 a Suprema Corte americana concedeu a permissão dos prisioneiros o direito de apelar à justiça caso seus direitos estivessem sendo descumpridos. Após esse ano, Guantánamo começou a entrar no radar da mídia porque começaram a surgir algumas fotos de prisioneiros que eram fotografados nessas situações humilhantes. Essa pressão da mídia deu certo e conseguiram levar um desses militares que foram fotografados torturando prisioneiros para julgamento. Charles Garner, soldado acusado de ser o mentor dos torturadores é julgado por esses crimes, mas em 2007 conseguiu ser absolvido. Em 2006 a nossa querida ONU entra na parada e produz um relatório denunciando essas torturas e recomenda que a prisão de Guantánamo seja fechada. Em 2008 o diretor do FBI afirma em uma comissão do congresso que não só as torturas aconteceram como eles extrapolaram o que os psicólogos ensinaram. Os agentes da penitenciária colocavam os prisioneiros em altas temperaturas e desrespeitavam o Alcorão. Nesse período Obama estava em campanha eleitoral e caso vencesse prometeu fechar Guantánamo e encerrar os casos de tortura contra presos nos EUA. Em 2009 ele assumiu como presidente e cumpriu sua promessa de campanha e fechou a penitenciária.
4/20/202231 minutes, 12 seconds
Episode Artwork

Eurico Miranda e Pablo Escobar

Eurico Miranda foi um político e dirigente do Vasco da Gama, se tornando presidente do clube de 2001 a 2008 e depois de 2015 a 2018. Algumas vezes deputado, Eurico teve envolvimento com escândalos políticos e midiáticos. Em determinado momento foi acusado de envolvimento com sonegação fiscal e outras coisas. Em 2006 ele teve a sua candidatura indeferida pelo TRE do RJ, e segundo a juíza Jaqueline Montenegro, foi por falta de condições morais para exercer um mandato. Ele também foi acusado por envolvimentos em diversas irregularidades durante a liderança no Vasco. Houve um CPI pra apurar irregularidades do futebol brasileiro e Eurico estava em várias acusações. Em 1990, quando Eurico era vice-presidente do Vasco, o time cruz-maltino enfrentou o Atlético Nacional da Colômbia, durante a Libertadores, nas quartas de final. O primeiro jogo foi no Maracanã e o resultado se manteve em 0 a 0. Mas no segundo jogo, na cidade de Medelín, juízes e auxiliares foram ameaçados e subornados por homens que supostamente eram do Cartel de Medelín, comandado por Pablo Escobar. O Cartel era muito poderoso e já havia sido provado alguns envolvimentos dele no futebol colombiano, como uma maneira de fazer Escobar e o Cartel ganharem apoio popular com esse apoio direto no esporte que era tão popular. Mas casos de violência, ameaças a árbitros eram comuns. O ex-árbitro brasileiro Renato Marsiglia disse o seguinte sobre a relação entre o Cartel e o esporte: "Não foram poucos os árbitros que tiveram revólver na cara. Nenhum árbitro gostava de apitar na Colômbia, as federações não deixava. Não era novidade que o narcotráfico colombiano comandava o Nacional e o América de Cali. E tinha muita coisa de aposta. A gente ouvia falar em reuniões com árbitros colombianos. O primeiro lateral valia US$ 100, o primeiro amarelo, US$ 500. Se o pênalti valia US$ 10 mil, imagina o resultado do jogo? E esse dinheiro vinha do narcotráfico. A relação era essa." Eurico só soube das ameaças e tentativas de suborno depois do jogo (que acabou 2 a 0 para o Atlético Nacional). Assim que soube, Eurico decidiu ir até o Paraguai, na sede da Conmebol para impugnar o jogo. Após um debate acalorado na Conmebol que envolveu Eurico, dirigentes do Atlético Nacional e supostamente membros do Cartel, o jogo foi remarcado para o dia 13 de setembro no Chile. Mas o Vasco perdeu de 1 a 0.
4/18/202233 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

Cultos Bizarros 3 - Shoko Asahara

4/13/202235 minutes, 54 seconds
Episode Artwork

A Curiosa História do Jogo do Bicho

No ano de 1888, o Barão João Batista Viana Drummond inaugura o Jardim Zoológico do Rio de Janeiro, localizado em Vila Isabel. Quando o Barão abriu o Zoo, ele tinha o apoio e o patrocínio da família Real do Brasil, que eram grandes incentivadores da arte e da cultura no país. Só que um ano depois que o Zoo abriu o Brasil sofreu uma mudança de poder. A família real foi derrubada por um golpe militar e instauraram a República aqui no Brasil. Assim que a família real foi exilada na Europa, o Barão João Batista perdeu o seu maior parceiro financeiro para manter o Zoo de pé, que era o governo de D.Pedro II, ele começou a enfrentar uma grande crise financeira. Foi então que o Barão João batista teve a ideia de criar um jogo para fazer com que as pessoas fossem ao zoológico visitar os animais e consequentemente melhorar a renda do Zoo. O chamado Jogo do Bicho nasceu assim: Os visitantes compravam um ingresso, e nesse ingresso vinha a figura de um bicho. Na entrada do zoo, tinha um poste alto com a gravura dos 25 bichos com uma caixa de madeira embaixo. Ao final do dia, a figura de um bicho seria retirada da caixa e quem estivesse com a figura do mesmo animal ganhava um prêmio de 20 vezes o valor da entrada. Pouco a pouco as visitas ao Zoo aumentaram porque a galera estava mais interessada no prêmio do que em ver os animais. Só que esse sucesso passou a ser um problema porque essa prática passou a ser replicada fora do Zoológico. Num primeiro momento o Jogo do Bicho era algo lícito, tendo até a liberação da Câmara dos Deputados para existir e praticar. Mas como eu disse, mais setores do Rio de Janeiro começaram a fazer esse esquema de “loteria” e isso começou a entrar no radar da polícia. Foi então que surgiu a figura do Bicheiro, que é esse homem responsável por organizar o jogo do bicho. Os bicheiros costumavam concentrar as apostas em ruas, praças, cafés, casas de fumo, lotéricas, vendas etc. O jogo começou a se tornar um problema para a segurança pública porque como era algo organizado por privados, as vezes dava confusão na hora de distribuir o prêmio, pessoas sumiam com o valor arrecadado e outras coisas. Mas isso acabou em 1895, quando o prefeito do Distrito Federal (RJ) baixou um decreto proibindo a prática do jogo. De acordo com Antonio Paulo Benatte que diz que o Jogo do Bicho está associado à alma do brasileiro. Ele fala que: “Esse jogo é um fato social total, enraizado profundamente em nossa cultura; é uma verdadeira instituição tupiniquim, articulada a muitas outras instituições, como o carnaval, o futebol, a música popular, a política, a religião, a economia, a polícia, a malandragem, a bandidagem e por aí vai.”
4/11/202239 minutes, 28 seconds
Episode Artwork

O Mistério do Membro de Napoleão

Napoleão Bonaparte morreu em 1821, seis anos após ter perdido a lendária Batalha de Waterloo. Seu legado como imperador francês, abalou as estruturas do mundo ocidental de tal maneira que a Revolução Francesa e as Guerras Napoleônicas são constantemente tratados como os fatores que iniciam a Idade Contemporânea, tamanho foi o legado do general corso. A autópsia teve muitos médicos presentes. Afinal, era o grandioso Napoleão Bonaparte. Um homem diferente, um homem que mudou o mundo ocidental como era conhecido. Acontece que de alguma forma durante a autópsia aconteceu algo bizarro: o pênis de Napoleão foi roubado. Não só o pênis, mas diversas partes do seu corpo como órgãos também foram levados. Um criado de Napoleão disse em suas memórias que aproveitou um momento em que os ingleses não estavam olhando para pegar alguns pedaços de sua costela. De acordo com Tony Perrottet, autor do livro As Partes Privadas de Napoleão: 2.500 anos de História Descompactada (2008), um dos médicos que participava da autópsia pegou o pênis, o guardou e mais tarde teria o vendido a um padre italiano que levou para a Córsega, a terra natal do imperador - e do pênis. Acontece que há muita discussão sobre a veracidade desses fatos. Existe uma outra teoria de que na verdade o próprio padre possa ter roubado o pênis, e também discute-se bastante sobre tudo não ter sido um grande acordo entre os médicos que faziam a autópsia, afinal, tirar órgãos e partes do corpo durante uma autópsia é algo comum. O próprio Napoleão pediu para que o seu coração fosse retirado e enviado para Maria Luísa, sua esposa - desejo que não foi realizado pelos médicos. O napoleãozinho ficou décadas com a família do padre na Córsega. Mas em 1916 um colecionador britânico o comprou e o tornou público. De acordo com Perrottet “O pênis adquiriu um status mítico. (...) Estava em uma pequena caixa de couro, congelado pelas temperaturas frias. Ele não foi colocado em formaldeído, o que piorou o desgaste” Em 1927 ele foi exposto em Nova York por um comerciante que alegou ter comprado alguns anos antes. 50 anos depois, John Lattimer, urologista e professor de Urologia da Universidade de Colúmbia, comprou o "pequeno cavalo-marinho"- como descreveu um visitante da exposição - por 3.800 dólares. O pênis ficou com ele até 2007 com sua morte, quando ele deixou como herança para a sua filha. Ela foi entrevistada pelo próprio Tony Perrottet e o momento em que o autor do livro e o órgão do militar francês se encontram está registrado em um vídeo no YouTube. E sim: o pênis é considerado bem pequeno. Mas enquanto o seu pênis está em Nova Jersey, do outro lado do mundo está o resto do corpo de Napoleão Bonaparte. Em uma cripta fria, sob a cúpula de Les Invalides, em Paris.
4/6/202232 minutes, 9 seconds
Episode Artwork

O Terrível Caso de um Campeão Mundial de Luta Livre

Em julho de 2007 um dos maiores atletas e showman da história do EUA cometeu um crime horrível: matou sua esposa e seu filho com as próprias mãos e depois de algumas horas cometeu suicídio. E é possível que a causa disso tenha sido a própria luta! Estamos falando de Christopher Michael “Chris” Benoit, mais conhecido como Chis Benoit. Ele nasceu no dia 21 de maio de 1967 no Canadá. Desde moleque o Chris gostava de assistir lutas de Wrestling, mais conhecido como Luta-Livre. Quando ele tinha 15 anos teve a oportunidade de conhecer um de seus maiores ídolos no esporte e decidiu que iria treinar com ele, Bret Hart. Desde bem jovem Chris Benoit demonstrou que era um grande talento do esporte e com 15 anos foi contratado pela New Japan Pro Wrestling, que era uma liga em Tóquio no Japão. Durante os próximos 8 anos ele venceu diversos campeonatos locais e também na Europa e no México. Em 1992 ele foi contratado pela WCW (World Championship Wrestling) e em seguida contratado pela ECW (Extreme Championship Wrestling) que são as grandes empresas de Wrestling dos EUA. Ao longo da carreira o Chris Benoit sempre foi considerado um brother bem forte e ao mesmo tempo técnico. Mas teve uma luta que ele quebrou o pescoço do outro lutador! Em 1994 quando ele estava lutando com um cara chamado Sabu, Chris Benoit o arremessou para ele cair com o rosto no chão, mas o Sabu foi tentar se virar e acabou quebrando o pescoço. Depois desse dia o Chris Benoit passou a ser chamado de ”Canadian Crippler” (Aleijador Canadense). Nas lutas ensaiadas ele era sempre o vilão nas lutas. A primeira vez que ele ganhou um título mundial (mesmo sendo um campeonato só dos EUA) foi em 1995 na categoria de duplas. Em 1997 Chris começou a namorar a Nancy Sullivan, que era casada com Kevin Sullivan, um outro lutador e roteirista da WCW. Esse ato de traição resultou no divórcio do casal Sullivan quando Nancy ficou grávida do Chris Benoit! Sim, Chris Benoit e Nancy tiveram nos anos 2000 o pequeno Daniel. Durante esse período a vida do Chris Benoit, aconteceram muitas coisas legais na carreira dele e muitas confusões na vida pessoal. No início dos anos 2000 ele foi contratado pela WWE, a maior empresa de Wrestling dos EUA e ganhou vários campeonatos. Em 2004 ele venceu um evento que ele lutou contra 30 homens na mesma noite! Ele também foi campeão cinco vezes e duas vezes campeão dos pesos pesados. Mas por outro lado, em 2003 sua esposa, a Nancy, abriu um pedido de divórcio alegando que o casamento estava “irrevogavelmente quebrado” e que recebia um “tratamento cruel” do marido. Ela dizia que em alguns ataques de raiva o Chris destruía as coisas em casa, e as vezes agredia a própria Nancy. Depois dessa notícia a Nancy perdoou o Chris e voltou a morar com ele. Em 2007, alguns dias antes de Chris Benoit disputar o cinturão mundial contra um lutador chamado CM Punk, Chris decidiu fazer um churrasco com a esposa e o filho. Durante esse churras o clima esquentou, Chris já estava bêbado, eles começaram a brigar. No meio da briga Chris entrou para dentro da casa, levou a esposa e a amarrou pelos braços. O cara pegou um fio de telefone e a estrangulou até a morte! Em seguida ele dopou o filho com um remédio Xanax (contra ansiedade) e matou o filho o asfixiando com as próprias mãos! Os corpos foram encontrados ao lado de uma Bíblia e no computador da casa, Chris começou a fazer buscas na internet de versículos, ou seja, depois de matar a esposa e filho o cara foi entrar na internet, dar uma cochilada...Isso tudo aconteceu no dia 23 de julho. Quando ele acordou na manhã seguinte, com os corpos ainda lá, ele foi pra sua academia particular, amarrou uma corça de aço de um dos aparelhos em seu pescoço, colocou uma carga de 180kg e se matou soltando o peso. Só que nesse meio tempo a WWE estava esperando ele para a pesagem para disputar o cinturão. Como ele não apareceu, porque estava ocupado matando sua família, o substituíram por um outro lutador para o evento aco
4/4/202239 minutes, 39 seconds
Episode Artwork

ET de Varginha

"Às vezes acredito que há vida em outros planetas, às vezes eu acredito que não. Em qualquer dos casos, a conclusão é assombrosa”. A frase de Sagan assusta a todos, por mais fascinante que seja. Pra muitos, há coisas além do céu estrelado que são além do que imaginamos. Existem muitos casos famosos de supostos encontros de seres humanos com extraterrestres. E é impossível falar sobre essa relação entre os seres, sobretudo no Brasil, sem falar do fatídico caso do ET de Varginha. A suposta aparição se tornou conhecida no mundo todo. No dia 20 de janeiro de 1996 três meninas da cidade de Varginha, em Minas Gerais, viram uma criatura que, no começo, acreditaram ser o diabo. O contato de terceiro grau aconteceu com Kátia Andrade Xavier, de 22 anos, e as irmãs Liliane de Fátima Silva e Valquíria Aparecida Silva, respectivamente, com 16 e 14 anos. A criatura, segundo elas, estava sentada, aparentemente ferida e acuada. Tinha pés bifurcados, bípede e cabeçudo, com cerca de 1,60m, corpo magro, pele marrom e olhos vermelhos. As meninas correram em direção às suas casas e chamaram sua mãe. Elas voltaram no lugar e não encontraram nada além de um cheiro forte de amônia. A mídia apareceu logo em seguida e não demorou para que movimentações de militares fossem avistados na região. Pra muitos, o envolvimento das Forças Armadas teve como intuito capturar a criatura e encobertar o caso. Mas muitos acreditam também que o caso foi criado como uma tentativa de desinformar sobre o assunto. Muitos ufólogos debatem o caso até os dias de hoje que, ao lado da Operação Prato, é o caso mais emblemático de um suposto encontro com extraterrestres do Brasil.
3/30/202236 minutes, 23 seconds
Episode Artwork

Uday Hussein e a seleção torturada

Em 2003 Uday Hussein, filho de Saddam Hussein foi acusado pelos jogadores da seleção de futebol do Iraque de serem torturados e suas famílias serem sequestradas quando não ganhavam os jogos. O Iraque é um país bem importante no Oriente Médio e que tem uma das maiores reservas de petróleo do mundo. Desde a década de 1970 o país foi governado por Saddam Hussein. Um ditador que matou um monte de gente em seu país e que invadiu o Kuwait dando início à guerra do Golfo. Só que ditadores também transam e fazem filhos. No caso, Uday Hussein nasceu em 1964 e desde pequeno era perceptível que ele tinha algum tipo de distúrbio mental. Só que essa questão psicológica além de não ser tratada, Uday cresceu vendo seu pai atuando como um ditador que atuava sem qualquer tipo de limite jurídico. Obviamente Uday cresceu como um adolescente e um jovem extremamente violento. Não foram poucos os casos de acusação de estupro contra ele ou até de assassinato de pessoas que ele simplesmente não gostava. E ele fazia isso simplesmente porque era filho do “dono” do país e tinha todos os poderes para nem ser julgado ou investigado por qualquer crime. Ao longo da vida, Uday foi colocado por seu pai para comandar os ministérios e setores de comunicação do Iraque. Ele era a pessoa que aprovava ou não determinado jornal ter permissão para ir ao ar, tirava repórteres que não gostava e torturava aqueles que eram minimamente contrários ao governo do seu pai. Algumas fontes dizem que Uday Hussein era usuário de heroína e tinha relações com o tráfico de drogas e exigia dinheiro dos traficantes. Além disso, ele também abria diversas casas de prostituição pelo país e tinha o “direito” de iniciar as mais jovens nessa vida. Era o diabo na terra. As coisas pioraram quando Saddam Hussein decidiu colocar Uday como chefe do Comitê Olímpico e da Confederação de Futebol do Iraque em 1984, durante a guerra com o Irã, para dar uma levantada na moral do país. Uday era um grande amante do futebol então tinha como desejo que seu país ganhasse uma Copa do Mundo. Já imaginou o Iraque vencendo a seleção brasileira numa final? Mas para “motivar” seus atletas, Uday humilhava e praticava violência com os jogadores caso eles perdessem as partidas. No início a coisa era até “leve”, comparado com o que vem depois. Quando a seleção iraquiana perdia jogos ou campeonatos, Uday raspava a cabeça dos atletas em sinal de humilhação pública. Com o tempo, as torturas nos atletas foram aumentando e a violência cresceu junto. Quando os atletas puderam denunciar o que viveram, eles disseram que Uday mandava os técnicos anotarem todos os erros que os jogadores de futebol cometiam porque cada erro era recompensado com algum castigo. Seja esse castigo socos no estômago com um travesseiro na frente para não deixar marcar ou eles levavam chibatadas na planta dos pés. Os jogadores relataram que Uday gostava principalmente de torturá-los com chibatadas e que ele dava risada enquanto batia nos atletas. Caso a seleção de futebol do Iraque perdesse os jogos, quando eles voltavam para o país eram presos, passavam dias sem receber qualquer tipo de comida e eram torturados. Quando a seleção de futebol perdia jogos dentro do país o tratamento era pior! Tinham que ficar chutando pedras até os pés sangrarem ou faziam cortes nos pés dos jogadores e os faziam andar em um chão ensanguentado, que o Uday falava que eram sangue com HIV. Os atletas passaram a se recusar a bater pênaltis, porque se errassem iriam receber algum tipo de punição eles das chibatadas por passes errados etc. O pior é que nem a família dos jogadores ficava livre dessa situação. Quando sofriam algum tipo de derrota humilhante ou eram desclassificados de competições, Uday Hussein sequestrava as esposas dos atletas e as estupravam ou ficavam diversas noites com elas em seu quarto como forma de punição. Obviamente, Uday mesmo sendo poderoso se tornou uma figura odiada em seu país e em aparições públicas ele usava um sós
3/28/202233 minutes, 42 seconds
Episode Artwork

O Projeto de Colonização Nazista da Amazônia

O Projeto Guiana foi um projeto alemão que tinha como objetivo invadir a floresta amazônica, construir hidrelétricas e retirar minerais da floresta. Tudo começou com a descoberta de uma sepultura (“lápide”) que está em uma cidade pequena chamada Laranjal do Jari, no interior do Amapá no Norte do país. Essa sepultura não é nem um pouco discreta porque tem uma cruz de madeira com aproximadamente dois metros de altura, com uma suástica no topo e o seguinte dizer: “Joseph Greiner faleceu aqui em 2-1-36 de morte febril em serviço de exploração para a Alemanha. Expedição Jari, 1935-1937”. Essa cruz nazista gigante pertencia ao túmulo de Greiner, que era um geógrafo e escritor nazista, mas ele trabalhava para um outro homem que era muito mais importante e influente dentro da hierarquia do Partido Nazista. O chefe do Projeto Guiana era um homem chamado Otto Schulz-Kampfhenkel. Otto era um geógrafo e explorador alemão que nasceu em 1910. Quando ele tinha 21 anos foi para uma expedição no África Ocidental e voltou para a Alemanha com uma série de animais exóticos e selvagens para exposição no Zoológico de Berlim. Alguns desses animais foram mortos ainda na África e mesmo assim foram levados. Além de encher o zoo, Otto também trabalhava para colecionadores e caçava animais perigosos para serem empalhados na casa dos seus contratantes. Quando o Partido Nazista subiu ao poder na Alemanha em 1933 eles financiavam diversas pesquisas “científicas” que tinham como o objetivo provar a origem da raça ariana, a raça pura. Pesquisadores de diversas áreas foram contratados para essa missão inclusive os geógrafos. Os geógrafos viajavam pelo mundo tentando encontrar relíquias, itens raros que tivessem qualquer ligação com os Arianos. Otto se destacou nessas expedições pelo mundo e quando completou 25 anos de idade foi escalado para liderar uma expedição na América do Sul, para descobrir se tinha algum traço ariano por aqui. A primeira missão do Otto foi sobrevoar a região amazônica com dois outros homens e passou pelo Brasil e a Guiana Francesa. A equipe de trabalho do Otto foi usando alemães que já estavam aqui no Brasil e foram levados para o Norte do nosso país. Ao todo, Otto liderou mais de 30 homens, incluindo o Josef Greiner. E os nazistas foram recebidos bem no Brasil. Eles embarcaram no Rio de Janeiro com toneladas de suprimentos e o jornal carioca Gazeta de Notícias disse o seguinte no dia 9 de agosto de 1935: “A sensacional expedição ao Jari recebeu os mais francos aplausos”. O próprio exército brasileiro ajudou a transportarem os equipamentos do Rio para o Amapá, na região do Jari. Em 1935. Otto já tinha se tornado um membro da SS Nazista. E mesmo assim o jornal o elogiava dizendo que ele tinha: “uma expressão brilhante da moderna geração que ora está surgindo cheia de vida e coragem, disposta a derrubar os obstáculos que entravam a marcha da civilização”. A expedição começou de fato em 1935 e deu bastante resultado para os pesquisadores que em 1937 conseguiram enviar para a Alemanha 500 peles de mamíferos diferentes; centenas de répteis e anfíbios e 1.500 objetos “arqueológicos”. Eu uso aspas porque eles fraudavam a arqueologia! Pegavam os itens que criavam histórias e narrativas para dizer que aquilo pertencia a um ariano do passado e mostrava que em algum período aquela região tinha sido habitada por arianos. Mas a expedição não tinha sido apenas científica. Quando ele voltou para a Alemanha em 1938 chegou a desenhar um plano para mostrar ao Hitler sobre como aquela área seria rica para a Alemanha. Ele desenhou um projeto de como colocaria em prática esse plano de colonizar a Amazônia e conquistar as Guianas. 1) Entraria discretamente pela Foz do Amazonas com 150 soldados, e pelo Rio Jari iriam tomar a capital da Guiana Francesa, Caiena. 2) Depois de conquistar esse ponto, iriam levar pequenos barcos para conquistar a Guiana Britânica (conhecida hoje apenas como Guiana); 3) nesse terceiro passo iriam invadir a Guiana
3/23/202244 minutes, 9 seconds
Episode Artwork

Jackie Robinson - O Primeiro Jogador Negro da MLB

Em 15 de abril de 1947 a Major League Baseball contratava o primeiro jogador negro de sua história. Jack Roosevelt Robinson nasceu em 1919 nos EUA no Estado da Geórgia. Mas tinha um problema. Ele nasceu em um lugar complicado para quem era negro, como ele. Não só a Geórgia, mas o EUA de forma geral nesse período não recebia bem pessoas negras. Como você sabe em vários estados existiam as leis Jim Crow que permitia a segregação racial entre brancos e negros. Jackie foi uma criança que desde sempre foi apaixonada pelo Baseball e desde cedo demonstrou bastante talento para o esporte. Mas esse contexto de segregação racial era tão integrado na sociedade que a Major League Baseball foi criada em 1869 já separada entre negros e brancos. Ou seja, essa liga principal só podia receber atletas brancos e existis uma outra liga onde os negros podiam jogar. Quando Jackie Robinson se tornou profissional atuou por muitos anos na liga secundária, conhecida também como Negro League. Durante a 2ª Guerra Mundial ele foi convocado para o exército. E muita gente diz que a semente dos protestos pelos direitos civis que começaram lá na década de 1950 foi justamente a Segunda Guerra, porque vários jovens negros foram convocados para lutar pelos EUA. E como você luta por um país que internamente te descrimina e em muitos casos te quer morto? Mas antes de entrar para a história como o primeiro negro a ir para a liga principal Jackie Robinson ainda deu o que falar quando ele estava no exército. Em 1944 ele era Tenente do Exército e enquanto estava voltando para o Quartel dos Negros depois de um treinamento, Jackie Robinson estava sentado no ônibus ao lado de uma esposa de um superior dele (ele estava apenas sentado, sem segundas intenções). O motorista o mandou ir para o fundo do ônibus e Jackie se recusou afirmando que era proibida a segregação racial nos ônibus do exército. Jackie foi preso acusado de causar desordem no quartel e desrespeitar seus superiores por conta dessa resposta. Ele passou alguns dias presos, mas depois foi inocentado. Assim que saiu do exército foi contratado pelo Kansas City Monarchs, um time da Negro League. Um dos homens que ajudou Jackie Robinson a entrar na Major League Baseball foi um cara chamado Branch Rickey, que era o gerente do Brooklyn Dodgers. Rickley amava o Baseball e sabia que os jogadores negros eram muito melhores que a maioria dos jogadores brancos. De acordo com algumas biografias o Rickley perguntou o seguinte pro Jackie: “Sei que você é um bom jogador. O que não sei é se você tem colhões, estou procurando um jogador com coragem o bastante para não revidar.". Ai Jackie respondeu: “"Você está procurando um negro que tenha medo de lutar?" Rickley contratou Jackie Robinson para o Brooklyn Dodgers, que hoje se chama Los Angeles Dodgers e o cara arrebentou! Além de ser um sucesso de público entre os negros que passaram a apoiá-lo dentro do campo ele foi um grande destaque. Em 1947 ele ganhou um prêmio de o melhor estreante da liga e dois anos depois foi eleito o MVP (Most Valible Player) da MLB. Seu sucesso foi tanto que recebeu o apelido de Superhuman! Mas obviamente existiram casos de racismo dentro do seu próprio grupo, com parceiros de equipe e em viagens que ele fazia com o time para outras cidades. Mas como ele tinha o apoio do gerente do time, ele mantinha sua postura de não revidar e dar a resposta em jogo. Jackie Robinson jogou 9 temporadas e em 6 delas foi selecionado para o Jogo das Estrelas da Liga e levou seu time a ser campeão em 1955, feito que até hoje é celebrado e comemorado. Fora do campo ele se tornou um atleta muito envolvido com as causas sociais e passou a participar das marchas promovidas pelo Martin Luther King pelos direitos civis dos negros e Jackie também usou sua influência no esporte para escrever para jornais relatando o dia a dia de um jogador negro e falando também sobre questões raciais. Jackie Robinson morreu com 53 anos de idade vítima de um ataq
3/21/202237 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

Perguntas e Respostas 5

3/18/202237 minutes, 46 seconds
Episode Artwork

10 Coisas Inventadas na Segunda Guerra Mundial

A guerra é algo que deve ser repudiado sempre. Mas é inegável que a corrida pelo desenvolvimento bélico, muitas vezes, acaba desenvolvendo coisas muito interessantes e que após o período conflituoso, serve muito bem para a vida civil. Dentre as várias coisas que a Segunda Guerra criou, destacamos algumas delas.  1 - Computador. É de conhecimento geral que os computadores são primordiais para o mundo moderno. E ele foi criado pela primeira vez durante o maior conflito da história. 2 - Nylon. Em 1938 ele foi desenvolvido pra escovas de dentes e meia calça feminina. Mas a guerra mostrou uma nova forma de utilizar o material e o popularizou drasticamente. 3 - Caneta esferográfica. Quando o húngaro László Bíró pensou na caneta que secasse rapidamente a sua tinta, ela veio a calhar nos combates aéreos da Força Aérea Britânica (já que as tintas das canetas normais vazavam por todo o lado. Ouça o episódio para conhecer as outras!
3/16/202230 minutes, 14 seconds
Episode Artwork

O cara que ganhou uma corrida de cavalo morto

O que você quer morrer fazendo? Frank Hayes morreu de uma forma única: vencendo uma corrida de cavalo. Mas não foi a vitória que mais tarde causou a sua morte. Não. Hayes morreu segundos antes e vencer. O competidor de 35 anos estava com seu cavalo Sweet Kiss (que mais tarde ganhou o apelido de Sweet Kiss of Death) em Belmot Park, NY, no dia 04 de junho de 1923. Os espectadores presentes viram Frank parecer desmaiar na reta final, em cima do cavalo. Graças à inércia, ele se manteve na cela e conseguiu terminar a corrida vencendo completamente sem vida. O doutor John A. Voorhees o examinou ainda em cima do cavalo e percebeu que foi uma parada cardíaca.
3/14/202228 minutes, 26 seconds
Episode Artwork

Dois animais provavelmente mais inteligentes que você ft. Gustavo Martins

Gustavo Martins é veterinário e podcaster no Zoo Lógico. Ele trouxe pra gente algumas histórias sobre dois animais extremamente inteligentes (mas um pouco manipuladores e duas caras). A macaca Hanabiko "Koko", por exemplo, foi uma gorila-ocidental-das-terras-baixas fêmea que conseguia se comunicar e até expressar sentimentos através da língua de sinais. A gorila revolucionou o que sabíamos sobre os macacos. Além dela, Gustavo também fala de Tilikum, uma orca que foi capturada aos 2 anos de idade, separada de sua família e que se vingou assassinando algumas pessoas. Muitos estudos recentes questionam se os animais são podem sentir, se expressar, pensar como nós, o que inclusive impacta na legislação pelo mundo. Por exemplo, caranguejos, lagostas e polvos são reconhecidos como seres sencientes pelo governo britânico e não devem ser cozidos ou desmembrados vivos.
3/9/202253 minutes, 5 seconds
Episode Artwork

Se beber não aposte

Thomas Fitzpatrick foi um americano que havia participado da 2ª Guerra Mundial e da Guerra da Coreia. Mas ele entrou pra história mesmo depois de pousar seu avião no meio de Nova Iorque Pois é. Thomas aos 15 anos ingressou no Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos. Quando estava no exército, Thomas lutou na guerra do pacífico, que foi aquela batalha dos EUA contra o Japão durante a 2ª guerra. Foi no exército que ele aprendeu a como pilotar um avião. Ele não era oficialmente piloto, mas conseguiu fazer amizade com alguns caras que pilotavam e eles ensinaram a Thomas o básico sobre uma aeronave. Depois que a 2 guerra acabou, Thomas continuou no exército e ele seria dispensado próximo de 1950. Porém, foi nesse mesmo ano que estourou a Guerra da Coreia e os EUA como sempre, estavam no meio. Thomas foi enviado para lutar nessa guerra e foi a primeira pessoa de Nova Iorque a ser ferida na Coréia. Mas esse ferimento foi por uma boa causa. No campo de batalha, alguns soldados estavam presos no meio do fogo cruzado, e Thomas decidiu pegar um caminhão e avançar no território inimigo para salvar seus amigos. Nessa operação de salvamento foi onde ele tomou um tiro, mas ficou tudo bem. Por conta desse ato, ele ganhou uma Purple Heart, que é uma medalha de bravura. Mas não foi por nada disso que Thomas passou a ser lembrado na história. Em 1956 quando ele estava em um barzinho com os amigos. Drink vai, drink vem, cervejinha aqui, cervejinha ali…ele ficou embriagado. E quando nós ficamos embriagados geralmente não tomamos boas decisões. E o que o macho faz quando está bêbado? Precisa se provar. Precisa provar que é macho de verdade. Os amigos que estavam com ele no bar começaram a falar que Thomas não era corajoso. Thomas se sentiu ofendido e apostou 100 dólares que ele era capaz de pousar um avião em qualquer lugar que os amigos escolhessem. Pra deixar tudo ainda mais difícil, Thomas disse que pousaria o avião na frente do bar que eles estavam bebendo. Ambos aceitaram a aposta. Mas Thomas não era oficialmente um piloto e muito menos tinha um avião. Ainda sob efeito do álcool, na madrugada do dia 30 de setembro de 1956 ele foi para Nova Jersey e roubou um avião monomotor da Escola de Aeronáutica de Teterboro. Ele subiu no avião, deu partida sem acender nenhuma luz e sem comunicar nenhuma torre de controle e começou a voar. E não é que o safado conseguiu fazer um pouso perfeito na rua 191st, em frente ao bar que eles estavam bebendo! Os amigos tinham chamado alguns jornalistas e quando um avião apareceu NO MEIO da rua de NY vieram vários repórteres para tirar fotos e documentar tudo. Thomas ganhou a aposta mas foi multado por não ter licença para pilotar um avião. O dono do avião não prestou queixa pelo roubo e a multa ficou no valor de 100 dólares (o mesmo valor da aposta) Mas a história de Thomas Fitzpatrick não acabou ainda. Depois de ficar conhecido em NY por seu feito, ele estava em um bar com outras pessoas, e do nada ele escuta um: “Isso é tudo mentira!” Um cara teve a ousadia de falar que Thomas não tinha pousado um avião no meio da rua. Como ele já estava bêbado, ele fez mais uma aposta com a galera do bar que não estava acreditando na história dele. Foi então que ele ouviu as palavras que mais motivam em toda a história da humanidade: EU DUVIDO. Assim que ouviu essas palavras, Thomas disse: “SEGURA MINHA CERVEJA (Hold my beer)!” E lá foi ele mais uma vez, bêbado, fazendo uma aposta de que conseguiria pousar um avião no meio da rua. Isso aconteceu em 4 de outubro de 1958, dois anos depois da primeira aposta. Da mesma forma que tinha feito antes, Thomas invadiu a Escola de Aeronáutica de Teterboro e roubou um monomotor. Só que dessa vez ele não conseguiu pousar o avião exatamente na frente do bar, dessa vez ele pousou em frente a Universidade Yeshiva. Como havia sido o segundo delito, dessa vez a galera não pegou leve com ele não. O juiz John A. Mullen sentenciou Thomas a 6 meses de prisão, além de t
3/7/202230 minutes, 47 seconds
Episode Artwork

Calendário Gregoriano, Juliano e Russeliano ft. Tucano @Na minha humilde opinião ​

Sosígenes de Alexandria organizou o que conhecemos como Calendário Juliano (com o nome inspirado em Júlio César), em 46 a.C. Cristãos ortodoxos ainda utilizam oficialmente este calendário. Mas por que eles ainda usam? É porque o líder do cristianismo apostólico romano, o Papa Gregório XIII, resolver mudar o calendário no dia 24 de fevereiro de 1582 para o que ficou conhecido como Calendário Gregoriano. Este calendário foi proposto por Aloysius Lilius, astrônomo de Nápoles, e adotado pelo Papa seguindo instruções do Concíliode Trento (1545-1563). Até hoje, ele gera muita confusão em datas de grandes eventos históricos, já que, resumidamente, o Calendário Gregoriano possui 13 dias à frente do Calendário Juliano. Mas mesmo com a atualização no século XVI, muitos problemas ainda geram confusão, como o convidado Fernando Russel (@cancerjack) nos apresentou. Por isso, ele trouxe a novidade AO VIVO no episódio de criarmos o calendário RUSSELIANO. Ouça e entenda um pouco mais.
3/2/202249 minutes, 8 seconds
Episode Artwork

Fórmula 1, espionagem e Fidel Castro ft. Pedro Zimmer

A Formula 1 é o ápice do esporte a motor do mundo. São os melhores carros, pilotados pelos melhores pilotos nos circuitos mais famosos. E é claro, um esporte tão grande e que envolve tantas personalidades e investimentos bilionários naturalmente atrai algumas histórias polêmicas e curiosas. Nesse episódio, Pedro Zimmer vai contar sobre a corrida em que apenas 6 carros largaram, o engenheiro que sabotou a própria equipe com areia e o sequestro do campeão mundial de Formula 1 por Fidel Castro.
2/28/20221 hour, 5 minutes, 18 seconds
Episode Artwork

O que é NFT? É golpe mesmo?

Até quem vive embaixo de uma pedra já ouviu falar em NFT. Afinal, até a pedra virou NFT. Mas o que é NFT? Dá mesmo pra ficar rico comprando JPEG de gatinho? Essa tecnologia serve para outra coisa além de ostentar na foto de perfil? Qual o NFT mais legal da carteira do Neymar? Nesse episódio, os brothers chamam Thales Monteiro para contar como surgiu o NFT, para o que pode ser utilizado e quais as ciladas que existem por aí.
2/23/20222 hours, 35 minutes, 18 seconds
Episode Artwork

Batalha dos Sexos

Ao ver a jogadora Margaret Court perder num amistoso no tênis contra o ex-campeão de Wimbledon e do US Open, Bobby Riggs, então com 55 anos, Billie Jean King, uma das maiores tenistas de todos os tempos e ativista pelo direito das mulheres, decide desafiar Riggs para um amistoso que ficou conhecido na mídia como "Batalha dos Sexos". Se hoje em dia o machismo ainda ronda a sociedade, na década de 70 as coisas eram ainda piores. A partida ocorreu no dia 20 de setembro de 1973 e mais 90 milhões de pessoas assistiram Jean King derrotar por 3x0 o ex-campeão, fazendo a vitória no duelo ser também uma vitória para o ativismo das mulheres.
2/21/202235 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

Cetamina, depressão e ansiedade ft. Tiago Gil

A Cetamina (ou Ketamina) é um anestésico, com aplicação hipnótica e aspecto analgésico. Aperfeiçoado na década de 60, descobriu-se que possui uma grande eficácia no tratamento contra a depressão, doença que atinge um bilhão e meio de pessoas pelo mundo. Por muito tempo o anestésico foi deixado de lado nas pesquisas por ser um psicoativo, a Cetamina enfrentou um esquecimento por parte da indústria farmacêutica, mas nas últimas décadas vêm sendo retomado estudos sobre o anestésico que possui taxas de sucesso principalmente na depressão mais difícil de se resolver: a Depressão Resistente.
2/16/20221 hour, 28 minutes
Episode Artwork

O escândalo Biogenesis

2/14/202240 minutes, 4 seconds
Episode Artwork

O pastor que matava escravagista com facão

John Brown foi um pastor que nasceu em Connecticut no ano de 1800. Durante a sua vida, viu seu grande amigo e mentor de Elijah Lovejoy ser morto por escravagista, pois era um abolicionista. Brown decidiu seguir o legado do amigo e se dedicou inteiramente à causa abolicionista. Ele era um pastor protestante e acreditava que somente na ação direta ele poderia acabar com a escravidão. Quando esteve nos estados do norte - que já haviam acabado com a escravidão -, ele percebeu que muitos ali apenas falavam intelectualidades e não partiam para a briga. Certa vez, ele disse: "Esses homens só ficam sentados falando. Precisamos de ação!" Por isso, ele decidiu em 1855 criar a Liga dos Gileadistas percorrendo as fazendas do Missouri e do Kansas para libertar as pessoas que estavam vivendo sob o regime escravocrata e as escoltasse até o Canadá ou em outros estados onde a escravidão fosse proibida. As críticas ao pastor era de exagero na hora da libertação. Certa vez, no evento que ficou conhecido como o Massacre de Pottawatomie, ele capturou cinco escravagistas e os decapitou com seu facão na frente de suas respectivas famílias.
2/9/202240 minutes, 3 seconds
Episode Artwork

Nick Skelton e o hipismo

2/7/202230 minutes, 46 seconds
Episode Artwork

A vovó do pó ft. Lucas Salles

Lucas Salles é ator, podcaster, humorista e repórter. Já trabalhou em filmes, TV e atualmente trabalha no programa The Chef com Edu Guedes e nos podcasts "2 em 1" e "Sobretudo". Dentre as riquíssimas histórias que Lucas conta, uma que se destaca é de sua avó que - pasmem - foi traficante internacional de drogas quanto era mais jovem.
2/4/20221 hour, 21 minutes, 12 seconds
Episode Artwork

O som do "HMMMMMMMMMMMMM"

O "Hum", "HMM", ou "o zumbido", são vários nomes para um mesmo fenômeno misterioso. Segundo alguns estudos, por volta de 2% da população ouve esse som e ele é inexplicável. O site thehum.info tenta mapear relatos de pessoas que dizem ouvir o Hum. Pelo menos cinco pontos distintos do planeta possuem pessoas alegando que ouvem um zumbido do céu e que não conseguem identificar a fonte. Mas o lugar mais conhecido por relatos do Hum é os EUA. Sobretudo, na cidade de Taos, no Novo México. Após inúmeras pessoas da região disserem que estavam ouvindo um zumbido que vinha dos céus e que não sabiam de onde vinha, cientistas do Laboratório Nacional de Los Alamos, da Universidade do Novo México, foram para Taos tentaram encontrar o tal som. Após dias, nada foi encontrado. Por mais que o Taos Hum seja o mais conhecido, temos relatos de pessoas de cidades como Bristol, na Inglaterra; Largs, na Escócia; Windsor, no Canadá e muitos outros que afirmam categoricamente que existe um som no céu. Os teóricos da conspiração não perderam tempo para afirmarem ideias radicais como o som ser uma arma do governo, um contato extraterrestre e há até aqueles que afirmam que o som seja as trombetas do apocalipse, como a Bíblia diz que acontecerá nos nossos últimos dias. Mas e você? Você já ouviu o Hum?
2/2/202224 minutes, 24 seconds
Episode Artwork

Muhammad Ali e o Vietnã

"Aquele que não tem coragem de assumir riscos não alcançará nada na vida Eu apenas disse que era o maior, não o mais inteligente Eu odiava cada minuto dos treinos, mas dizia para mim mesmo: Não desista! Sofra agora e viva o resto de sua vida como um campeão. Aquele que não tem coragem de assumir riscos não alcançará nada na vida. O impossível não é um fato, impossível é uma opinião." - Muhammad Ali Um dos maiores nomes da história dos EUA é, sem dúvidas, Muhammad Ali. Cassius Marcellus Clay Jr (seu nome de batismo) nasceu em 1942 em Kentucky, nos EUA. Seu pai era um pintor de faixas e cartazes e sua mãe era uma empregada doméstica. Aos 18 anos, o atleta ganhou sua primeira medalha de ouro no boxe nas olimpíadas de Roma, meio-pesado contra o polonês Zbigniew Pietrzykowski. Por muitos, Ali é considerado o maior pugilista de todos os tempos. No seu auge, o lutador foi convocado para a Guerra do Vietnã. Na época, ele se posicionou contra tanto por questões religiosas quanto por questões ideológicas. Ele dizia que o preconceito que ele sofria nos EUA com os norte-americanos era muito mais danoso a ele do que qualquer vietnamita. Não demorou muito pra ele ser considerado um inimigo do governo. Ele perdeu seu direito de continuar no boxe, mas ele não desistiu de sua posição. Fez inúmeras palestras e falou com vários jornais para que a opinião pública em relação a ele mudasse - e de fato mudou. Em 1971, a Corte Suprema dos Estados Unidos sentenciou que a setença imposta a Ali fosse retirada e é considerado até hoje sinônimo de resistência ao conflita contra o Vietnã.
1/31/202236 minutes, 44 seconds
Episode Artwork

6 formas da humanidade acabar

O fim do mundo envolve as religiões mais primitivas da humanidade. O tema sempre causou ansiedade nas sociedades humanas, fazendo com que rituais fossem criados para que, de alguma forma, a extinção da humanidade ou o fim do mundo se mantivessem longe da nossa realidade. Acontece que com o passar dos anos nós descobrimos que realmente é possível que isso aconteça. Mas não de uma forma religiosa e profética, com o céu pegando fogo. O avanço da tecnologia e o desenvolvimento da sociedade faz com que a cada dia que passe, mais possibilidades sejam desenvolvidas - muitas delas em troca do lucro inconsequente. Dentre elas, é impossível não pensar em um holocausto nuclear. A Guerra Fria fez com que inúmeros países desenvolvessem bombas nucleares, prontos para, caso o inimigo atirasse a primeira, eles respondessem com as suas. E isso é, minimamente preocupante, afinal, caso a primeira seja lançada, uma reação em cadeia será gerada e várias outras em respostas também serão. Com o desenvolvimento das bombas nucleares, a possibilidade do fim do mundo acontece aumentou muito. Basta um país jogar a primeira.
1/26/202258 minutes, 35 seconds
Episode Artwork

A história do Skate e do Tony Hawk Pro Skater

Há uma conexão interessante do Skate com a água. Ou a falta dela. Na década de 70, o governo da Califórnia decretou um racionamento de água. Com isso, muitas piscinas de casarões ficaram vazias. Nesse contexto, um grupo de adolescentes chamados de Z-Boys decidiram invadir essas casas e usar as piscinas como uma espécie de rampas para andar com o recém-criado Skate. Desde a década de 20 e 30 pessoas já usavam umas espécies de equipamento. Os "Scooters" podem ter sido a primeira versão do objeto. Mas foi somente na década de 60 que a coisa começou a ganhar forma. “Ninguém dava bola para o esporte. Só em 1959 o novo brinquedo passou a ser manufaturado com o nome de skate (abreviação de skateboard, ·prancha de skate·)”, quem disse isso foi Michael Brooke em seu livro Concrete Wave, a History of Skateboarding. Com o apelido de "Surf de Calçada", o esporte foi ganhando fama, até que nos anos 80 um jovem chamado Anthony Frank Hawk, de San Diego, decidiu focar em um esporte apenas. Desde cedo ele tinha facilidade com diversos esportes diferentes como natação e baseball, mas foi no Skate que o talento foi ainda maior. Aos 9 anos de idade seu irmão o deu de presente um skate de fibra azul. A partir dali, a sua vida mudou. O atleta ganhou destaque pelo seu desempenho mundial, até que em 1999 a empresa de jogos Activision decidiu criar o jogo “Tony Hawk Pro Skater” para Playstation. O jogo que moldou uma geração, tem versões lançadas até hoje e sua trilha sonora fez com que incontáveis jovens ouvissem o punk rock e o hardcore pela primeira vez e se apaixonassem na hora.
1/24/202239 minutes, 16 seconds
Episode Artwork

Minas Embaçadas: a rainha pirata

Os O'Malleys eram uma família de piratas do século XVI. Não que fossem exclusivamente do ramo, era muito comum que eles coletassem impostos, comercializassem e as vezes até pescassem para conseguirem um dinheiro. Mas o saque aos castelos e pequenos povoados próximos às suas terras ao oeste da Irlanda, não era algo raro de acontecer. Por mais que a cultura da época permitisse que mulheres se divorciassem e possuíssem terras - algo que pra época poderia até ser considerado como progressista em relação às outras culturas -, uma mulher não poderia se tornar a chefe da família. Mas Grace O'Malley quebrou o padrão. Grace cresceu no Castelo de Belclare e na Ilha Clare. Teve uma educação extremamente refinada, mas isso não antagonizou com seu entusiasmo sobre o mar. Certa vez, disseram que seu pai, o chefe do clã Dudara O'Malley do reino de Umhall, não poderia deixá-la ir no navio pois o seu cabelo poderia embolar com as cordas do navio, ela instantaneamente os cortou e insistiu que seu pai a deixasse ir. E assim ele o fez. Após a morte de seu pai, ela se tornou a chefe por seu desempenho nas pilhagens e principalmente pelo respeito que adquiriu dos outros. Sua personalidade forte chegou até mesmo na sala da rainha Elizabeth, que respeitou a rainha pirata irlandesa e até mesmo a admirou. O'Malley morreu 1603 em Rockfleet, no mesmo ano que a Rainha Elizabeth 1ª.
1/19/202232 minutes, 17 seconds
Episode Artwork

Aaron Henandes: O jogador de futebol americano e uma história com 4739 plot twist

A história de Aaron Henandez, de sucesso na NFL a acusação de homicídio. O que era para ser uma carreira promissora se tornou um dos casos mais famosos de crimes dentro da liga nacional de futebol americano. Aaron Hernandez, Tight End do New England Patriots, matou, a sangue frio, seu amigo e cunhado Odin Lloyd, outro jogador de futebol americano de uma liga semiprofissional.
1/17/202243 minutes, 19 seconds
Episode Artwork

A misteriosa história do Bitcoin (Ft. Thales Monteiro)

O Bitcoin é um dinheiro eletrônico. Hoje, o termo utilizado é criptomoeda e basicamente funciona como um dinheiro que não passa pelo intermédio de instituições financeiras. Ou seja, pelo Estado. A história do Bitcoin não é muito antiga. Em 2008, o pseudônimo de Satoshi Nakamoto enviou um e-mail para uma lista de pessoas que se interessavam por criptografia e dizia que estava trabalhando em um "novo sistema de dinheiro eletrônico totalmente peer-to-peer, sem terceiros confiáveis”. No começo a criptomoeda não obteve grandes usuários e, consequentemente, o seu valor era irrisório. As primeiras bitcoins não valiam um dólar, mas hoje a sua cotação está por volta de 50 mil dólares. Talvez o maior mistério sobre o dinheiro eletrônico seja a identidade de Satoshi Nakamoto. Em 2009, ele criou o BitcoinTalk – um fórum de discussões sobre a criptomoeda - e o utilizou bastante, se comunicando com muitas pessoas. Mas para a infelicidade dos curiosos, nenhuma das mensagens dava algum tipo de dica sobre a sua real identidade.
1/14/20221 hour, 16 minutes, 28 seconds
Episode Artwork

A saúde mental no Brasil com Amanda Ramalho

Para maiores informações sobre o Movimento Papo Cabeça e como cuidar da sua saúde mental, acesse: https://bit.ly/MovimentoPapoCabeca
1/12/20221 hour, 15 minutes, 13 seconds
Episode Artwork

Grêmio, a "Batalha dos Aflitos" e o jogo mais emocionante da vida do Nickel

No dia 26 de novembro de 2005, o Grêmio enfrentou um dos jogos mais complicados e atípicos de sua história, se perdesse a partida se manteria na série B do campeonato brasileiro. O nome "Batalha dos Aflitos" é usado em referência ao local da partida, e também à enorme tensão demonstrada pelos clubes durante a partida. Quando a delegação gaúcha chegou aos Aflitos, os dirigentes e torcedores gremistas foram forçados por funcionários do Náutico a entrar no estádio passando pela torcida pernambucana, enquanto os atletas entraram em um minúsculo vestiário recém-pintado, com uma porta fechada a cadeado que impedia acesso ao gramado para o aquecimento. O sufoco fortaleceu o Grêmio, que em campo, disputava jogo da vida. O eventual vencedor seria promovido para o Campeonato Brasileiro Série A em 2006. Um pênalti no segundo tempo levou a uma confusão generalizada que paralisou o jogo por 27 minutos, com quatro jogadores gremistas expulsos e ingresso em campo da polícia e de dirigentes.
1/10/202229 minutes, 21 seconds
Episode Artwork

Os espíritos Selk'nam e o genocídio

Em 1520, Fernão de Magalhães decidiu navegar mais ao sul do continente sul-americano. Ao chegar na região que hoje chamamos de Patagônia, Magalhães encontrou um local que tinha muitas fogueiras e que nunca se apagavam: seja dia ou seja noite. Por isso, ele decidiu chamar o local de Terra do Fogo. As fogueiras eram os Selk'nam que tinham visto as embarcações europeias e, como se costume, avisaram a todos sobre algo estranho. Os Selk'nam eram um povo com uma cultura extremamente intrigante. Existia um ritual em sua cultura chamado Hain, onde os jovens meninos Kloeketen se tornavam homens adultos. Nesse ritual, eles ficavam meses aprendendo a cozinhar, preparar as suas cabanas, caçar e várias outras atividades tidas como as de um homem adulto. Mas a etapa final do Hain que era o que os jovens Kloeketen mais se preocupavam: uma luta contra os espíritos do mal. Acontece que os espíritos do mal eram na verdade os homens adultos fantasiados e que em vez de lutar, contavam o maior segredo do seu povo para os recém adultos. E o segredo tá no episódio. Agora você vai ter que ouvir.
1/5/202235 minutes, 1 second
Episode Artwork

O jogador mais violento da história

1/3/202228 minutes, 45 seconds
Episode Artwork

Anarcocapitalismo. O que é? Do que se alimenta? Pode funcionar?

O criador do que chamamos de Anarcocapitalismo é o economista estadunidense Murray Newton Rothbard. Da Escola Austríaca de Economia, Rothbard começou uma ideologia que, resumidamente, acredita que o Estado não tem a solução, pois o Estado é, em si, o problema. O anarcocapitalismo tenta atualizar as ideias do liberalismo econômico, sendo ainda mais radical quando este defende o tal Estado Mínimo. O conceito de Estado Mínimo é antigo e defende basicamente que a intervenção do Estado, seja com boas ou más intenções, acaba desbalanceando as leis naturais da economia e isso impede que o Mercado solucione as desigualdades e a pobreza no mundo. Ludwig Von Mises até tentou diminuir ainda mais o conceito de Estado Mínimo, limitando-o à segurança e justiça. Mas os anarcocapitalistas defendem que nem pra apenas essas tarefas o Estado deve viver. Com conceitos radicais como imposto ser roubo, os anarcocapitalistas se dividem grosseiramente em: - utilitaristas: que defendem uma justificativa racional e lógica para a implantação do anarcocapitalismo, ao acreditarem que é o sistema que mais produz com menos recursos - jusnaturalistas: que argumentam em prol do anarcocapitalismo por uma questão moral, onde o Estado seja, em si, uma afronta à liberdade individual das pessoas.
12/29/202157 minutes, 7 seconds
Episode Artwork

Bobby Fischer e o xadrez na guerra fria

"O xadrez não é algo que enlouquece as pessoas. O xadrez é algo que mantém as pessoas loucas sob controle”, disse o psicólogo e jogador de Xadrez, William Hartston. O esporte é visto por muitos como uma representação da inteligência. Um jogador de Xadrez ganha instantaneamente um ar intelectual, simplesmente por se apresentar como tal. Sabendo disso, os comunistas soviéticos decidiram investir pesado na popularização do Xadrez, para que os russos emanassem superioridade. O historiador Michael A. Hudson disse: “O Partido Comunista acreditava que o xadrez poderia ser de grande utilidade para elevar o nível cultural das massas trabalhadoras. O encorajamento oficial fez do xadrez um componente cultural significativo na vida dos cidadãos.” Assim, a partir de 1948 o Xadrez foi incorporado ao treinamento de todos os recrutas das Forças Armadas Soviéticas.
12/27/202139 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

Os 10 maiores traidores da História

A traição está presente na história em inúmeras situações. Dentre elas, há uma super conhecida por todos em Pernambuco: a de Domingos Fernandes Calabar. Sem querer entrar na discussão do quanto ético ou não foi a traição de Domingos, precisamos entender que o contexto do século XVII, no Brasil colonial, contribui para que o sentimento de nacionalismo ou patriotismo ainda não fosse algo comum, sobretudo numa colônia de Portugal. Então achar que Domingos Fernandes Calabar foi simplesmente um traidor, pode ser caracterizado como reducionismo histórico. Mas independentemente da validade de sua ação, Calabar era um senhor de engenho na rica capitania de Pernambuco. Naquele momento da história, os holandeses invadiram o nordeste brasileiro e, plotwist, o nosso personagem de hoje decidiu se aliar aos gringos. Ele contribuiu diretamente para a conquista da Holanda no nordeste brasileiro, já que conhecia a região muito bem. Mas mesmo sendo considerado por alguns historiadores o primeiro grande traidor da história do Brasil, também existem historiadores que discordam e alegam que a sua intenção era libertar o Brasil das terríveis garras de Portugal, que era muito mais absolutista que a Holanda. Então, de acordo com esse segundo grupo de historiadores, Calabar traiu na verdade Portugal - e defendeu o Brasil.
12/22/202137 minutes, 11 seconds
Episode Artwork

História da Capoeira

Em 2014 a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), reconheceu a Capoeira como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Antes disso, em 2008, a capoeira foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A dança e arte marcial, possui um caráter extremamente racial envolvido. Um símbolo direto da resistência dos negros no Brasil à escravidão. A origem da Capoeira é discutida, mas sabe-se que veio da África. Há discursos de que ela tenha nascido no Quilombo dos Palmares, mas essa hipótese não é tão defendida, já que no século XVII, na atual Angola, foram registradas cerimônias chamadas n'golo (que significa "zebra" em quimbundo), onde o menino entraria na vida adulta e se tornaria um homem. Durante o n'golo, os meninos competiam numa mistura de dança e arte marcial, que muitos acreditam ser a Capoeira, ou ao menos, a origem dela. O escritor Manuel Antônio de Almeida, em "Memórias de um Sargento de Milícias", chamava os bandidos do Rio de Janeiro do século XIX de capoeiras, com um tom pejorativo. A capoeira foi criminalizada diversas vezes na história do Brasil, se tornando legal apenas em 1930 quando o então presidente Getúlio Vargas convidou um grupo de capoeiristas para se apresentar no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro.
12/20/202132 minutes, 43 seconds
Episode Artwork

A história do Chapéu de alumínio

Talvez o principal item que represente um teórico da conspiração seja o chapéu de alumínio. Nos EUA, a ideia de que usando esse apetrecho nada agradável esteticamente você estaria protegido de ondas que o governo ou algo do tipo te controlaria, era muito comum durante a década de 70 e 80. Com a internet e a volta com tudo das teorias da conspiração, o debate sobre a "peça de roupa" voltou. Mas de onde veio essa ideia? O primeiro registro que temos de um chapéu de alumínio está na literatura. Julian Huxley, irmão do famoso Aldous Huxley, escreveu um conto em 1927 chamado "The Tissue-Culture King" (A Cultura de Tecidos do Rei). Nessa história, o protagonista era um cientista chamado Hascombe e ele acabou sendo capturado por uma tribo africana. A história é extremamente preconceituosa e não é difícil perceber essas camadas ao lê-lo. De qualquer forma, na história Hascombe usa papel alumínio e faz um capacete pra se proteger dos poderes telepáticos do chefe da tribo. Não se sabe de onde Julian Huxley tirou essa ideia, mas o que importa é que esse é o registro mais antigo de um chapéu de alumínio que impediria ondas de chegarem ao seu cérebro. Mas o que é curioso é que em 2005 o MIT fez experimentos com o chapéu e chegou na conclusão que ondas eletromagnéticas eram amplificadas com ele. Ainda soltaram a seguinte nota, em tom irônico: "Não é preciso ir muito longe para concluir que a moda do chapéu provavelmente foi propagada pelo Governo, possivelmente em conjunto com o órgão regulador das comunicações. Esperamos que este relatório encoraje a comunidade paranoica a desenvolver chapéus melhores para não cair nas mãos desse imprevisto".
12/15/202127 minutes, 31 seconds
Episode Artwork

3 minas que te estraçalhariam na porrada

Amanda Nunes é um fenômeno no MMA. Foi a primeira brasileira a se tornar uma campeã no UFC, em 9 de julho de 2016 e depois da primeira mulher da história do UFC a conquistar dois cinturões simultaneamente. Desde então, a lutador traz uma série de vitórias incríveis. O próprio Dana White, presidente do UFC, foi enfático em dizer que a "Leoa", como é chamada, é a maior lutadora do UFC de todos os tempos. A baiana que nasceu no interior, na cidade de Pojuca, teve que lidar com dificuldades financeiras desde cedo e ao se mudar para Salvador para tentar a carreira de lutadora, teve que morar na academia que ela treinava. No UFC 207, cinco meses após vencer o peso-galo pela primeira vez, Nunes surpreende o público ao nocautear Ronda Rousey, uma das maiores estrelas do UFC, em apenas 48 segundos. A brasileira é o terceiro atleta a sustentar, simultaneamente, dois cinturões. Ao lado de Conor McGregor e Daniel Cormie.
12/13/202144 minutes
Episode Artwork

Gregos morrendo de forma escrota

Aparentemente os gregos tinham um curioso hábito de morrer de forma curiosa. Pra não falar escrota. O legislador ateniense Drácon, conhecido por criar as "leis draconianas" de Atenas, morreu de uma forma muito curiosa. Em 620 a.C. ele estava no teatro da Ilha de Egina, no litoral da Grécia, quando seus apoiadores o receberam com muitos presentes. Muitos. Mesmo. Vários chapéus, capas e outros itens de vestimenta foram jogados sobre o legislador, de tal maneira que ele acabou sendo sufocado pelos objetos. Pode-se afirmar que a primeira morte por CARINHO registrada, é a de Drácon. Isso mesmo: morreu de carinho. De qualquer maneira, outros gregos morriam de maneiras estranhas. Acidentes com pêras, tartarugas caindo do céu e até por estudar demais, alimentam a bizarra lista de gregos morrendo de forma escrota.
12/8/202129 minutes, 23 seconds
Episode Artwork

Vargas proibiu o futebol feminino

Há exatos 80 anos, em 14 de abril de 1941, era promulgado por Getúlio Vargas o decreto-lei 3.199 que proibia às mulheres “esportes incompatíveis com as condições de sua natureza”. Dentre outros esportes proibidos, o principal era o futebol. O futebol feminino nessa época existia e estava caminhando não muito distante do futebol masculino. É importante lembrar que foi principalmente na década de 50, com a Copa no Brasil e a televisão e o áudio chegando às massas, que o futebol se torna esse fenômeno nacional que é hoje. E foi justamente um pouco antes de boom que Vargas impediu as mulheres de jogar. A ideia era que o esporte fosse incompatível com o modelo de mulher da época. As mulheres que jogavam no futebol de várzea eram chamadas de "mal cheirosas", "grosseiras" e "sem classe". O decreto seguiu por décadas e foi reiterado em 65 com o Golpe Militar. Na ocasião, o Conselho Nacional de Despostos (CDC) deixou mais específico quais eram os tais esportes incompatíveis com as condições da natureza feminina: "lutas de qualquer natureza, futebol, futebol de salão, futebol de praia, polo-aquático, rugby, halterofilismo e beisebol”. Fundamentando-se em ideias completamente falsas, tanto a sociedade quanto o próprio Estado desestimularam o desenvolvimento do futebol feminino no Brasil de uma maneira extremamente impactante. Hoje, o esporte luta para conseguir recuperar o tempo perdido pela proibição que acabou em 1979. Mas mesmo assim, foi só em 83 que o futebol feminino foi regulamentado no país.
12/6/202135 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

O evangélico segundo Júlio ft. @Eu, Júlio Victor ​

12/1/20211 hour, 8 minutes, 16 seconds
Episode Artwork

Canibais dos Andes

11/29/202140 minutes, 15 seconds
Episode Artwork

29 coisas que mulheres são proibidas pelo Talibã

No ano de 2021, sobretudo após a retirada das tropas estadunidenses nos EUA, o Talibã voltou ao poder no Afeganistão. O Talibã é um grupo fundamentalista radical que impõe regras baseadas em uma interpretação questionável do Alcorão. Não é difícil encontrar muçulmanos críticos às atrocidades cometidas pelo grupo. Mas a palavra "volta" deixa claro que o Talibã já esteve no poder do Afeganistão antes. Entre 1996 e 2001 o grupo extremista impôs uma série de regras para as mulheres, que claramente desrespeitava os direitos e o espaço das mulheres na sociedade. Com a volta do regime, o grupo mais preocupado é justamente o das mulheres. A Associação Revolucionária das Mulheres do Afeganistão fez uma lista das 29 proibições que o Talibã outorgou às mulheres. Mas é importante deixar claro que, até o momento da gravação desse vídeo, não sabemos exatamente se essas regras voltarão a ser impostas ou se o Talibã será mais flexível, como ele atualmente diz ser.
11/24/202149 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

Top 5 porrada de torcida

O futebol é um esporte que nos gera muita emoção. Seja com um grito de vitória, ou com um silêncio apático de derrota. Mas e quando essa emoção cruza a linha moral e ética? Um desses momentos aconteceu em Lima, no Peru, numa partida do Torneio Pré-Olímpico de 1964 entre Argentina e Peru. A energia latino-americana ficou clara durante o jogo, sobretudo quando a Argentina fez o primeiro gol contra o Peru. A partida ficou extremamente emocionante até que caminhando para o final, o juiz decide anular um gol do Peru. Esse momento foi demais para os 54 mil torcedores peruanos no Estádio Nacional de Lima. Vários objetos foram jogados no campo como pedras, garrafas e muitos outros. Vários torcedores invadem o campo e fazem a situação ficar ainda pior. Policiais entraram no gramado pra tentar impedir a violência. Milhares de torcedores que não queriam arranjar confusão tentaram correr para a saída do estádio mas os portões estavam trancados. Milhares de pessoas foram pisoteadas e agredidas. O calculo oficial é de 318 mortos.
11/22/202129 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

História do Comando Vermelho

11/17/202152 minutes, 47 seconds
Episode Artwork

A história do Parkour

Pode-se dizer que a origem do Parkour está em seu predecessor: o Método Natural. O tal Método Natural foi desenvolvido no final do século XIX por Georges Hébert, um oficial da marinha francesa formado em educação física, que durante suas viagens aprendeu com homens de povos africanos e de outras partes do mundo movimentos e exercícios que, segundo ele, desenvolviam a força de vontade, coragem, frieza, resiliência, benevolência, honra e honestidade, além do próprio corpo. Mas o Parkour em si veio um pouco depois, quando Raymond Belle, durante a década de 40, foi enviado para um orfanato militar. Ele foi enviado pra lá porque foi abusado pelos tios que cuidavam dele, após ser separado dos pais. Raymond Belle então passava os dias no orfanato sendo zombado e agredido pelos meninos maiores, o que fez com que enquanto os outros dormissem, ele passasse as noites treinando na mata, desenvolvendo suas habilidades e fortalecendo seu corpo realizando saltos, flexões e equilíbrios. Ele desenvolveu um "percurso" de treinamento próprio - e daí que vem a origem da palavra "Parkour". Aos 19 anos, quando conseguiu sair do orfanato, ele entrou para o corpo de bombeiros. Lá ele se destacou pela sua habilidade corporal e coragem imbatíveis, fazendo com que ele constantemente quase se matasse pra realizar suas tarefas. Ele era apelidado de Kamikaze pelos colegas de trabalho. Mas foi seu filho, David Belle, que irá sistematizar o tal "percurso" que o pai criou. Juntamente com seu amigo Sébastien Foucan, David Belle irá pegar os treinos que seu pai havia o ensinado e irá correr pelas ruas de Paris praticando. Não demorou muito para que a popularidade do tal Parkour crescesse. Mas David deixa claro que por mais que hoje o Parkour seja sinônimo de diversão e de sentir-se vivo, ele lembra que o seu pai, o criador do esporte, enxergava a prática de uma forma completamente diferente: "Ele me contou como, quando era criança no orfanato militar, acordava todas as noites para ir treinar, sozinho e maliciosamente, no 'percurso de assalto', mas também em outros percursos que ele havia inventado sozinho. Para mim, essa palavra, "parcours", era muito abstrata e não significava nada. Ele explicou que havia diferentes tipos de percursos - ou parcours - lá, como percurso de resistência, percurso de agilidade, percurso de resiliência, e assim por diante. Para muitos, hoje em dia, parkour é algo divertido, mas para meu pai, era vital - uma questão de vida ou morte. Para meu pai, parkour era suor, lágrimas e sangue.".
11/15/202133 minutes, 51 seconds
Episode Artwork

Minas Embaçadas: Nancy Wake

A rata branca é lembrada pelo nazismo até os dias de hoje. Nancy Wake nasceu na Nova Zelândia e se mudou para a Austrália ainda jovem. Ela fugiu de casa aos 16 anos, deixando claro para o mundo o espírito rebelde que seguiria até o fim de sua vida. Se mudou para Londres ainda jovem e lá conseguiu um emprego de jornalista, blefando para o executivo do jornal que era fluente em egípcio. Em 1932 ela foi mandada para Paris para cobrir acontecimentos que preocupavam o mundo: a ascensão nazista. Entre 32 a 35 ela soube do crescimento das ideias de Hitler e ficou muito preocupada. Em 1935 ela foi à Alemanha enviada pelo jornal e chegou a entrevistar o próprio ditador que estava no poder na Alemanha desde 33. Após a entrevista ela decidiu se dedicar a combater o nazismo veementemente. Ela irá se casar com um industrial em 1940, quando a Alemanha invade a França. Nesse contexto, os dois se uniram à resistência e participaram de inúmeras estratégias contra o terceiro Reich. Em 1943 Nancy Wake era uma das pessoas mais procuradas pela Gestapo. Sua cabeça valia 5 milhões de francos. Após o fim da Segunda Guerra, ela recebeu honras da França, Grã-Bretanha e Austrália por seu trabalho. Aos 90 anos, disse uma frase que é lembrada por todos: "eu matei muitos alemães, e eu só me desculpo por não ter matado mais"
11/10/202123 minutes, 11 seconds
Episode Artwork

10 coisas que você provavelmente não sabia sobre o Mike Tyson

Michael Gerald Tyson ou Malik Abdul Aziz, nasceu em 1966 em Nova York. Desde cedo ele mostrou um desenvolvimento precoce do seu físico, chegando a pesar 80kgs aos 12 anos de idade. Quando tinha 11 anos Mike Tyson foi internado por conta de seu mal comportamento. O diretor da instituição que ele entrou o instigou a seguir o pugilismo, pois ele também havia sido na juventude. Em 1981, com 15 anos, Jon Vojik o treinou e Tyson se tornou campeão juvenil de boxe dos Estados Unidos da América e no ano seguinte, campeão juvenil do mundo. Em 1985 entrou para o mundo profissional do box e no mesmo ano, ganhou as 15 lutas que participou - sendo 11 delas por K.O no primeiro round. No ano seguinte, aos 20 anos de idade, tornou-se o campeão dos pesos pesados mais jovem da história. Nos anos seguintes Tyson passou por problemas. Sua ex-esposa disse que ele era maníaco-depressivo. Mas mesmo assim, ele voltou a vencer na década de 90 até a sua aposentdoria. Hoje não é difícil encontrar entusiastas do boxe que dizem sem ter medo de errar que Mike Tyson é o maior pugilista de toda a história.
11/8/202137 minutes, 4 seconds
Episode Artwork

Três belas razões pra odiar a Inglaterra

O Império Britânico foi o maior império da história da humanidade. Quase 500 milhões de pessoas estavam sob seu domínio em 1920, o que correspondia a um quarto de toda a humanidade e seu território abrangia quase um quarto do mundo. A década de 20 foi quando o Império esteve mais poderoso. Com o imperialismo na Ásia e a África fazendo com que atrocidades contra a humanidade fossem cometidas. No Quênia, por exemplo, houve uma revolta que acabou em uma tragédia - por mais que não seja tratada como tal. Os Kiyuku eram um povo do Quênia que foram utilizado como mão de obra para as fazendas de chá e café que os britânicos criaram na região. A colonização começou desde o final do século XIX. Por volta da década de 50, nasce então um movimento de resistência contra os abusos e os problemas gerados por conta dessa colonização: o movimento dos Mau Mau. Os Mau Mau se posicionaram contra a colonização britânica tentando expulsá-los de sua terra. Após tensões entre os Mau Mau e os britânicos crescerem, o evento conhecido como Revolta dos Mau Mau acontece e de acordo com a historiadora Caroline Elkins, calcula-se que entre 130.000 e 300.000 pessoas foram mortas. Hussein Onyango Obama, avô do ex-presidente dos EUA Barack Obama viveu essa época bem jovem e disse que britânicos enfiaram alfinetes em suas unhas e nádegas e teve seus testículos apertados por duas hastes de metal em forma de alicate. Por mais que os Mau Mau fossem massacrados, os horrores contribuíram para que a opinião interna e externa fosse contra a colonização. Com isso, a independência do Quênia foi declarada em dezembro de 1963.
11/3/202144 minutes, 5 seconds
Episode Artwork

Esportes Indígenas

O JMI, Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, é um evento internacional com vários esportes diferentes e que reúne atletas que representam vários povos indígenas de diversas regiões e países. Foi no dia 23 de outubro que começou a primeira edição, e ela durou até o dia 1 de novembro, em 2015 na cidade de Palmas, em Tocantins. Mas a ideia de criar uma confraternização esportiva com vários povos indígenas diferentes xiste desde a década de 80. Mas foi em 1996 que o Ministro dos Esportes Pelé cria o JPI (Jogos dos Povos Indígenas). Dentre os inúmeros esportes, existe o Jawari. Os praticantes do Jawari são apenas praticados por povos indígenas do Alto Xingu, no Mato Grosso. Pra jogar, 15 jogadores pra cada lado em um campo bem grande parecido com um de futebol. Os times se agrupam e um atleta de cada lado sai a frente com uma flecha e começa a fazer uma dança para jogar a flecha ou desviar da flechada do seu oponente. Quem for acertado "morre" e sai do jogo. Isso vai acontecendo até o último jogador do outro time ser "morto". O jogo acontece com o ritual do canto tradicional yawari tulukay, que mulheres participam. No final todos dançam e cantam, e os atletam são pintados pelo corpo com barro branco uêiki.
11/1/202145 minutes, 36 seconds
Episode Artwork

Especial Halloween

QUATRO contos brasileiros de terror que ninguém conhece, só quem é muito raiz.
10/31/202135 minutes, 50 seconds
Episode Artwork

Por que a maconha foi proibida?

A matéria “Marijuana: assassina de jovens”, foi publicada na revista American Magazine no ano de 1937. E ela começava com uma história completamente inventada: “O corpo esmagado da menina jazia espalhado na calçada um dia depois de mergulhar do quinto andar de um prédio de apartamentos em Chicago. Todos disseram que ela tinha se suicidado, mas, na verdade, foi homicídio. O assassino foi um narcótico conhecido na América como marijuana e na história como haxixe. Usado na forma de cigarros, ele é uma novidade nos Estados Unidos e é tão perigoso quanto uma cascavel.” O autor do texto era Harry Anslinger, provavelmente o homem que mais tem mérito (ou demérito) para que a maconha fosse criminalizada não só nos EUA como em praticamente o mundo todo. Tudo começa em 1920 com a Lei Seca. Durante aqueles terríveis anos onde o álcool era proibido, os estadunidenses tentaram relaxar de outro jeito: com a maconha. A planta era consumida normalmente por pessoas marginalizadas pela sociedade, como imigrantes mexicanos e árabes. De acordo com o historiador inglês Richard Davenport-Hines: “A proibição do álcool foi o estopim para o ‘boom’ da maconha. Na medida em que ficou mais difícil obter bebidas alcoólicas e elas ficaram mais caras e piores, pequenos cafés que vendiam maconha começaram a proliferar”. Mas a planta era usada em dezenas de remédios como xaropes para tosse a pílulas para dormir. O efeito relaxante da cannabis era utilizado frequentemente. Mas uma coisa fez com que a proibição entrasse em jogo: o cânhamo. Quase toda a produção de papel da época usava como matéria-prima a fibra do cânhamo, retirada do caule do pé de maconha. O cânhamo também era usado para confecção de cordas, velas de barco, redes de pesca e outros produtos que exigissem um material muito resistente. Até a Ford estava trabalhando para a criação de combustíveis e plásticos feitos a partir do óleo da semente de maconha. Plantações de maconha rondavam os EUA e a Europa. Acontece que o Harry Anslinger era parente de Andrew Mellon, dono da gigante petrolífera Gulf Oil, com seu principal investidor a petrolífera Du Pont. A Du Pont estava usando petróleo para a criação de aditivos para combustíveis, plásticos, fibras sintéticas como o náilon e processos químicos para a fabricação de papel feito de madeira. Todos esses produtos disputavam o mercado com o cânhamo. De acordo com o escritor o escritor Jack Herer: “A Du Pont foi uma das maiores responsáveis por orquestrar a destruição da indústria do cânhamo”. Para atacar o cânhamo, atacou-se a maconha.
10/27/202144 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

Histórias de terror no esporte

Há mistérios entre o céu e a terra que criam lacunas preenchidas pelo misticismo. O esporte é um grande para a sociedade e por isso ele não ia ficar de fora dessa. Dentre algumas histórias de terror que envolvem os esportes, temos a fatídica história do Oklahoma City Thunder, equipe da NBA, que teve problemas de outro mundo no hotel Skirvin Hilton. Um jogador ouviu um choro de bebê e ficou perturbado com isso, já que a gerência do local afirmou que não havia nenhuma criança no estabelecimento. Outros times também já sofreram com vozes e estrondos semelhantes a um raio que vinha por debaixo do chão. Alguns jogadores afirmam que o fantasma seguiu o time e se tornou uma espécie de protetor do Oklahoma City Thunder, fazendo com que todos os times que passem pelo hotel Skirvin Hilton (um hotel muito usado por times que vão jogar contra o OCT) tenham noites terríveis com portas se fechando barulhos de animais correndo de algo, etc. Mas será que é apenas coisa da cabeça das pessoas? Ou será que elas realmente conheceram um pouco do outro lado? *barulho de raio* *barulho de vento fazendo uuuuu* *barulho de ayr frier terminando o seu hambúrguer sem óleo fazendo com que a carne fique bem mais saudável e ainda sim consideravelmente apetitosa*
10/25/202127 minutes, 22 seconds
Episode Artwork

Por onde anda a KKK?

O grupo supremacista Ku Klux Klan nasceu no final da Guerra Civil Americana, como um subproduto. Os Confederados foram derrotados, e junto com sua derrota veio também o fim da escravidão. A União venceu e obrigou todos os estados a acabaram com o regime escravagista. Os derrotados decidem então criar um grupo miliciano que perseguiria os negros dos EUA, com linchamentos, enforcamentos e até incendiando pessoas. Não há uma certeza sobre a origem do nome do grupo, mas acredita-se que a origem é das palavras "Ku Klux" grega “kyklos”, que significa “círculo” e que transmite a ideia de uma sociedade secreta e “Klan” deriva de “clan", em inglês, que é clã pra remeter a clãs familiares. O grupo teve três fases, sendo a primeira fase de 1865 até 1871, a segunda iniciou-se em 1915 a 1945 e a terceira iniciou-se a partir da década de 1950. Acredita-se que a terceira fase nunca acabou, por mais que o movimento tenha enfraquecido. Hoje em dia a A Southern Poverty Law Center (SPLC) investiga esses grupos terroristas e racistas, e estima que existam 8 mil pessoas vinculadas pelos EUA com instituições que se auto intitulem continuações do movimento. Se por um lado a descentralização é um ponto positivo pois mostra uma falta de unidade e consequentemente de poder do grupo, por outro, dificulta as formas de acabar com o movimento racista.
10/20/202145 minutes, 36 seconds
Episode Artwork

O atleta mais estranho da história

Não precisa conhecer muito a história de Rube Wadell pra saber que ele era uma pessoa diferente. De acordo com seu biógrafo Alan Levy, ele sempre foi uma criança excêntrica. Aos 3 anos de idade, ele foi pra um estação de corpo de bombeiros próximo, se escondeu lá e ficou dias desaparecido da família. Ele não ia muito pra escola, ele exercitava seus braços jogando pedras em aves enquanto trabalhava nas terras dos pais. pode ter sido aí que nasceu o amor pelo arremesso. Aos 19 anos começou a carreira no Baseball. E claramente o seu desempenho era excepcional. O problema é que ele não sabia muito bem as regras do baseball e no começo passou um bom tempo sendo um problema no time, mas o treinador acreditava que bastava ele entender o baseball que ele seria incrível. Ele tinha um desempenho tão bem que suas excentricidades eram perdoadas. Certa vez, numa offseason, ele ficou meses desaparecido, e depois de meses procurando encontraram ele num circo lutando luta livre com jacarés. Além disso, os torcedores dos times inimigos tinham uma estratégia muito curiosa quando jogavam contra ele. Eles levavam cachorrinhos filhotes pra arquibancada e ele algumas vezes largou o jogo no meio pra ir fazer carinho neles. Infelizmente ele também tinha um lado sombrio. Seu problema com álcool gerou situações onde ele bateu na família de sua esposa. De acordo com o historiador se baseball Lee Allen: "Waddell começou a temporada de 1903 dormindo num quartel do corpo de bombeiros em Nova Jersey, e terminou num bar em Virginia. Entre esses dois eventos, ele gannhou 22 jogos pelo Philadelphia Athletics, participou de uma peça de teatro de rua chamada A Marca da Culpa. Cortejou uma mulher, se casou com ela, se separou dessa mulher, salvou uma mulher de se afogar, acidentalmente atirou um amigo na mão e foi mordido por um leão".
10/18/202140 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

O que é melhor: o passado ou o presente?

Quem nunca ouviu a famigerada frase: "antigamente que era melhor"?   Pois HOJE definiremos de fato, sem subjetividade, de maneira indiscutível e clara, o que era melhor: o passado ou o presente. E após anos de pesquisa nos preparando pra responder uma pergunta tão antiga, descobrimos um método objetivo e científico, que é encontrando a superioridade local em cada um dos temas abaixo, e após a soma dos resultados individuais, poderemos definir se os tempos antigos são ou não melhores que hoje. Os temas são: 1 - Banheiro 2 - Acordar 3 - Testes de gravidez 4 - Dor de cabeça 5 - Médicos 6 - Radioatividade nas coisas 7 - Camisinha 8 - Bebidas energéticas 9 - Lavar roupa   E aí, o que você achou? O que é melhor? O passado ou o presente?
10/13/202146 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

Mandela, Rugby e Norvana

"falta uma banda q una todas as tribos.Como foi o Norvana" - Black Gold Little Dee Quando os boicotes internacionais e a luta interna da população negra sul-africana conseguiram derrubar o regime racista do Apartheid, Nelson Mandela, o principal nome do Congresso Nacional Africano, é liberto da prisão após quase três décadas. Mandela se candidatou à presidência e conseguiu vencer. Na época, por mais que politicamente o país não estivesse teoricamente dividido, o quesito social não havia se modificado tanto desde o fim do regime segregacionista. As pessoas ainda pensavam e se comportavam como faziam na época do apartheid, poucos anos atrás. Vai ser nesse contexto que Mandela vai ter uma ideia. Ele decidiu levar a Copa do Mundo do Rugby para a África do Sul. O Rugby era conhecido como um esporte tipicamente branco e antagonista ao Futebol, tipicamente negro. Mas sabendo do poder do esporte em unir todas as tribos, ele decide mesmo assim fazer a Copa lá. Os jogos dos Springboks, Seleção Sul-Africana de Rugby, foram envoltos de muita emoção. A cada vitória da seleção, mais pessoas, independentemente de cor, vibravam mais com o time. No final, o estádio lotado, e a vitória é dos Springboks. O clima de que aquele momento unia a todos eram notório. Todos entenderam o que Mandela queria fazer - e havia conseguido. Claro que o racismo infelizmente está longe de acabar, mas a página da história para o seu fim terá um capítulo longo e emocionante contando os feitos de Mandela, Springboks e o Rugby.
10/11/202128 minutes, 32 seconds
Episode Artwork

Revolta de Stonewall

É comum ver membros do movimento LGBTQIA+ considerando como um dos momentos que mais inspirou a sua luta e à organização desse movimento, a Revolta de Stonewall. Em 69, frequentadores do bar Stonewall Inn, na cidade de Nova Iorque, decidiram se revoltar contra a opressão da polícia que frequentemente caía em cima do público do lugar. Na década de 60, muitos estados dos EUA ainda criminalizavam a relação entre pessoas do mesmo gênero. E por mais que em 69 muitos estados já tivessem derrubado essa lei, em Nova York ela estava firme. Além disso, a State Liquor Authority (SLA) proibia a venda de bebidas alcoólicas para estabelecimentos considerados gays. Entretanto, o dono do Stonewall Inn era um mafioso, que pagava uma quantia agradável para os policiais ignorarem o lugar e não fiscalizarem de forma adequada de acordo com a lei. Mas o esqueminha não durou pra sempre. No dia dia 28 de junho de 1969 os policiais apareceram num horário não acordado, e prendeu várias pessoas por estarem “violando o estatuto de vestuário", já que a lei exigia que as pessoas usassem pelo menos três peças de roupas consideradas apropriadas ao seu gênero. Enquanto as prisões eram feitas, uma multidão se cansou do abuso policial com algo inofensivo, se juntou na frente do bar e começaram tacar garrafas, cadeiras e tudo que estivesse em sua volta nos policiais. "A dor, a raiva, a frustração, a humilhação, a constante insistência, a constante agitação que causaram em nossas vidas: agora era a hora de se livrar disso tudo. (...) Não precisava machucar um policial, não precisava machucar ninguém, só precisava gritar.” disse Martin Boyce ao The New York Times, que frequentava o Stonewall. Esse movimento inspirou muitos outros a se rebelarem contra leis que perseguiam pessoas LGBTQIA+ e até hoje é relembrado constantemente. No ano seguinte após a Revolta de Stonewall, pessoas se encontraram na frente do bar no aniversário do caso para comemorar um ano da revolta e, desde então, o aniversário da Revolta são as modernas paradas LGBTQIA+.
10/6/202149 minutes, 12 seconds
Episode Artwork

Coligay: a primeira torcida organizada gay

Em 1977, Valmor Santos decide criar algo completamente inédito no Brasil. Ele era gerente da boate Coliseu, mas mais do que isso: ele era gremista. Vendo o time do coração passando por dificuldades no campo de futebol, ele vai fundar a Coligay. A Coligay (junção das palavras Coliseu e Gay) foi a primeira torcida organizada gay no país. Se hoje a homofobia ainda é latente na sociedade, na década de 70 as coisas eram ainda piores. O preconceito sofrido pelos torcedores da Coligay foi algo monstruoso, mas o pior é que não era esse o único desafio para os torcedores. A Coligay existiu dentro do período que uma Ditadura Militar estava vigente no país. Por isso, além da homofobia sofrida por civis, militares agentes do Estado também perseguiam a torcida, sobretudo através da vigilância da Delegacia de Costumes. Mas mesmo com uma página muito triste em sua história, pode-se dizer que a Coligay cumpriu o que de comprometeu. Em uma entrevista pra um jornal, Valmor Santos disse: "A Coligay era uma ideia muito antiga, eu já pensava nisto há muito tempo. Eu sou gremista fanático desde que nasci e sempre tive vontade de organizar uma torcida. Achava que os torcedores do Grêmio eram muito parados, que não sabiam incentivar o time. Então, no início deste ano, quando eu senti o Grêmio realmente iria ser o campeão, decidi formar o grupo". E sim: a torcida funcionou. O time gaúcho que não vencia um campeonato regional desde 68, terminou o ano de 83 com a vitória do Mundial em Tóquio. Entre 77 a 83, era comum ver em campo uma torcida animada cantando o seu hino e ajudando a trazer vitórias inesquecíveis para o time do coração: "Nós somos da Coligay; com o Grêmio eu sempre estarei. É bola pra frente, campeão novamente. É Grêmio, força e tradição. Sou tricolor pra valer, pra vibrar e vencer, para o que der e vier. Nós, Coligay de pé-quente, estaremos presentes onde o Grêmio estiver".
10/4/202130 minutes, 41 seconds
Episode Artwork

O Rei Inglês que quase se tornou Muçulmano

O rei Henrique II da Inglaterra era um rei excêntrico. Certa vez ele foi à cidadezinha de Winchester e permitiu que a plebe “realizasse uma eleição livre”, mas proibiu “de eleger qualquer um que não fosse Ricardo, meu escrivão”. Ele governou a Inglaterra bem no meio das Cruzadas. Período da história onde cristãos foram até o Oriente Médio pra lutar contra muçulmanos. Nessa época, vale ressaltar, os muçulmanos eram vistos como inimigos da cristandade. E justamente nesse período que Henrique II da Inglaterra, que também era o duque da Normandia e da Aquitânia, conde do Maine, Anjou e Touraine, senhor áreas da França, chega a enviar uma carta ao Papa Alexandre III em tom de ameaça, dizendo que ele poderia se converter ao Islamismo. Pois é. É difícil saber as reais intenções de Henrique II. Talvez fosse apenas um blefe ou algo do gênero, mas a verdade é que ele desde criança mostrou-se minimamente interessado pela religião islâmica. Isso porque os pais de Henrique seguiram o conselho de William de Malmesbury: “um rei sem letras é [apenas] um asno com uma coroa". Por isso ele sempre estudou muito, incluindo outras culturas. E desde cedo ele mostrou um interesse especial pelo Islamismo e até pela língua árabe e tudo indica que ele sabia falar muito bem o idioma. As motivações de Henrique II para a conversão do Islã foram basicamente questões familiares. Casos de família. Casos de família real.
9/29/202129 minutes, 37 seconds
Episode Artwork

Tyson Fury

"Se eu acreditar que algum homem consegue me vencer, eu não serei o lutador que eu acho que vou ser" - Tyson Fury Tyson Luke Fury é um pugilista britânico que desde 2020 detém os títulos da WBC e The Ring, ao derrotar Deontay Wilder que nunca tinha perdido uma luta em toda a sua carreira. Em 2015 ele venceu o campeão mundial dos pesos pesados Wladimir Klitschko e desde então entrou num período complicado de sua vida. Após chegar no topo, Fury teve dificuldades de ter estímulo pra continuar lutando. A revanche entre Wladimir e Fury nunca se concretizou pois Fury sofria de problemas mentais como ansiedade. Esses problemas psicológicos levavam Fury a descontar no álcool e nas drogas, o que quase o levou à morte. Ele ficou alguns anos parados, mas voltou a lutar quando Deontay Wilder o desafiou em 2020. Mesmo 2 anos fora do ringue, Fury teve um grande desempenho na luta, o que acabou em um empate entre os dois. Foi o primeiro empate da carreira de Fury, que segue sem derrotas e com 20 vitórias. Hoje ele é considerado o maior peso pesado ativo do mundo, de acordo com a Transnational Boxing Rankings Board e o segundo pelo BoxRec.
9/27/202134 minutes, 51 seconds
Episode Artwork

Satanismo

A Bíblia diz que no segundo dia da criação, após deus fazer o dia e a noite, Ele decidiu criar o céu. E foi após a criação do céu que surgiram os anjos. Dentre os anjos, um era impressionante: Lúcifer. A Bíblia alega também que a sua beleza e sua posição alta na hierarquia celestial, acabaram fazendo com que Lúcifer acabasse se achando demais. Ele decide então construir um trono acima de Deus. Alegando que sua superioridade não era suficientemente admirada. Por isso ele decide juntar um terço dos anjos e juntos travaram uma batalha contra o exército de Deus. O exército divino foi liderado pelo arcanjo Miguel, que, em muitas pinturas, é representado com uma lança, uma espada flamejante ou um escudo com a frase latina “Quis ut Deus?” (“Quem é como Deus?”). Lúcifer e seus seguidores perdem a batalha e foram jogados para o inferno. Lúcifer é transformado em Satanás e passa o resto da eternidade ardendo no inferno. Mas isso é uma interpretação da Bíblia. Há muitos estudiosos que alegam que isso foi uma corruptela da versão original. O nome “Lúcifer” teria sido um erro de tradução de “filho da manhã”. Quem caiu na verdade foi o rei Nabucodonosor da Babilônia, onde a “queda” é uma referência à sua morte. Também há uma outra discussão: no século XX foram encontrados os Pergaminhos do Mar Morto. Neles contêm rascunhos da Bíblia e também dedicam uma parte sobre a batalha contra o exército divino. De acordo com essa versão, de fato Miguel liderou o lado do bem, chamado de Filhos da Luz. Entretanto, os Filhos da Escuridão (que na versão tradicional é o exército de Lúcifer), foram na verdade liderados pelo demônio Belial.
9/22/202146 minutes, 30 seconds
Episode Artwork

O esporte asteca onde quem perde é sacrificado

O nome do jogo é ollamaliztli em nahuatl (a língua asteca) ou poc-ta-tok em Maia Mas a civilização olmeca já tem registros desde 1400 a.C. sobre o jogo. Mesmo não deixando informações claras o suficiente pra que a gente possa compreendê-lo completamente (se bem que é mais provável os espanhóis terem queimado o que os olmecas deixaram). Quadras de jogos de bola foram encontradas pelos invasores europeus e surpreenderam o mundo. Há pelo menos 3 mil anos os mesoamericanos jogam algo que podemos comparar minimamente próximo ao futebol. Para os maias, por exemplo, os jogos eram inspirados no mito dos Gêmeos Heróis (Hun Hunahpu e Vucub Hunahpu) que fizeram muito barulho jogando bola e acabaram incomodando o deus Xibalda. Mas os astecas também viam o esporte como algo grandioso. O Ollamaliztli tem regras parecidas com o Ulama (que inclusive é jogado até hoje), mas essas regras não são tão bem conhecidas em detalhes. Haviam jogos em cerimônias que o time perdedor era sacrificado: por decapitação. Não há comprovação, mas muitos defendem que a cabeça dos adversários seriam revestidas com uma mistura de borracha de plantas diferentes e se tornava a bola do próximo jogo. É importante entender que, em sua grande maioria, os jogos em cerimônias eram completamente injustos, onde um time de elite jogava contra um time de escravos - que já eram previamente destinados a serem sacrificados. O esporte, de alguma forma, apenas servia como uma suposta legitimidade para o ato do sacrifício. Afinal, o time perdeu. Mesmo o time adversário tendo dedicado anos da sua vida para estudar o esporte enquanto o time que perdeu... Descobriu como jogava pouco tempo antes da partida.
9/20/202132 minutes, 14 seconds
Episode Artwork

Memento Mori - sobre a morte

Memento Mori significa, basicamente, "lembre-se da morte". Não se sabe ao certo a origem da expressão, mas acredita-se que a expressão memento mori tenha surgido na Roma Antiga, onde os povos tinham a tradição de realizar um desfile de gala em homenagem a um general vitorioso recém-chegado do campo de batalha. A cerimônia era tal luxuosa e extraordinária, que muitas vezes o general acabava se sentindo superior. Com o tempo, decidiu-se que haveria sempre um servo que tinha como única função ficar atrás do general dizendo “Respice post te. Hominem te esse memento. Memento mori!” que significa "Olhe para trás. Lembre-se de que você é mortal. Lembre-se que você vai morrer". Uma outra possível origem do termo é em algumas ordens católicas, onde os monges, ao se encontrarem nos corredores e nas ruas, costumavam proferir a frase uns aos outros: “Memento mori”. Como uma forma de relembrar o monge que um dia ele morreria, e que não valeria a pena desperdiçar a recompensa divina da vida eterna em troca de uma vida de libertinagens. Mas de qualquer forma, a morte é um dos temas mais comuns para a humanidade. O romano Marco Aurélio frequentemente se lembrava do assunto e certa fez proferiu uma de suas frases mais famosas: "Não aja como se fosse viver dez mil anos. A morte paira sobre você. Enquanto você viver, enquanto estiver em seu poder, seja bom." Outro estoico, Sêneca, disse o seguinte: "pensamos que a morte é coisa do futuro, mas parte dela já é coisa do passado. Qualquer tempo que já passou pertence à morte”. Epicuro traz uma outra perspectiva extremamente interessante: "A morte não significa nada. Porque enquanto eu existo, ela não existe; e quando ela existe, eu já não existo". Mas o conceito mais complexo de morte é o de Schopenhauer: "No fundo, entretanto, somos uno com o mundo, muito mais do que estamos acostumados a pensar. Para quem pudesse ter clara consciência desse ser-uno, desapareceria a diferença entre a persistência do mundo externo, depois que se está morto, e a própria persistência após a morte."
9/15/202137 minutes, 28 seconds
Episode Artwork

A História dos tênis de basquete

Participação da Thaiz Alvarenga (@thaizescreve) Podcast Calçando Histórias: https://open.spotify.com/show/0khWYGv8Znm3r9nNrGfJX8 Não existe uma foto do primeiro tênis de basquete. Mas sabe-se que a data da sua criação é 1917 e que foi um All-Star Converse. A principal característica desse tênis era o cano alto. Na época, um problema muito comum entre os jogadores de basquete era a lesão, sobretudo no tornozelo. O cano alto então veio como uma forma de resolver esse problema, diminuindo consideravelmente as chances de uma lesão na região. Na década de 20, o jogador Chuck Taylor decide assinar um contrato com a Converse e assim eles iriam criar a primeira linha de tênis de basquete. Os "chucks", como eram chamados os tênis, dominaram o mercado por décadas, fazendo o ato de jogar basquete ser correlacionado ao de usar um Chuck. Até a década de 70 não havia discussão sobre qual tênis um jogador de basquete deveria usar. Até que a Puma entrou em cena e trouxe uma alternativa que mudou o mundo do basquete ao criar a primeira linha de tênis dedicada a um atleta, o Puma Clyde, baseado na lenda do basquete e armador do Knicks, Walt “Clyde” Frazier. Mais tarde a Nike entra em jogo no mercado dos tênis de basquete com o Nike Blazer, mas mais tarde, se no início a Converse monopolizou, nas décadas de 80 e 90 a Nike consegue uma parceria com o jogador Michael Jordan e juntos criam o possível maior tênis de basquete de todos os tempos: o Air Jordan.
9/13/20211 hour, 23 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

Os judeus pernambucanos que fundaram Nova York

Houve um período na história do Brasil onde o nosso país (na época, uma colônia) acabou sendo governado por espanhóis, afinal, Portugal havia sido engolido pela Espanha durante o período que conhecemos como União Ibérica (1580 a 1640). Nesse período, o Brasil acabou herdando os inimigos espanhóis. O principal deles era a Holanda, que decide invadir o nordeste brasileiro e faz com que o Brasil Holandês exista por algumas décadas. Nesse período, a região vai conhecer um código moral e ético diferente do que estava acostumada. Com a colonização portuguesa, a liberdade de culto era proibida, fazendo com que os judeus da região fossem obrigados a se converterem e se tornarem cristãos católicos. Eram os "cristão novos", como eram chamados. O que aconteceu é que com o fim do Brasil Holandês, os judeus que estavam aqui tentaram migrar pra outra região. A bordo do navio Valk, em torno de 600 judeus deixaram Recife, em Pernambuco, expulsos pelos portugueses do Brasil. No caminho houve uma tempestade e por isso o navio acabou sendo saqueado por piratas. Foram resgatados por uma fragata francesa e deixados na Jamaica. Acontece que a Jamaica era uma colônia espanhola, então a Inquisição Espanhola acabou prendendo os judeus do navio. Após uma longa negociação do governo holandês, eles foram libertados e, porquestões financeiras, boa parte deles seguiu para a colônia holandesa de Nova Amsterdã, atual Nova York. Na época estava longe de ser uma grande cidade. Não passava de um entreposto comercial. Mas com a primeira comunidade judaica da América do Norte, conseguiram contribuir diretamente pra que a cidade de Nova York se tornasse grandiosa como ela é hoje.
9/8/202123 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

O Japonês que demorou meio século pra terminar uma maratona

Quando falamos de olimpíadas, a gente sempre lembra dos mais rápidos. Mas ninguém pensa nos mais lentos. Shizo Kanakuri é esse cara. Ele oficialmente tem o pior tempo da história das olimpíadas. Ele vai demorar 52 anos pra terminar uma corrida que ele começou em 1912. No japão Shizo Kanakuri é conhecido como o pai da maratona japonesa. Em 1912 ele entrou nas olimpíadas de estocolmo, na suécia. Quando ele foi pra maratona ele era um dos favoritos pra não só ganhar, como também bater o recorde olimpico da época. Apenas dois japoneses foram pra maratona naquele ano. Ele e o corredor Yahiko Mishima. Eles foram os primeiros atletas japoneses a competirem numa olimpíada. A viagem demorou 2 semanas de barco. Eles corriam dentro do navio durante a viagem pra não perderem o ritmo e sempre que o navio parava eles corriam o máximo em terra firme. No dia da corrida estava 32c. Muito mais quente que o normal. Além disso, Kanakuri havia decidido correr com tabi, sapatos tradicionais japoneses. O que é interessante é que ele não bebeu água durante a corrida. Na época dizia-se que o suor deixava a pessoa mais cansada. Pois é. O fato de não beber água somado com o calor do dia, fez com que Kanakuri infartasse na metade da maratona. Ele parou de correr e foi andando até um jardim, deitou lá, e depois ele viu uma galera fazendo uma festa e ele roubou um copo de suco de laranja. Depois de descansar por uma hora, ele pegou um trem em Estocolmo e volto para o hotel até no dia seguinte o navio voltar para o Japão O lance é que naquele dia mais da metade dos competidores tinham abandonado a competição, por causa dos mesmos problemas que Kanakuri. Um português que correu essa maratona chegou a morrer na maratona. um homem chamado Francisco Lázaro, de tanto calor. O corpo dele estava com 42.1c.no dia seguinte ele morreu no hospital e descobriu-se que ele passou cera no corpo pra impedir que suasse. isso o matou pois impediu que o corpo diminuísse a temperatura. Em 1962, 50 anos depois da maratona, um jornalista sueco descobre que ele estava vivo e tinha simplesmente voltado pra casa. 5 anos depois, em 67, o Kanakuri conversou com empresários que queriam levantar fundos pra levarem corredores de maratonas suecos para as olimpíadas no México em 68. Eles tiveram então a ideia de fazer o Kanakuri terminar a maratona de 1912 pra fazer publicidade para juntar dinheiro de patrocínio. Aos 76 anos ele até foi bem correndo 100 metros, com tudo filmado e ele sorrindo durante todo o percurso. Ele então, oficialmente, terminava a corrida com 54 anos, 8 meses, 5 horas e 20.3 segundos. Perguntaram a ele depois se ele queria falar algo no final da corrida e ele disse: "Foi uma longa corrida. Durante o percurso eu me casei, tive 6 filhos e 10 netos".
9/6/202143 minutes, 24 seconds
Episode Artwork

Göbekli Tepe e a Pré-História

A verdade é que Göbekli Tepe não deveria existir. Pelo menos com base no que conhecemos (ou achávamos conhecer), um lugar tão complexo, com uma arquitetura avançada, claramente construído por centenas ou até milhares de homo sapiens não deveria ter a idade de 12 mil anos, como é o caso de Göbekli Tepe. O conjunto monumental de Göbekli Tepe, no sudeste da Turquia, foi construído quando nós ainda estávamos aprendendo a cultivar plantas e domesticar animais Só o tamanho dos monumentos já são suficientemente surpreendentes. Mas além disso, os detalhes encravados nesses monumentos são ainda mais incríveis. Relevos e gravuras de raposas, touros, leões, grous, patos, serpentes e alguns humanos, talhados na pedra calcária. O arqueólogo turco Devrim Sönmez, do Instituto Arqueológico Alemão, disse o seguinte sobre o lugar: "Até agora, pensava-se que nessa época os humanos conviviam em grupos de cerca de 15 pessoas, sem especialização em ofícios. Mas, para construir Göbekli Tepe, foram necessárias centenas de pessoas bem coordenadas. (...) As pessoas tendem a pensar que os humanos eram primitivos naquela época, mas sua capacidade cerebral era similar à de hoje, eles eram criativos e sabiam resolver problemas muito bem". E o que é mais surpreendente, é que Göbekli Tepe só foi 5% escavada. Ainda há incontáveis peças do quebra-cabeças da humanidade que iremos encontrar nesse lugar incrível. A escavação é lenta porque o valor do lugar faz com que os arqueólogos não queiram arriscar danificar nada em Göbekli Tepe. Desde 2018, a Unesco registrou Göbekli Tepe como Patrimônio Cultural da Humanidade e está aberto a visitação.   Se quiser saber mais sobre Amazon Music, acesse www.amazon.com.br/historiaprosbrother
9/1/202157 minutes, 52 seconds
Episode Artwork

O baiano que foi de bicicleta de Salvador a Nova York

Rubens Pinheiro definitivamente não era uma criança comum. Desde pequeno vivia agitado e dando muito trabalho para os pais. Uma possível criança hiperativa. Mas, felizmente, ele soube usar a sua hiperatividade pra fazer algo incrível. Aos 16 anos, após tentar fugir de casa algumas vezes antes, ele decidiu fazer algo já suficientemente incrível: ele foi andando de Salvador ao Rio de Janeiro. No caminho ele conheceu um pernambucano chamado Mauricio Monteiro, que fazia uma viagem de bicicleta de Recife até Buenos Aires. A tradicional rivalidade entre os dois estados fez com que Mauricio ironizasse a Rubens a falta de coragem dos baianos. E como toda boa criança agitada, Rubens usou isso como combustível pra superar o colega de viagem louca. Rubens Pinheiro havia decidido que iria de bicicleta de Salvador a Nova York. Algo que fez alguns comerciantes acreditarem no rapaz e apoiá-lo fazendo com que Rubens conseguisse juntar dez mil réis, algumas roupas, uma arma e um livro feito para a viagem, com capa de couro de cobra e páginas em branco para serem preenchidas durante a viagem. No dia da sua partida, 15 de março de 1927, ele declarou para um jornal local: "Estou disposto a tudo, inclusive a passar sede e fome, sofrer aborrecimentos, raspar sustos (e que Deus me livre das sussuaranas e das jararacas!), carregar a bicicleta nas costas. Quero conhecer Nova York sem ser em fotografia". Os próximos dois anos da vida de Rubens foram de intensa aventura pelos seus 18 mil km, atravessando a fronteira de 11 países. Após todo esse incrível feito, Rubens deixou inúmeras memórias gravadas em seu livro. Mais tarde, após voltar a Salvador, publicou esse livro com o título "Raid em bicicleta - Herói esquecido". Infelizmente durante o resto de sua vida, Rubens não obteve outros reconhecimentos pela viagem.
8/30/202148 minutes, 51 seconds
Episode Artwork

Quem são os Templários?

O evento conhecido como Cruzadas vai ser um divisor de águas na relação entre religião e política. Com as investidas cristãs na tida Terra Santa, a vulnerabilidade que os cristãos sentiram na região de Jerusalém acabou fazendo com que um grupo decida, no de 1118, criar a lendária Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, mais conhecida como Ordem dos Templários. Criada pelos franceses Hugo de Payens, Geoffroy de Saint-Omer e outros, a ideia dos templários era proteger qualquer peregrino cristão que quisesse ir a Jerusalém. Nessa época a região ao em torno de Jerusalém estava dominada pelos muçulmanos, e não ia demorar pra que os muçulmanos retomassem a própria Jerusalém, que na época da criação da Ordem dos Templários, vivia um breve período nas mãos cristãs. O Templário era um monge. Ao entrar na Ordem ele havia feito votos de pobreza, castidade e obediência. A diferença era que ele também era um guerreiro, disposto a usar suas armas para proteger os cristãos e a honra sagrada. Em 1291 os Templários eram os últimos defendendo a dominação Cristã na Terra Santa. Mas foram derrotados e Jerusalém voltada para os muçulmanos. Os Templários então voltariam para a Europa e fariam outros trabalhos para manter a ordem de pé. Muitos nobres pagavam pelos seus serviços como mercenários (obviamente sem desrespeitar os valores cristãos), mas um dos nobres vai ficar devendo uma quantia enorme que ele mesmo julgou nem valer a pena pagar: Filipe IV, rei da França. Em 1312, cairiam numa armadilha do rei Filipe IV da França, que devia a eles uma enorme soma em dinheiro. Em 1314 foram queimados vivos.   Se quiser saber mais sobre Amazon Music acesse www.amazon.com.br/historiaprosbrother
8/25/202140 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

A Primeira Maratonista Mulher

Kathrine Switzer foi primeira mulher a participar da Maratona de Boston (EUA), em 1967. Na época, era proibido.
8/23/202145 minutes, 58 seconds
Episode Artwork

Dr. Morte ( Indicação )

Paolo é um cirurgião inteligente e bonito, conhecido por sua capacidade de realizar cirurgias que transformam a vida de seus pacientes. Quando a produtora de televisão Benita o entrevista para uma reportagem, ele transformará sua vida também, mas não da maneira que ela esperava. Como Benita ultrapassa o limite do profissionalismo para estar com ele, ela descobre o quão longe Paolo irá para proteger seus segredos. E em algum lugar do mundo, quatro médicos de um prestigioso instituto médico fazem descobertas chocantes por conta própria que acabam questionando tudo. De Wondery vem a terceira temporada do podcast de sucesso, Dr. Morte HOMEM DE MILAGRES conta a história de um cirurgião viajante que encanta o mundo médico além de seduzir e tirar uma mulher do sério. Apresentado por Laura Beil. wondery.fm/DrMorte_Historias
8/20/20217 minutes, 42 seconds
Episode Artwork

4 mistérios da humanidade

A humanidade já produziu coisas inimagináveis. Algumas delas nunca tiveram respostas, até os dias de hoje. Dentre esses mistérios da humanidade, tem o mistério do Manuscrito Voynich. Esse manuscrito foi encontrado na Alemanha e data o século XV ou XVI. Se você tentasse ler esse manuscrito você simplesmente não conseguiria. Ele é completamente escrito em uma idioma ou código que ninguém consegue compreender. As únicas chances que temos de entendê-lo é tentando interpretar as figuras que o compõe juntamente com as palavras (ou pelo menos o que parecem ser palavras). Aparentemente ele fala de de medicina e ciência. Com bastante imagens de plantas, supõe-se que essa língua ou código fala dos benefícios ou malefícios de algumas espécies de plantas. Mas não é só isso que compõe o manuscrito. Há também muitas imagens de figuras femininas, astrologia e astronomia e, talvez, uma parte com receitas gastronômicas. Mas isso tudo não para de pura especulação. O manuscrito de Voynich foi encontrado na corte de uma pessoa fascinada por alquimia e magia: Rodolfo II do Sacro Império Romano-Germânico (1552-1612). Não sabemos como, por que, onde ele comprou. Nada. Mas esse mistério alimenta as inúmeras teorias que sabe-se lá quando conseguiremos encontrar a resposta.
8/18/202135 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

Oscar Pistorius | O ex atleta paralímpico que matou a namorada

Oscar Leonard Carl Pistorius é um ex-atleta olímpico e paralímpico e culpado e condenado pelo assassinato de sua namorada, Reeva Steenkamp. Foi o primeiro atleta olímpico e paralímpico da história a competir de maneira simultânea e em igualdade de possibilidades com atletas não deficientes em nível mundial e olímpico.
8/16/202138 minutes, 35 seconds
Episode Artwork

Tá na Bíblia e Aconteceu Mesmo

A Bíblia não é utilizada como uma fonte histórica confiável. Mas não porque ela é desconfiável em especial, mas por que um livro apenas nunca é o suficiente pra afirmar a verossimilidade de um fato histórico. Mas existem fatos históricos que são narrados em diferentes livros, por culturas que muitas vezes mal tiveram contato uma com a outra. Existem passagens bíblicas sobre alguns desses fatos. A própria existência de Cristo é questionada frequentemente. O pesquisador Paul Johnson, autor de A História do Cristianismo diz sobre isso: "O que sabemos com certeza é que Jesus foi um judeu sectário, um agitador político que ameaçava levantar os dois milhões de judeus da Palestina contra o exército de ocupação romano. Tudo o mais que se diz dele precisa da fé para ser tomado como verdade." Mas além da existência de Jesus Cristo, há uma outra passagem bíblica que fala de algo bem interessante: o Dilúvio. Muitos alegam que o fato do Dilúvio ser também narrado na Epopéia de Gilgamesh, um texto babilônico épico, é uma prova de que de fato tenha existido. Afinal, como que os babilônicos e os hebreus tiveram a mesma ideia? Eles nem se encontraram! Acontece que na verdade eles se encontraram sim. De acordo com Rafael Rodrigues da Silva, professor do Departamento de Teologia da PUC de São Paulo, especialista na exegese do Antigo Testamento: “Não há dúvida de que os hebreus se inspiraram no mito de Gilgamesh para contar a história do dilúvio" Quando os hebreus foram escravizados e exilados pelos babilônicos liderados pelo rei Nabucodonosor, em 598 a.C., eles conheceram esse mito e muitos outros que irão influenciar a construção da Bíblia. Mas é importante falar que a Bíblia também fala desse Exílio Babilônico. E de fato, ele existiu. Há fatos históricos no livro sagrado dos cristãos, como também há passagens puramente figurativas, sem factibilidade.
8/11/202140 minutes, 24 seconds
Episode Artwork

João Saldanha | O técnico da seleção que a ditadura não gostava

O gaúcho João Alves Jobim Saldanha nasceu em Alegrete em 1917. Na adolescência chegava ao Rio de Janeiro e desde sempre mostrava o quanto era apaixonado por futebol. Jogou no Botafogo por um tempo, mas mostrou-se mais talentoso fora do campo,com suas análises excepcionais de partidas e times de futebol. Mas João Saldanha não era amante do futebol apenas: ele era amante das palavras e da política. Se tornou um jornalista esportivo e político, misturando as duas áreas tão bem que fazia parecer que eram uma só. Aos 40 anos ele se tornou treinador do Botafogo e, mesmo inexperiente na função, conquistou o campeonato carioca. Dois anos depois ele deixa de ser o "professor" do Botafogo e volta a fazer comentários políticos e esportivos atuando como jornalista. Seus comentários faziam tanto sucesso que o Brasil inteiro pensava que ele era o homem mais inteligente no assunto futebol. Por isso, em fevereiro de 1969, a Confederação Brasileira de Desportos (CBD), atual CBF, o convoca como treinador da Seleção Brasileira de Futebol. O que é importante entender é o período. Em 1969 o Brasil vivia uma Ditadura Militar. Mais especificamente o período de Médici no poder, conhecido como o presidente mais repressor que existiu nos 21 anos de Ditadura. Mas o que se espera de Saldanha? Não ter medo. Ele que era comunista, continuava criticando o governo mesmo representando o Brasil. As coisas pioraram quando a polícia matou de Carlos Marighella, um amigo de longa data, isso despertou de vez a ira do treinador da seleção. Durante a sua passagem pelo México com a seleção, Saldanha distribuiu um dossiê com milhares de informações de perseguidos pela Ditadura, tentando conscientizar o mundo sobre o que acontecia no Brasil. Não demorou muito pra que ele fosse demitido e substituído por Zagallo. O Brasil, no ano seguinte, conquistava a terceira vitória na Copa do Mundo. Mesmo sem Saldanha liderando, mas fazendo parte indiretamente pra conquista do título. Em 1985 Saldanha disse no programa Roda Viva: “Considero Médici o maior assassino da história do Brasil. Ele nunca tinha visto o Dario jogar. Aquilo foi uma imposição só para forçar a barra. Recusei um convite para jantar com ele em Porto Alegre. Pô, o cara matou amigos meus. Tenho um nome a zelar. Não poderia compactuar com um ser desses”.
8/9/202145 minutes, 5 seconds
Episode Artwork

História do MST

O fato histórico que normalmente é considerado o embrião do movimento que será conhecido como MST, é a ocupação de algumas famílias de trabalhadores rurais em terras do Rio Grande do Sul, no ano de 1981. A ocupação sofreu muita repressão do governo da Ditadura Militar, tanto da esfera federal quanto da estadual. Esse fato fez com que a repressão ganhasse notoriedade a nível nacional e até internacional, fazendo com que parte da sociedade civil se posicionasse em apoio às famílias. Em 1982 a ocupação conseguiu ganhar a terra. Empolgados com a vitória e com a visibilidade, organizaram um congresso que deu origem oficial ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra em 1984. Nascia o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. Um movimento que desde 1984 luta pela distribuição de terras por todo o Brasil. Hoje por todo o país, mais de 350 mil famílias já conseguiram suas terras através da luta do MST. O Brasil é um país com um passado de monocultura e um presente de agronegócio. Ambos contribuem drasticamente para que a terra no país esteja distribuída de maneira desigual. O IBGE fez um estudo em 2017 e descobriu que metade da terra no Brasil pertence a 1% das propriedades. Imagine o tamanho dessas propriedades. Com o lema Terra, Trabalho e Justiça, o MST não ocupa terras que estejam cumprindo o seu papel social. Lembrando que desde a Constituição de 88 exige-se isso de qualquer propriedade. A ocupação só é feita após um longo estudo pra ver se a terra em questão está desrespeitando o Estatuto da Terra. Caso a terra desrespeite, a ocupação é uma possibilidade. Também é importante lembrar que há um órgão público chamado INCRA (Instituto nacional de colonização e reforma agrária) que já expropria as terras que são consideradas improdutivas e que não fazem o seu papel social. Entretanto, a demora por terras faz com que pessoas morram. E por isso o MST age, para pressionar e acelerar o processo de expropriação que o INCRA já deveria ter feito.
8/4/202136 minutes, 43 seconds
Episode Artwork

O Mussolini roubou a copa?

Sempre que uma grande competição acontece, o país sede é questionado sobre a imparcialidade dos seus árbitros e juízes. Não foi diferente em 1934, na Itália. Mas honestamente, nesse caso fazia bastante sentido questionar a organização do evento. Quando Mussolini soube da possibilidade de sediar a Copa de 34, o ditador italiano não mediu esforços para tentar levar a Copa pra lá. Afinal, ele sabia do potencial político e propagandístico que a competição possui. Há quem diga que a desistência da Suécia de ser a sede da Copa a dois anos da competição tenha sido por influência e manipulação do Duce. Mas isso é pura especulação. O que não é especulado é que essa Copa foi manipulada. Os árbitros foram maciçamente pressionados para favorecer o time italiano durante as competições. Além disso, o ditador havia ameaçado indiretamente o técnico e os jogadores italianos se não vencessem a competição. Outro fato curioso é que as regras para poder jogar na Itália mesmo sendo um estrangeiro afrouxaram ao máximo para que a Itália lotasse o seu time com bons jogadores. No total eram 5 estrangeiros da América Latina, incluindo Filó, um brasileiro que, assim como exigia-se a única regra para jogar na Itália, tinha um sobrenome italiano. A Itália venceu mas muitos questionam se essa Copa deveria de fato ser contada para a Itália. Há um movimento de pessoas dentro da própria FIFA que tentam retirar essa vitória.
8/2/202134 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

Como que Hitler tomou o poder na Alemanha?

A ascensão de Hitler ao poder sempre levantou muitas questões. Para entendermos o fenômeno hitlerista, precisamos entender o período anterior ao da ascensão em si. Com a derrota na Primeira Guerra, o Império Alemão rui dando lugar a uma república chamada República de Weimar. Juntamente com o novo modelo político, os alemães também tiveram que se acostumar com o Tratado de Versalhes, uma imposição dos países vencedores da Guerra que prejudicava o desenvolvimento econômico alemão, além de outras várias delimitações. Nesse contexto a Alemanha teve dificuldade de se reconstruir, mas os EUA promoveram uma série de empréstimos com baixos juros e venderam produtos industrializados para suprir a urgente demanda alemã necessitando de meios para reconstruir o país. Entretanto, com a Crise de 29, o país entra novamente em um buraco, um ainda mais profundo. A Crise de 29 bateu em cheio na Alemanha, fazendo com que o país se encontrasse no que os economistas e historiadores chamam de hiperinflação, onde a moeda (na época, o Marco) ficasse completamente desvalorizada. Esse caos econômico somado a um caos político e social, criou as condições perfeitas para que Hitler com um discurso radical, objetivo e populista ganhasse força política no país.
7/31/202140 minutes, 7 seconds
Episode Artwork

História da Copa do Mundo

A criação da Copa do Mundo está conectada com a criação da própria FIFA. A Federação Internacional de Futebol nasceu em 1904 com poucos países aderindo à organização: Bélgica, Dinamarca, França, Holanda, Espanha, Suécia e Suíça. Um dos criadores da FIFA foi o holandês Carl Anton Wilhelm Hirschman. Ele foi um dos primeiros a idealizar uma competição futebolística com times representando cada país. Mas o grande responsável pela criação mesmo foi Jules Rimet, presidente da Fifa por mais de trinta anos. Após o sucesso do futebol nos Jogos Olímpicos de 1924 e 1928, a FIFA fez uma reunião acertando os detalhes da Copa em 1928, em Amsterdã, na Holanda. Em 1930 a primeira Copa do Mundo nascia com o Uruguai (vencedor do futebol das duas últimas Olimpíadas) sediando.
7/30/202133 minutes, 35 seconds
Episode Artwork

Quem foi Benito Mussolini?

"É melhor viver um dia como leão do que cem anos como cordeiro." Benito Amilcare Andrea Mussolini nasceu em Dovia de Predappio, Itália, no dia 29 de julho de 1883. Seu pai era ferreiro e sua mãe professora. Desde pequeno seus pais perceberam que Mussolini era especialmente violento. Foi mandado para um internato católico, onde acabou sendo expulso após agredir violentamente amigos e até sua namorada. Seguindo os passos maternos, Mussolini também se tornou professor do primário. Já imaginou seu filho estudando com o professor Mussolini? Ele fugiu do serviço militar em 1902, e em 1910 ingressou no Partido Socialista como secretário. Ele escreveu no jornal "A Luta de Classes" e também escreveu um romance chamado "A Senhora do Cardeal". Mais tarde diria que seu próprio livro não era bom. Quando a Primeira Guerra começou em 1914, ele era um dos únicos que pregavam a entrada da Itália na guerra. A violência era vista como uma ferramenta para a transformação da sociedade italiana. Ele acabou sendo expulso do Partido, e fundou o grupo Ação Revolucionária, mas após atos de violência, acabou sendo preso novamente. Em 1916 ele foi solto e ingressou o exército para lutar contra a Áustria. Se tornou Sargento, e após a guerra voltou a escrever em um jornal, mas dessa vez criticando fortemente os socialistas. Em 1919, Mussolini fundou os "Fasci di Combatimento" (Grupo de Combate), em Milão, o primeiro grupo do "Partido Fascista". A partir de 1921, já eram chamados de fascistas. Defendiam a militarização da sociedade, extinção das ideias socialistas, abolição do Senado, a instalação de uma nova constituinte e o controle das fábricas por operários e técnicos. Após impedir uma série de greves dos socialistas, 50 mil fascistas decidem em 1922 marchar sobre a cidade de Roma e exigir o poder do então Victor Emmanuel III para o seu líder: Benito Mussolini. Era a Marcha Sobre Roma, feita pelos Camisas Negras, que iniciava o processo de centralização do poder político da Itália para os fascistas.
7/29/202137 minutes, 48 seconds
Episode Artwork

Irlanda, Inglaterra e o IRA

O IRA (Irish Republican Army) é uma organização paramilitar que, teoricamente, encerrou suas atividades no dia 28 de julho de 2005. De forma bem resumida, o grupo luta contra a influência e o abuso do Império Britânico na ilha da Irlanda. Dentro do IRA há uma variedade ideológica interessante. Anarquistas, comunistas, socialistas, nacionalistas, católicos e muitos outros são aceitos no grupo, já que o ideal do grupo é apenas a luta contra os britânicos. Com o avanço do protestantismo, o catolicismo passou a representar não somente uma religião, mas uma identidade cultural nativista para os irlandeses O fim do grupo em 2005 representou na prática uma divisão. Nos últimos anos o grupo tem feito ataque espalhados e isolados pela Irlanda do Norte, alegando que a região tem o direito de existir sem a influência da Inglaterra.
7/28/202132 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

A história da animação e dos desenhos animados

Podemos afirmar que uma das técnicas de animação mais antigas da história é a técnica de Sombras Chinesas, usadas há milênios. Pra muitos, a primeira animação foi feita por Émile Reynaud usando uma técnica chamada praxinoscópio, que é um sistema de animação de 12 imagens por segundo, e filmes de aproximadamente 500 a 600 imagens Mas a primeira animação oficialmente mesmo nasceu em 17 de agosto de 1908, com o título de "Fantasmagorie" feito pelo francês Émile Cohl. Mas independentemente de quando foi feito ou quem fez, a animação ganhou o mainstream mesmo Walt Disney entrou no jogo. Com o irmão Roy e o amigo Ub Iwerks, criou a Laugh-O-Gram, um embrião do que viria a ser futuramente a Disney. O papel da animação deixou de ser apenas o entretenimento rapidamente, e foi utilizado como propaganda durante a Segunda Guerra Mundial, além de também ser utilizada animações feitas pelo próprio Walt Disney para treinamento de soldados. Walt Disney foi indicado 59 vezes ao Oscar e ganhou 22.
7/27/202141 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

A história do FBI

Antes de ser FBI, a organização era chamada de BOI (Bureau of Investigation). Com a autonomia dos estados, os EUA tinham dificuldade de criar uma organização que teria como área de trabalho todo o país. Foi J. Edgar Hoover, um advogado e ex-bibliotecário, que se tornou diretor geral e participou da transição de BOI para FBI. Hoover era conhecido por ser radicalmente anti-comunista, e isso fez com que ele ganhasse apoio e poder dentro do FBI. Além do medo constante de "Ameaça Vermelha", o FBI também trabalhou veementemente durante a Lei Seca, que impedia a venda de bebidas alcoólicas no país. Durante a prisão de grandes gangsters e traficante de álcool, Edgar Hoover costumava aparecer para dar entrevistas no rádio e para jornais. Isso fez com que Hoover não fosse apenas um funcionário público - ele também era um personagem político que representava uma parte da sociedade norte-americana. Isso fez com que o Senado dos EUA aprovasse uma lei que obrigava a confirmação pelo próprio Senado do nome do diretor-geral do FBI e limitando seu mandato a um máximo de 10 anos. Em 2 de maio de 1972, J. Edgar Hoover morreu do coração aos 77 anos.
7/26/202144 minutes, 10 seconds
Episode Artwork

Rosto em marte, pareidolia e aniversário do Vítor

Cydonia Mensae é uma região em Marte. Localiza-se no hemisfério norte do planeta numa zona de transição entre a região sul densamente povoada de cratera.   No dia 25 de julho de 1976, o Viking 1 tira a famosa foto Rosto de Marte. O astrônomo Carl Sagan aventou uma explicação sobre Pareidolia no livro O Mundo Assombrado pelos Demônios:   "Os humanos, como outros primatas, são um bando gregário. Gostamos da companhia uns dos outros. Somos mamíferos, e o cuidado dos pais com o filho é essencial para a continuação das linhas hereditárias. Os pais sorriem para a criança, a criança retribui o sorriso, e com isso se forja ou se fortalece um laço. Assim que o bebê consegue ver, ele reconhece faces, e sabemos agora que essa habilidade está instalada permanentemente em nossos cérebros. Os bebês que há 1 milhão de anos eram incapazes de reconhecer um rosto retribuíam menos sorrisos, eram menos inclinados a conquistar o coração dos pais e tinham menos chance de sobreviver. Nos dias de hoje, quase todos os bebês identificam rapidamente uma face humana e respondem com um sorriso bobo." Encontrar padrões foi considerado uma das maiores características de inteligência. Mas tão importante quanto a parte citada acima de O Mundo Assombrado por Demônios, é essa daqui: "Como um efeito colateral inadvertido, o mecanismo de reconhecimento de padrões em nossos cérebros é tão eficiente em descobrir uma face em meio a muitos outros pormenores que às vezes vemos faces onde elas não existem. Reunimos pedaços desconectados de luz e sombra, e inconscientemente tentamos ver uma face." Ah e também é aniversário do professor.
7/25/202127 minutes, 1 second
Episode Artwork

O que é Machu Picchu?

No dia 24 de julho de 1911, o antropólogo Hiram Bingham descobriu no topo de uma montanha a cidade perdida de Machu Picchu. Não sabemos muito sobre a cidade, mas estudos chegaram na conclusão que o lugar foi construído no século XV, décadas antes da chegada dos espanhóis na América. O lugar localiza-se no Peru, na Cordilheira dos Andes. Muitos defendem que a cidade é um lugar feito para se aproximar de deus, ou do divino em geral, já que a sociedade Inca era extremamente religiosa. Mas já no livro "Machupicchu - Universidad Inka", o arquiteto peruano Oscar Zereceda defende que o lugar teria sido uma espécie de universidade de astronomia e agricultura. Várias lugares diferentes da cidade possuem correlações com a astronomia, como por exemplo o Templo do Sol que possui duas janelas posicionadas para receber os primeiros raios solares que entram na cidade nos dias que marcam o início do verão e do inverno. Não se sabe exatamente ainda o que foi Machu Picchu, mas felizmente temos a oportunidade de ir até lá e ver com nossos próprios olhos o que Machu Picchu é.
7/24/202131 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

Golpe da Maioridade

Quando D. Pedro, nosso primeiro rei, havia deixado o trono brasileiro para liderar a monarquia portuguesa, já que seu pai D. João VI havia falecido. D. Pedro até tentou deixar o trono português para sua filha mas seu irmão D. Miguel tentou dar um golpe e tomar o poder da própria sobrinha. Casos de família real, né? De qualquer forma o Brasil ficou sem o seu rei. Mas não se preocupe (ou se preocupe mais ainda), ele deixou aqui no Brasil seu filho de apenas cinco anos: Pedro de Alcântara. Pela idade, ele não governou o Brasil de verdade. Era iniciado o período entre 1831 a 1840, conhecido como Período Regencial. Onde diferentes regentes eleitos indiretamente iriam liderar o Brasil enquanto Pedrinho não se tornasse Pedro II. O problema é que durante esse período, inúmeras guerras civis aconteciam no país. Revoltas insatisfeitas com as condições sociais e políticas do país, fizeram com que o Brasil quase se dividisse em vários países como o que aconteceu com a América Espanhola. Por isso, por medo do Brasil acabar se dividindo, o Partido Liberal e o Partido Conservador se uniram e decidiram acelerar o processo de maioridade do rei, aprovando uma lei que faria com que Pedro de Alcântara, aos 14 anos, se tornasse maior de idade e apto para se tornar o segundo rei do Brasil.
7/23/202132 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

Quem inventou o rádio foi um GAÚCHO?

Assim como o duelo sobre a os irmãos Wright e Santos Sumont sobre o título de inventor do avião, existe um debate sobre quem inventou o rádio. Alguns dão o crédito ao italiano Guglielmo Marconi, mas outros, sobretudo os brasileiros, dão o crédito ao gaúcho Landell de Moura. Landell nasceu em Porto Alegre em 1861. Era conhecido por todos na cidade como o "Padre Cientista". Era aficionado por estudar diferentes áreas da física, especialmente da radiotelegrafia e da radiotelefonia. Algumas vezes o chamavam de Padre Bruxo, por alegarem que ele usava magia durante suas apresentações públicas das suas novas descobertas. Mas e aí? Quem inventou o rádio? De acordo com - César Augusto dos Santos, autor do livro "Quem inventou o rádio?": "As diferenças técnicas entre as invenções dos dois cientistas são: Marconi patenteou na Inglaterra, em 12 de setembro de 1896, somente a transmissão-recepção eletrônica por centelhamento dos sinais telegráficos em código Morse (...) Landell de Moura, por sua vez patenteou, no Brasil, em 9 de março de 1901, um sistema fotônico-eletrônico. Dessa forma, o cientista brasileiro inovou, em relação à patente de Marconi, a prioridade na transmissão-recepção mundial da palavra, ou fonia, em emissão fotônica-eletrônica, até então sem patentes mundiais".
7/22/202129 minutes, 28 seconds
Episode Artwork

O Homem na Lua

""Este é um pequeno passo para o homem, mas um salto gigante para a humanidade". Dizia Neil Armstrong no dia 21 de julho de 1969, ao ser o primeiro ser humano da história da humanidade a pisar na Lua. A missão Apollo 11 estava no contexto da Corrida Espacial, onde as principais potências da época, os EUA e a URSS, disputaram uma corrida ao espaço e que o competidor soviético estava ganhando de lavada. O primeiro satélite, o primeiro ser humano e até os primeiros seres vivos a serem colocados no espaço foram soviéticos. Por isso que quantidades gigantescas de dinheiro foram investidos no projeto Apollo 11. Era a forma que os EUA encontraram pra se redimirem nessa disputa. Afinal, o romantismo da lua poderia tornar o feito mais simbólico que todos os outros da URSS. Até hoje há muita conspiração sobre se de fato o homem pisou na lua (por mais que a própria URSS tenha reconhecido o feito dos EUA meses depois de Neil ter dito a célebre frase no começo do texto).
7/21/202136 minutes, 54 seconds
Episode Artwork

Quem inventou a tatuagem?

Um nome é lembrado por todos na história da tatuagem brasileira: Lucky Tattoo. Quando o dinamarquês que tinha o nome de Knud Harald Lykke Gregersen veio ao Brasil com a alcunha de Lucky Tattoo, ele podia não saber, mas estava marcando o início de um movimento que existe até hoje.   Ele foi o primeiro tatuador da América Latina! Foi em 1959, no dia 20 de julho que Lucky chegou no Brasil, e é também por isso que o Sindicato dos Tatuadores e Pieciers escolheu que o dia da tatuagem fosse esse. Como ele tatuava em sua maioria prostitutas, criminosos e marinheiros, as pessoas que possuíam suas tatuagens eram tratadas com marginalidade.   Mas dizia-se por todo o Porto de Santos, onde ele atuava, que as tatuagens davam sorte no mar. O nome "Lucky" não foi a toa. Mas a tatuagem existia bem antes da chegada do dinamarquês no Brasil. Pelo menos há 5.300 anos temos registros de corpos com tatuagens. Inúmeras culturas diferentes espalhadas pelo mundo compartilham o interesse em pintar o corpo de uma forma permanente. E cada uma dando um significado único para as tatuagens.   De qualquer maneira, podemos perceber que a tatuagem é um traço em comum em diferentes lugares do mundo. O que prova que existe de grandioso nesse costume que ultrapassa os limites culturais.
7/20/202133 minutes, 17 seconds
Episode Artwork

Jon Jones e suas mil tretas

Jonathan Dwight Jones nasceu em Nova York em 1987. Foi um lutador de wrestling na adolescência que ganhou campeonatos estaduais e nacionais. Abandonou a faculdade para se dedicar exclusivamente ao MMA, e em julho de 2008, após ter um cartel de 6-0, participou do UFC substituindo um lutador. Venceu André Gusmão nessa luta e começou a ganhar destaque na competição. Sua performance no ringue é conhecida pela brutalidade, misturando técnica e o abuso do seu porte físico (com um 1,93 de altura). Ele usa em suas lutas uma técnica muito questionada: o pisão no joelho. Alega-se que ele possui responsabilidade na aposentadoria de alguns lutadores. Ele também é conhecido por colocar o dedo no olho dos adversários. Muitos defendem que trata-se de um movimento involuntário para medir a distância. O fato é que esta prática é tão recorrente em suas lutas que o presidente do UFC, Dana White, chegou a afirmar que era preciso fazer algo para que essa tática não fosse mais usada. Mesmo sendo técnicas legais, é muito questionada a ética envolvida nas suas lutas. Achando Jon Jones uma pessoa boa ou não, ele é considerado por muitos um dos maiores - ou o maior - lutador que já pisou no ringue do UFC.
7/19/202145 minutes, 30 seconds
Episode Artwork

Guerra Civil Espanhola | Franquismo

O clima de instabilidade política na Espanha durante o Período Entreguerras fez com que entre os dias 13 e 15 de setembro de 1923, Miguel Primo de Rivera, com o apoio do rei espanhol Afonso, desse um golpe de Estado na Espanha, dando início a uma ditadura nacionalista no país. Os próximos 7 anos foram de muita insatisfação popular com o golpe, onde grupos defendendo a república pressionavam tanto o rei quanto o próprio ditador. Em 1930, o rei tirou Primo de Rivera do poder. A ideia inicial de Afonso era iniciar um processo republicano na Espanha, mas os grupos que se uniram para tirar Primo de Rivera do poder agora estavam mais organizados e queriam transformações mais profundas na sociedade, com caráter socialista. Em 1931 é proclamada a Segunda República Espanhola, com Niceto Alcála-Zamora como presidente. O rei teve que deixar o país. Até 1936 Alcála-Zamora esteve no poder, e durante o seu governo, a Espanha não foi pacificada como se esperava. As disputas políticas continuaram intensas, com basicamente três grupos lutando entre si: os monarquistas restauradores, os integrantes da Falange Española e a Confederación Española de Derechas Autónomas (Ceda); por outro, os partidos da Frente Popular, os Aliados da Frente Popular (anarcossindicalistas e anarquistas) e os bascos, que lutavam pela emancipação política. Mas as coisas iriam piorar ainda mais quando em 1936 Manuel Azaña Diaz assume a presidência e indica Largo Caballero, um político socialista conhecido pelos espanhóis, como primeiro-ministro. Contra Caballero e a Esquerda, nasce o Movimento Nacional. Liderados pelo general Francisco Franco, os nacionalistas deram um golpe contra a Segunda República. Começava a Guerra Civil. Pelos próximos 3 anos, a Espanha viverá um período de guerra onde a participação da Alemanha Nazista ao lado de Francisco Franco será fundamental para a vitória do general. A Guerra Civil Espanhola é conhecida por ser "um grande ensaio para a Segunda Guerra", onde foi permitido a Hitler um treinamento de suas novas armas e estratégias de guerra, que causariam um terror por todo o mundo nos seis anos seguintes.
7/18/202136 minutes, 39 seconds
Episode Artwork

A História do Submarino

O mar sempre foi um grande mistério para a humanidade. A vontade de quebrar as barreiras físicas do corpo humano e conseguir resistir por mais tempo e ir mais fundo no oceano, sempre existiu. O primeiro registro de um submarino (se é que dá pra chamarmos assim), é da Grécia antiga. Aristóteles relatou que algumas pessoas usavam um equipamento chamado Lebeta, que permitia as pessoas irem mais fundo e ficarem mais tempo de baixo d'água. DaVinci, claro, foi outro a se dedicar à criação de um submarino. O equipamento desenvolvido por ele "Trata-se de um sistema de mergulhador com dois canos feitos de pele animal pelos quais o ar desce e sobe através de uma bomba manobrada da terra firme. Seria utilizado para ataques surpresa debaixo d água. Ele chegou também a desenhar um submarino acionado pela força humana e movido através de engrenagens", conta o historiador Luca Paolo. Já no século XVII, o holandês Cornelis Drebbel construiu o primeiro submarino que funcionava. Ele foi financiado por Jaime I, rei da Inglaterra. Movido a energia humana, ele era uma espécie de dois barcos com 4 remos, que usava bexiga de porco para submergir e emergir. Conseguia submergir por volta de 4 a 5 metros. Durante a Guerra de Independência dos EUA, o Turtle nascia. O Turtle era um submarino desenvolvido por David Bushnell e era totalmente individual, cabendo apenas uma pessoa. Nunca foi encontrado uma prova de que de fato ele existiu, mas de acordo com relatos escritos, ele era utilizado para colocar bombas nos navios ingleses. Os submarinos iriam se tornar uma ferramenta de guerra mesmo na Primeira Guerra Mundial, quando a Alemanha irá focar no desenvolvimento desse tipo de embarcação para atacar justamente a Marinha Inglesa, que era conhecida como a melhor marinha do mundo. Os submarinos alemães serão, por muito tempo, sinônimo de submarino de qualidade. Mas com o fim das duas guerras mundiais e um boom na tecnologia dos submarinos, a Guerra Fria chegou. Juntamente com a luta indireta entre EUA e URSS, a energia nuclear aparecia e mudava completamente as possibilidades dos submarinos. Em 1954, a marinha americana utilizou o primeiro submarino movido a energia nuclear. Seu nome era USS Nautilus (hoje é um navio museu). Esses submarinos podem ficar até 6 meses debaixo d'água e podem lançar mísseis nucleares submersos.
7/17/202134 minutes, 28 seconds
Episode Artwork

A maldição dos Kennedy

Uma das famílias mais poderosas da história da política estadunidense é a família Kennedy. Joseph P. Kennedy foi um empresário e político milionário que enriqueceu na indústria do cinema, whisky e aço. Casou-se com Rose Elizabeth Fitzgerald e tiveram no total nove filhos. Dentre eles estava o futuro 36º presidente dos EUA: John F. Kennedy. Eleito em 1960, mas assassinado em 1963. Entretanto não é só o presidente que teve um fim trágico. Na verdade pelo menos 12 membros da família tiveram destinos extremamente desagradáveis, como quedas de aeronaves, acidentes de carro, overdoses e até lobotomia. Esses casos são conhecidos nacionalmente nos EUA. Tudo isso contribui para que a lenda de uma suposta maldição da família Kennedy seja considerado por muitos estadunidenses como algo real.
7/16/202135 minutes, 6 seconds
Episode Artwork

Masculinidade | Dia do Homem

No Brasil o dia do homem é comemorado no dia 15 de julho, enquanto em outros países do mundo o dia 19 de novembro. Mas mesmo divergindo nos números, as datas convergem em falar principalmente de saúde masculina no dia. Não que não seja um tema válido, sabemos que há um tabu enorme em falar de saúde com homens. Muito mais do que com mulheres. Inclusive esse é um dos principais motivos que morrem bem mais homens que mulheres. O problema é que o dia pouco chama a atenção para um outros tipos de características relacionadas à masculinidade. A masculinidade tóxica não agride apenas as mulheres, homens são pressionados diariamente pela sociedade para terem que ser fortes, independentes e durões. A dificuldade de um homem médio em manifestar o seu lado emocional é muito maior que para as mulheres. É uma pena que a data não traga esse tipo de debate, visto que é um problema que engloba a maioria esmagadora dos homens.
7/15/202142 minutes, 3 seconds
Episode Artwork

Revolução Francesa | A Tomada da Bastilha

O conteúdo queridinho dos alunos, a Revolução Francesa, tem como início o dia 14 de julho de 1789, quando a Bastilha, prisão particular do rei Luís XVI, era tomada por manifestantes em Paris. Sete prisioneiros políticos eram soltos. A Bastilha era uma espécie de grande símbolo do absolutismo, que ao ser derrubada, representou também a derrubada desse absolutismo. O rei Luís XVI naquele momento ficou com medo do desenrolar dos revolucionários e acabou demonstrando uma certa participação com o movimento. No início os revolucionários não tinham consenso sobre o que mudar na França, mas definitivamente proclamar uma República e ainda por cima guilhotinar o rei não estavam nos planos iniciais. O que aconteceu que mais impactou e radicalizou o movimento foi a tentativa de fuga do rei para os países absolutistas como a Prússia e a Áustria, que temiam que a revolução se alastrasse e chegasse até lá. Quando o rei foi capturado ele foi julgado como traidor da nação e guilhotinado em praça pública. Esse evento marcou uma mudança profunda no mundo ocidental da época. É até hoje considerado por inúmeros historiadores como a grande passagem da Idade Moderna para a Idade Contemporânea - a que vivemos hoje.
7/14/202140 minutes, 58 seconds
Episode Artwork

Do WWE para o UFC | Brock Lesnar

Diferentemente do que muita gente pensa, o WWE e as lutas profissionais não são parecidos. Enquanto o WWE é muito mais performático, com um teor teatral claro e com as cenas de lutas totalmente coreografadas. Já as competições de lutas são totalmente espontâneas, onde o melhor lutador vence. Por isso é muito difícil que um grande nome do WWE se torne um grande nome do UFC. É aí que aparece Brock Lesnar. Lesnar com seus 1,91m e 120kg de puro músculo, conseguiu ter uma carreira ímpar no WWE, mas mesmo assim quis se dedicar ao UFC. No dia 15 de novembro de 2008 ele se tornou campeão dos pesos-pesados vencendo Randy Couture (tricampeão mundial). Lesnar surpreendeu a todos que o enxergavam como apenas um grande ator. Após a luta Randy Couture e Brock Lesnar se tornaram grandes amigos pessoais.
7/12/202141 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

Dia Mundial do Rock no Brasil

O dia 13 de julho é reconhecido no Brasil como o Dia Mundial do Rock. Sim, só aqui no Brasil. E sim, é mundial. É confuso mas dá pra entender. O que aconteceu foi que no dia 13 de julho de 1985 aconteceu o Live Aid, megaevento que reuniam grandes nomes do rock como The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins, Balck Sabbath e outros. O evento era beneficente e tinha como objetivo principal era o fim da fome na Etiópia. Uma causa extremamente nobre que fez muito sucesso. Durante a sua apresentação, Phil Collins se emocionou em palco e disse que aquele dia deveria ser considerado o dia mundial do rock. Infelizmente aquilo não colou. Pelo menos não em todos os outros países salvo o Brasil. Algumas rádios paulistanas transmitiram o show algumas vezes e constantemente repetiam a gravação de Phil Collins dizendo sobre o dia especial. Isso fez com que em pouco tempo comemorasse em todo o país o dia mundial do rock no Brasil.
7/12/202139 minutes, 46 seconds
Episode Artwork

Exodus | O navio dos judeus

Antes da criação de Israel, judeus não tinham uma terra fixa. Era comum encontrar judeus por várias partes do mundo, visto que eram muito perseguidos ao longo da História. É claro pra todos que foi no contexto da Segunda Guerra que os judeus foram especialmente perseguidos pelos nazistas seguidores de Hitler. O holocausto gerou cicatrizes profundas no povo judeu. Os vídeos, fotos e relatos dos sobreviventes dos Campos de Extermínio e de Concentração fizeram com que a causa judaica se tornasse prioritária. A partir de 1945 o assunto sobre a criação de um estado judeu foi tratado com mais seriedade que nunca. E nesse contexto, antes do nascimento de Israel, um grupo de 4,5 mil judeus sobreviventes do Holocausto embarcou no navio Exodus na França em direção à Palestina. Na época a Palestina era administrada pelos britânicos, e por isso foram eles que impediram o navio de chegar até a Terra Santa e prenderam os judeus logo após uma troca de tiros entre navios britânicos e o navio dos judeus. Após a prisão muitos judeus foram mandados para a Europa para serem julgados, e muitos inclusive foram mandados de volta para campos de concentração que eles haviam vivido os horrores do Holocausto.
7/11/202143 minutes, 3 seconds
Episode Artwork

Dia da pizza e Aniversário do Nickel

Em 1985 aconteceu um concurso estadual de pizzas marguerita e muçarela em SP. O concurso foi um sucesso tão grande que o secretário de turismo da época decidiu batizar o último dia do concurso, 10 de julho, como dia da Pizza. A história é meio ruim mesmo. Sem guerra sem nada. Mas na realidade o dia é especial porque um certo menino do Rio Grande do Sul nasceu nesse dia. Enviado por uma família de alienígenas que estavam vendo o seu planeta sendo destruído, o jovem Nickel foi mandado para a terra. Ele foi encontrado por uma família de fazendeiros que o acolheram com todo amor e carinho. Mas não demorou muito tempo para que Nickel demonstrasse que não era uma criança comum. E com a influência da energia solar ele demonstrou ser uma criatura especial.
7/10/202127 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

Revolução Constitucionalista 32 - A Guerra Paulista

São Paulo foi um estado do Brasil que obteve destaque econômico nos primeiros anos republicanos. Entretanto as coisas mudaram a partir do golpe de 1930 de Getúlio Vargas. A partir dali Vargas reestruturou a política e a economia do país. Nos primeiros dois anos de golpe, Vargas governou sem nenhum tipo de constituição, além de agir de forma autoritária em diversos momentos. Isso fez com que o governo do estado de São Paulo decidisse se manifestar de forma contrária ao governo federal da época. Após a morte de Mário Martins, Euclides Miragaia, Dráusio Marcondes, e Antônio Camargo, a causa Constitucionalista ganhou mais força Basicamente o movimento constitucionalista queria que o Brasil pressionar o presidente Vargas pra que ele convocasse uma Assembleia Constituinte e assim o Brasil teria uma nova constituição. Mas muitos setores diziam que as intenções paulistas eram, na verdade, separatistas. E usaram a legítima pauta sobre a necessidade de uma constituição como desculpa para enfraquecer Vargas. Por isso, São Paulo lutou sem apoio dos outros estados contra o governo federal. No dia 1º de outubro de 1932, quase quatro meses do início do conflito, os paulistas se renderam pois não tinham mais recursos para continuar a luta contra a União.
7/9/202134 minutes, 23 seconds
Episode Artwork

Os alienígenas de Roswell

Provavelmente o caso mais icônico de supostos contatos com extraterrestres é o caso Roswell. No dia 8 de julho de 1947 o jornal Roswell Daily Record chegou a publicar categoricamente que havia capturado um disco voador. Roswell é uma pequena cidade no Novo México, estado dos EUA. William Brazel viu no rancho que ele trabalhava destroços de algo que ele não conseguiu identificar. Brazel entrou em contato com os militares da Base Aérea de Roswell, e os militares afirmaram para o jornal terem encontrado o OVNI. Sai a notícia no jornal: "Base Aérea de Roswell captura disco voador em um Rancho em Roswell". O caso foi abafado rapidamente após os militares alegarem que era um balão meteorológico. Mas na década de 70 ufólogos decidiram investigar mais a fundo o acontecido, e em 1980, Charles Berlitz e William L Moore escreveram: "O incidente Roswell". A retomada do assunto fez com que em 1994 a Força Aérea dos EUA publicasse um relatório dizendo que o caso Roswell era na verdade um problema no Projeto Mogul, um projeto ultrasecreto do governo dos EUA durante a Guerra Fria. Para muitos ufólogos isso é apenas mais uma forma de esconder a verdade: alienígenas caíram no nosso planeta e os militares pegaram os destroços da nave, além dos próprio tripulantes de outro planeta.
7/8/202137 minutes, 39 seconds
Episode Artwork

O Cristo Redentor e as sete maravilhas do mundo

Na antiguidade clássica, os gregos fizeram uma lista de coisas que valiam a pena de serem vistas. As sete maravilhas do mundo antigo são a “A Grande Pirâmide de Gizé”, “Jardins Suspensos da Babilônia”, “A estátua de Zeus”, “O Templo de Artemis”, “O Mausoléu de Halicarnasso”, “O Colosso de Rhodes” e o “O Farol de Alexandria”. Em julho de 2007 a New Open World decidiu fazer uma lista com as sete maravilhas do mundo moderno. São elas: Coliseu (Itália), Chichén Itzá (México), Machu Picchu (Peru), Cristo Redentor (Brasil), Muralha da China (China), As Ruínas de Petra (Jordânia), Taj Mahal (Índia). Sim, o Cristo Redentor no Rio de Janeiro é uma das maravilhas do mundo moderno. A ideia de construir uma grande estátua no alto do Corcovado é antiga. Cogitaram até que fosse uma homenagem à Princesa Isabel, mas ela mesmo disse que a homenagem deveria ser feita a Jesus Cristo,o verdadeiro “Redentor dos homens”. O Cristo Redentor tem 38 metros de altura e é literal e figurativamente o maior símbolo da cidade carioca, além de um símbolo do cristianismo brasileiro, inaugurado em 1931.
7/7/202124 minutes, 59 seconds
Episode Artwork

A vida de Frida Kahlo

“Pés, para que os quero, se tenho asas para voar?” Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón nasceu em 6 de julho de 1907. Ainda criança, teve poliomelite e teve que estimular os exercícios físicos como futebol, luta e outros esportes considerados na época como masculinos. Desde jovem seu pai, fotógrafo, instigou o lado artístico de Frida, que rapidamente se interessou na pintura. Mas a sua vida mudou drasticamente quando ela sofreu um acidente e teve que ficar anos de cama, e foi nesse momento que ela se dedicou drasticamente à pintura. Um de seus quadros mais famosos é o com o título "Hospital Henry Ford", que representa o segundo aborto espontâneo que ela sofreu. Infelizmente o acidente prejudicou drasticamente a sua fertilidade. Suas obras eram voltadas para a feminilidade, desde assuntos como gravidez e aborto, até feminicídio. Na época, Frida não se intitulou feminista, mas isso não permitiu que ela deixasse de ser um dos principais ícones do movimento feminista até os dias atuais.
7/6/202133 minutes, 55 seconds
Episode Artwork

A derrota do futebol arte | Tragédia do Sarriá

Não é difícil você encontrar um brasileiro que diga categoricamente que a melhor seleção de futebol de todos os tempos foi a de 70, campeã mundial naquele ano. A única seleção comparável a essa foi a de 82, que teve um destino, considerado por muitos, injusto. A copa de 82 aconteceu na Espanha, e não demorou muito para que o favoritismo brasileiro aparecesse. Sendo elogiado pelos adversários após praticamente todas as partidas, a seleção de Zico, Falcão e outros, trouxe um gostinho de já ganhou logo no começo do campeonato. No dia 5 de julho de 1982 ocorria no Sarriá, estádio em Barcelona, que o Brasil enfrentava a Itália. Durante toda aquela Copa a Itália não demonstrou ser um time com grandes expectativas. Com uma crise entre clube, torcedor e imprensa, a seleção italiana parecia ser um jogo fácil para os brasileiros. Mas não foi o que aconteceu. Com um 3x2 a Itália vence o Brasil e surpreende o mundo - incluindo eles mesmos. Até hoje a Copa de 82 tem um gosto de injustiça. O time era bom demais pra não ter vencido aquela partida e aquela Copa. Essa derrota veio justamente na metade do maior jejum brasileiro de Copas do mundo: 24 anos. Foi em 70 e depois foi em 94 que o Brasil trouxe pra casa a taça de campeão. 24 anos sem vencer a Copa. Se perdermos em 2022, estaremos novamente nesse jejum de 24 anos.
7/5/202131 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

Independence Day | 4 de julho

Cachorro quente. Essa é a palavra que passa pela cabeça o estadunidense médio quando se fala no famoso 4 de julho. Isso porque o dia é reconhecidamente como o dia de comemorar a independência dos EUA. No dia, mas em 1776, as 13 colônias britânicas na América cansavam de sua posição de vassalagem e decidiram se unir para lutar contra o imperialismo europeu. Após séculos tendo uma autonomia considerável, as 13 colônias acabaram se acostumando com a estrutura política mais independente em relação à sua metrópole que as outras colônias americanas. Isso fez com que a estrutura política, social e sobretudo econômica fosse construída sem a Inglaterra. Entretanto tudo mudou quando a ilha do velho mundo passou não só por guerras que exauriram os cores públicos como também por uma Revolução Industrial por volta de 1750. Essas mudanças estruturais que aconteciam por lá acabaram influenciando diretamente a vida dos moradores das 13 colônias. Impostos novos começaram a ser criados e gradativamente isso foi deixando os americanos insatisfeitos, até que após as famigeradas Leis Intoleráveis, as colônias se uniram no Segundo Congresso Continental da Filadélfia em 1776, no 4 de julho, e proclamaram a sua independência. Após alguns anos de guerra de independência, com apoio da França, os EUA nasciam oficialmente e eram reconhecidos como uma nação soberana e completamente independente.
7/4/202138 minutes, 6 seconds
Episode Artwork

O que é a Igreja da Cientologia?

L. Ron Hubbard (1911–1986), começando em 1952, como uma espécie de continuação aos seus livros de auto-ajuda chamado Dianéticas. Em 1953 ele oficializou a Cientologia como uma igreja, por mais que inúmeros países não reconheçam a Cientologia assim (consideram-na uma espécie de seita). O nome da religião ou seita vem da junção das palavras "ciência" e "logos", como se fosse o estudo do conhecimento. Hubbard definia a cientologia da seguinte forma: "o estudo e manejo do espírito em relação a si mesmo, universos, e outras formas de vida.". Grandes artistas como John Travolta, Tom Cruise e Elisabeth Moss fazem parte da religião, e muitos alegam que o envolvimento da igreja com essas figuras é parasitário, já que eles possuem informações privilegiadas sobre esses artistas, obrigando-os indiretamente a apoiarem com grandes quantias a instituição. Entretanto é importante salientar que a própria instituição nega qualquer tipo de imposição religiosa, e que isso é fruto de uma demonização conjunta a outras religiões. Em contrapartida, a Time publicou uma matéria com o título The Thriving Cult of Greed and Power, em 1991e descreveu a Cientologia como "uma organização mundial extremamente rentável que sobrevive ao intimidar seus membros e críticos ao estilo da máfia.".
7/3/202133 minutes, 47 seconds
Episode Artwork

O navio negreiro La Amistad

Os navios negreiros, ou tumbeiros, tinham condições desumanas. Como as pessoas trazidas para a América naquela época seriam escravizadas, não havia muita preocupação com o bem estar delas. Em média 25% das pessoas sequestradas na África para serem escravizadas morriam ainda no navio negreiro. Tratados como meros objetos, as pessoas negras tinham todo e qualquer direito negado, mais de 500 pessoas se espremiam deitados ou sentados. “Ficavam como livros numa estante”, disse certa vez o traficante Joseph Cliffer. Por isso, não era muito raro que houvesse um motim ou uma tentativa de resistência dessas pessoas ainda dentro dos navios. E um desses casos foi o do navio La Amistad. Em 1839 um grupo de 53 pessoas escravizadas estava sendo levado para Puerto Principe, em Cuba. Entretanto, um dos escravizados era Cinque, um membro da tribo africana Membe que conseguiu liderar um motim em meio a uma tempestade. Com facões de cortar cana as pessoas sequestradas matam o capitão e outro membro da tripulação. Dois tripulantes fogem, mas José Ruiz e Pedro Montes, os dois cubanos que haviam comprado os escravos foram capturados. Cinque ordenou que levassem o Amistad de volta à África. Mas Ruiz e Montes enganaram os escravizados e os levaram para os EUA. Acontece que por mais que a situação fosse desumana pra nós hoje, na época não havia um consenso sobre a monstruosidade da escravidão africana. E vai ser por isso que o presidente dos EUA Martin Van Buren e outros apoiadores decidiram levar as pessoas escravizadas de volta. Entretanto o movimento abolicionista nos EUA era notório e conseguiu convencer o poder judiciário do país a levarem todos os africanos escravizados que ainda estavam vivos para a África. Cinque e outros 34 africanos puderam voltar para a sua terra natal.
7/2/202131 minutes, 32 seconds
Episode Artwork

O que é o Partido Comunista Chinês?

No dia 1º de julho de de 1921, é feriado na China. Dia da criação do Partido Comunista Chinês. Em 2021 o partido faz 100 anos de idade, mas demorou mais de 25 anos para que o partido tomasse o poder na China. O que mais deu força para o PCC foi a posição antagonista ao Kuomintang (partido nacionalista da China). Com a vitória do PCC em 1949, liderado por Mao Tse Tung, os nacionalistas foram para a pequena ilha de Taiwan e estão lá até hoje. A China foi liderada por Mao e o PCC desde então. Com a morte de Mao em 76, o partido começou a sofrer mudanças de planejamentos e até ideológicas. Com Xiaoping substituindo Mao, reformas na agricultura, na indústria e principalmente na economia fizeram com que o país surpreendesse todo o mundo. Nos anos 90 a China tinha índices comparáveis a países africanos, mas nos últimos 30 anos promoveu a maior ascensão social da história. Mais de 700 milhões de pessoas saíram da linha da pobreza na China e em 2030 o país pode se tornar a maior economia do mundo, passando os EUA.
7/1/202133 minutes
Episode Artwork

Operação Prato e os Chupa-Chupa

Tão grande quanto o caso de Varginha, a Operação Prato marca a ufologia brasileira. Tudo começou na década de 70, quando os moradores de Colares, no Pará, observavam objetos curiosos no céu. Não só um número considerável de pessoas afirmava avistar esses objetos, como também alguns afirmavam que foram atacados por eles. "chupa-chupa", era como os moradores chamavam uma luz que vinha desses objetos. E de fato os hospitais locais afirmavam que vários moradores da cidade deram entrada nos hospitais da região, apresentando queimaduras. A Força Aérea Brasileira decidiu investigar o caso, através do Comando Aéreo Regional de Belém. Quem liderou a investigação foi o capitão Uyrangê Bolivar Soares Nogueira de Hollanda Lima. Com binóculos, câmeras fotográficas e filmadoras, dezenas de militares passaram quatro meses entrevistando moradores e capturando imagens das luzes. No final da operação, o capitão Hollanda não trouxe respostas públicas sobre nada. Era como se nada tivesse acontecido. Mas 20 anos mais tarde, uma polêmica traria o caso novamente à tona. Em 1997, o capitão volta a falar sobre o tema e admite que havia escondido muitas coisas. Ele disse que ele e sua equipe avistaram um OVNI com 30cm de diâmetro. Hollanda também disse que o objeto percebeu os militares e lançou uma luz em sua direção. Hollanda disse que registrou tudo e relatou ao seu superior, o comandante Protásio Lopes de Oliveira. O problema é que Protásio não demonstrou interesse e além disso pediu para que a operação fosse encerrada. Mas o pior ainda iria acontecer: dois meses após a entrevista, Hollanda se suicidou em casa com a corda do seu roupão. Muitos ufólogos e conspiracionistas acreditam que, na verdade, ele foi calado por revelar informações demais.
6/30/202141 minutes, 52 seconds
Episode Artwork

História do E-Sports

Joguinho de computador ou de video-game nasceu como algo simples, nichado. Mas não demorou muito pra que a indústria dos games ultrapassasse a do cinema. Na década de 70 quando ocorreram as olimpíadas de Space War em Stanford, nos EUA, nascia um sub-tópico dos games: o e-sports. Pra quem conhece, o e-sport (esporte eletrônico) é a união do esporte com os games. Há hoje no mundo uma crescente devastadora dos e-sports que envolve jogos de inúmeros gêneros diferentes, mas hoje se concentrando principalmente em FPS (tiro em primeira pessoa), battle royale (uma espécie de luta com dezenas de jogadores onde o último vivo vence), MOBA (arena de batalha com dois times) e jogos de carta. League of Legends, Counter Strike, DOTA, Hearthstone, Valorant, Free Fire, Fortnite e muitos outros jogos hoje movimentam bilhões e criaram novos empregos na sociedade recente. Jogadores, apresentadores, treinadores, psicólogos de times e muitos outros profissionais hoje são profissões de um futuro que já está acontecendo. O video-game deixou de ser apenas um passa-tempo para se tornar a indústria do futuro.
6/28/202148 minutes, 39 seconds
Episode Artwork

As Adolescentes que Matavam Nazistas

Como se sabe, a Alemanha Nazista invadiu a Holanda em 10 de maio de 1940. Naquele momento, entretanto, não era consensual que o nazi-fascismo fosse monstruoso (tal afirmação só se concretizará com as descobertas sobre o Holocausto), e isso fez com que muitos holandeses contribuíssem sistematicamente para que a dominação nazista fosse ainda mais eficaz. Mas definitivamente isso não refletia na opinião pública geral. Dentre essa parte insatisfeita, estavam três adolescentes: Hannie Schaft, Truus Oversteegen e Freddie Oversteegen. O trio hoje é referenciado como heroínas na História holandesa. Logo no começo da invasão, elas colavam cartazes antinazistas por todo o lado. Colar cartazes foi o suficiente para que Frans van der Wiel, do Conselho de Resistência clandestino de Haarlem, convidasse as meninas para lutarem contra os nazistas. Uma das táticas mais comuns das adolescentes era ir até bares onde nazistas estavam e cortejá-los. Elas seduziam os nazistas e os chamavam para dar uma volta na floresta pela noite. Os seguidores do Führer aceitavam o convite, e quando iam para a floresta com uma das meninas, as outras duas estavam lá e elas matavam os nazistas com armas de fogo. Elas aprenderam a atirar no grupo de resistência. "Acho que elas eram apenas adolescentes tímidas. A guerra logo as transformou em mulheres corajosas", disse o filho de Truus Oversteegen, no livro que conta a história das meninas: "Sob o Fogo: Mulheres e a Segunda Guerra Mundial".
6/23/202132 minutes, 19 seconds
Episode Artwork

A História da Libertadores da América

O brasileiro Pedro I (1798-1834), o chileno Bernardo O’Higgins (1778-1842), o uruguaio José Artigas (1764-1850) o venezuelano Antonio José de Sucre (1795-1830), o paraguaio Fulgencio Yegros (1780-1821), o outro venezuelano Francisco de Miranda (1750-1816), o peruano Tupac Amaru (1738-1781), o equatoriano Eugenio Espejo (1747-1795), o boliviano Andrés de Santa Cruz (1792-1865) e o colombiano Antonio Nariño (1765-1823). Os libertadores da América não eram unificados. Pedro I e Tupac Amaru tinham pouquíssimo em comum, mas se encontravam historicamente ao representarem a luta contra o domínio europeu no continente americano. Mas o campeonato Libertadores da América não começou com essa referência, quando foi criado em 1958, era chamado de Copa dos Campeões da América do Sul, uma clara influência da Copa dos Campeões da Europa. Foi somente em 1965 que o nome mudou para Copa Libertadores da América, e deu pra perceber que a mudança de identidade do campeonato mudou completamente, afinal, se antes era uma espécie de cópia sul-americana do campeonato europeu, a partir de 65 se tornou uma afronta, uma cutucada no velho mundo. A ideia era fazer com que a Libertadores fosse mais nativista, algo que contribuísse pra construir uma identidade em todo o continente sul-americano, fazendo com que uruguaios, chilenos, brasileiros, paraguaios, argentinos e outros, se reconhecessem como mais próximos uns dos outros, do que de qualquer europeu.
6/21/202151 minutes, 56 seconds
Episode Artwork

A História do Café

Pra saber um pouco mais sobre essa linha nova da PILÃO https://www.pilao.com.br/cafeteria A gente aprende muito com a etimologia da palavra "Café". Basicamente se pronuncia de forma bem parecida pelo mundo todo. Por exemplo, no polonês kawa, no vietnamita cà phê, no holandês koffie, no inglês coffee, e no turco kahvé, do árabe qáhwa – uma palavra que, curiosamente, significava tanto “café” quanto “vinho” - todas remetem à mesma origem. Mas afinal, qual é a origem do café? A origem exata não é consensual. Mas é bem provável que tenha vindo de um reino africano bem próximo à península arábica chamado Reino de Kaffa (onde hoje fica a Etiópia). Há também alguns mitos que envolvem a história do grão que o mundo todo ama. Segundo um desses mitos, um pastor muçulmano chamado Kaldi estava com suas cabras pela região de Kaffa, quando viu que suas cabras encontraram uma frutinha vermelha e começaram a comê-la. Poucos minutos depois as suas cabras ficaram muito agitadas, então ele decidiu experimentar as frutas através da infusão. Ele bebeu o líquido e sentiu que estava de fato mais energizado. Bebidas para se acalmar eram conhecidas, mas não existiam tantas bebidas que tivessem o efeito oposto na época. Ele contou para as pessoas e rapidamente a fruta se popularizou por todo o mundo árabe. A bebida se tornou uma das principais identidades da península arábica e era chamada de "vinho árabe" de tão marcante. Justamente por ser árabe o Café enfrentou uma proibição no mundo cristão. Foi somente em 1600 que o Papa Clemente VIII oficializou que, pasmem, um cristão poderia beber café.
6/18/202132 minutes, 17 seconds
Episode Artwork

Lampião - O Rei Do Cangaço

Virgulino Ferreira da Silva não recebeu o apelido de "Lampião" sem motivo. Diziam que ele atirava com uma velocidade tão grande que a luz dos tiros pareciam ficar em volta dele o tempo inteiro, como se ele fosse um lampião. Mas essa história é só uma das possíveis explicações do seu nome, assim como praticamente tudo na vida de Lampião. Ele nasceu em Serra Talhada - PE, no ano de 1898. Mesmo não sendo o primeiro, ele é sem dúvidas a maior representação do cangaceiro na história do Brasil. Lampião viveu uma época muito específica da história do Brasil: a República Oligárquica. Onde o sudeste brasileiro, através do café, monopolizava o poder econômico e, consequentemente, o político também. O nordeste brasileiro vivia nessa época um descaso político tão grande que o poder do Estado não era absoluto, permitindo um vão tão significativo que outros dois poderes paralelos nasceram: o poder dos coronéis com seus jagunços, e o poder dos cangaceiros. O cangaço era, assim como a criminalidade em favelas no RJ hoje, uma forma de ascensão social para os mais pobres. Um jovem pernambucano pobre, por exemplo, enxergava na bandidagem dos cangaceiros não só uma forma de prestígio social, mas também de sobrevivência. Os índices por todo o nordeste eram baixíssimos, com a extrema pobreza batendo na porta constantemente de muitos nordestinos, sobretudo da caatinga. Por esse motivo, o historiador Eric Hobsbawm caracterizava o cangaço como "banditismo social", i. e., uma criminalidade estimulada intensamente pelas consequências das condições sociais que os mais pobres viviam.
6/16/202150 minutes, 41 seconds
Episode Artwork

Os 10 esportes mais perigosos do mundo

Pra muita gente, voar de avião em si, já é algo extremamente arriscado. Mas existe uma maneira de elevar esse perigo a um nível muito mais letal: no Wing Walking. Pra quem não conhece, o Wing Walking é um esporte que nasceu nos EUA na década de 20, e é utilizado em inúmeros filmes famosíssimos. Basicamente, como o nome autoexplica, o praticante de Wing Walking tem que andar nas asas de um avião. Se você quiser praticar Wing Walking a um nível mais alto, você pode não só andar, mas andar da asa de um avião para outro avião! Tudo no ar! A prática é extremamente perigosa. Em 2018, por exemplo, o rapper Jon "Jon James" McMurray morreu praticando Wing Walking, enquanto gravava um clipe, além do ator e direto rOrmer Locklear também morreu gravando um filme. Alguns dados mostram que estatisticamente, a chance de uma pessoa morrer ao praticar Wing Walking é de 20%.
6/14/202154 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

O que é Qanon

Os membros ou seguidores do QAnon possuem uma afirmação no mínimo.... Ousada: o mundo é controlado por pedófilos satanistas. E Donald Trump é quem pode impedí-los. Rir desse tipo de afirmação é compreensível. Mas o riso não dura muito tempo quando pensamos em dados preocupantes. O Pew Research Center no começo de 2020 fez pesquisas que trouxeram os dados de que 25% dos norte-americanos já tinham ouvido falar em QAnon. Em setembro do mesmo ano, 50% da população conhecia o movimento ou culto. Criado em fóruns como o 4chan e o 8chan, eventos bizarros aconteceram como prévia do QAnon, como o famoso Pizzagate (alegou-se que o Partido Democrata tinha uma rede de pedofilia numa pizzaria chamada Comet Ping Pong, em Washington, e um homem de 28 anos tentou invadir a pizzaria com uma espingarda para salvar as "crianças" dos rituais satânicos que aconteciam lá). Mais recentemente, o Capitólio dos EUA foi invadido e a influência do QAnon é perceptível em cartazes e faixas dos manifestantes. Além disso é bem comum a alegação de que o presidente da Coreia do Norte foi substituído por um dublê, John Kennedy está vivo, a loja de móveis WayFair vende crianças em seu site e muito mais coisas desse tipo. O Deep State (Estado Profundo) é o grande inimigo dos QAnon. Muitas vezes chamado de stablishment, fará de tudo pra impedir que a população acorde através das informações que "Q", uma espécie de messias do movimento, traz a todos através do 4chan.
6/11/20211 hour, 59 seconds
Episode Artwork

Karl Marx

"Aos oprimidos é permitido uma vez a cada poucos anos decidir quais representantes específicos da classe opressora devem representá-los e reprimi-los." Karl Heinrich Marx nasceu na Renânia, província da Prússia, em 1818. Seu pai era judeu, mas ele se converteu ao luteranismo. Além disso, sua família era conservadora, mas debatia temas filosóficos frequentemente - o que fez Marx se interessar pelo assunto. Desde cedo Marx mostrava um interesse maior pelos ideais liberais da França do que pelo ortodoxismo prussiano. A França na época havia acabado de terminar o período Napoleônico, o que fez o liberalismo ser visto com ainda mais desconfiança. Em 1835 Marx iniciou a vida universitária e entrou no curso de Direito, como seu pai. Estudou na Universidade de Bonn, onde conheceu não só a poesia como também a polícia através de grupos estudantis. Mais tarde conheceu os complexos conceitos do filósofo Hegel, e fundamentou boa parte de todas as suas teses nesse filósofo. “A história da sociedade até aos nossos dias é a história da luta de classes” Ja formado, Marx foi expulso da Prússia em 1943 por criticar o absolutismo monárquico publicamente através do jornal Gazeta Renana. Será a partir daí que ele caminhará em direção ao comunismo, ao conhecer a partir daí a vida operária. Nesse momento conhece anarquistas como Proudhon e Bakunin, mas definitivamente a maior figura nesse momento que ele conhece é Engels, com quem escreveria seus maiores livros.
6/9/202153 minutes, 10 seconds
Episode Artwork

Jack Johnson | O ídolo do Muhammad Ali

"Ele era o melhor. Ele era um homem negro lutador na época que homens brancos linchavam negros nos finais de semana". Quem disse isso foi Muhammad Ali, sobre a sua maior inspiração: Jack Johnson. John Arthur Johnson nasceu em 1878, no Texas. Filho de pessoas que foram escravizadas, Johnson passou boa parte da vida na pobreza. Trabalhou boa parte da vida em uma fazenda, mas em 1897 começou a lutar de maneira amadora. Poucos anos depois ele encontrou um lutador branco chamado Joe Choynski, que o venceu. Após a vitória, a polícia chegou no local da luta minutos depois, e como a luta interracial era proibida, ambos foram presos. Na prisão se tornaram amigos, e Joe Choynski decidiu se tornar seu treinador. Na época ele só poderia, oficialmente, lutar contra outros homens negros. Em alguns anos se tornou o campeão mundial entre os negros. Mas pouco tempo depois da sua vitória, a luta interracial foi permitida. Isso fez com que Johnson tentasse vencer o campeão mundial dos pesos-pesados James Jeffries. Entretanto, o campeão mundial se negou a lutar contra Johnson. Extremamente racista, Jeffries defendia que era inaceitável que ele se submetesse a disputar o cinturão com um homem negro. Em 1906, o canadense Tommy Burns se tornou campeão mundial, vencendo Jeffries. Dois anos depois, Johnson desafiou Tommy Burns que aceitou prontamente. Em dezembro de 1908, Johnson vencia Burns, se tornando campeão mundial. A sociedade racista da época ficou desesperada a procura de um branco para vencer Johnson. As "esperanças brancas", como eram chamados os possíveis vencedores de Johnson, chegavam aos montes, mas Johnson vencia todos. Entretanto, o antigo vencedor James Jeffries, que já estava aposentado, volta da aposentadoria para lutar contra Johnson. Na época ele disse: "Eu vou entrar nessa luta apenas pelo simples propósito de provar que um homem branco é melhor do que um negro". No dia 4 de julho, feriado nacional, de 1910, Johnson e Jeffries se enfrentavam em Nevada. A luta foi conhecida como "A Luta do Século". Após o 15º quinto assalto, ao som de frases extremamente racistas dos mais de 20 mil expectadores assistindo, Johnson derrubava Jeffries, calando a boca de milhões de racistas pelos EUA.
6/7/202143 minutes, 37 seconds
Episode Artwork

O Verão da Lata

Até hoje, no litoral do Rio de Janeiro e de São Paulo, não é difícil encontrar pessoas que alegam ter fumado um "da lata". A maconha na Lata é uma das maiores lendas canábicas de todo o país, e por mais que soe como uma completa lorota: a história é real! Tudo começou em 1987, quando o navio Solana Star saía Sidney, na Austrália, e tinha como destino final Miami, nos Estados Unidos. No navio continham 15 mil latas, cada uma com 1,5 kg de maconha - totalizando incríveis 22 toneladas da erva. A ideia era que o navio chegasse no Brasil, a tripulação levasse a carga para outros navios menores e, daqui, a carga fosse levada para os EUA. O problema é que a Polícia Federal soube através da DEA (órgão estadunidense de combate às drogas) sobre a possibilidade de um navio com drogas estar chegando no Brasil. Rapidamente a tripulação soube que a Polícia Federal iria averiguar a carga, então, navegando nas águas de Cabo Frio, os tripulantes decidiram jogar o carregamento em alto mar. O resultado foi épico. Latas com um quilo e meio de maconha (de qualidade, segundo os sortudos que conseguiram experimentá-la) apareciam em alto mar boiando em direção dos banhistas. No total, apenas 2 mil latas foram apreendidas pela Polícia Federal. 13 mil latas foram entregues a brasileiros. Até hoje há quem diga que possui uma lata daquele verão inesquecível.
6/4/202138 minutes, 59 seconds
Episode Artwork

Jesus Histórico

A busca pela comprovação da existência de Jesus Cristo é antiga. Muitos defendem que ele de fato tenha existido, por mais que as provas que sustentam essa tese sejam questionáveis. Já outros, defendem que não podemos afirmar a existência de uma figura histórica sem uma comprovação material. Mesmo sem termos a resposta de maneira objetiva, a subjetividade do tema permite o debate. O pesquisador Joseph Atwill é ousado e categoricamente defende a negativa: "Acho que o cristianismo tem sido uma catástrofe. Se você olhar na história, ele criou a Idade das Trevas, as Cruzadas foram uma desgraça absoluta e a Inquisição também foi uma abominação moral. Se você observar o século 20, as nações cristãs massacraram umas às outras, com mais de 120 milhões de pessoas morrendo em guerras. Acredito que as pessoas não deveriam ter medo de um mundo sem cristianismo fazendo o papel de uma força moral maior, porque observando eventos anteriores, o cristianismo não foi bem sucedido no passado". Entretanto, as cartas de Paulo, dos anos 40 e 50, os Evangelhos, feitos a partir de 70 d.C, e até relatos não cristãos como os do historiador judeu Flavio Josefo e do romano Tácito, fundamentam o argumento contrário ao de Atwill. Um dos defensores da existência de Jesus é André Chevitarese, professor do Instituto de História da UFRJ e autor dos livros Jesus Histórico – Uma Brevíssima Introdução. Cheviraterese afirma que: “Os historiadores não buscam um ser divino, que é impossível de quantificar, medir e avaliar. O Jesus da história é estritamente humano”. Entretanto, até mesmo os defensores da sua existência são objetivos em dizer que o Jesus da Bíblia é diferente do Jesus Histórico. Não atribuindo à figura histórica milagres ou coisas inacreditáveis.
6/2/202158 minutes, 7 seconds
Episode Artwork

A Maldição da Familia Von Erich

Von Erich é apenas marketing. O nome original da família texana é Adkisson, mas não soava tão bem para uma família tradicional de lutares. Entretanto a fama da família vai crescer mesmo com uma série de infelicidades que geraram uma lenda: a da maldição da família Von Erich. Tudo começou com o patriarca da família: Fritz Von Erich. Ele nasceu no dia 16 de agosto de 1929, no Texas. Ele se casou e teve o seu primeiro filho: Jack Von Erich, que aos 6 anos de idade morreu ao acidentalmente tocar num fio exposto e se afogar em uma poça, em 1959. O segundo filho viveu bem. Mas o terceiro, David Von Erich, também se tornou um lutador e ganhou uma considerável fama. Ele se casou, mas seu filho recém nascido também morreu. Com a morte do filho, David ficou muito mal e acabou se separando. Em 1984 David falecia, de enterite aguda, mas pessoas próximas acreditavam veementemente que foi decorrente do uso excessivo de drogas, após a morte do filho e do fim do casamento. O quarto filho era Kerry Von Erich. Esse foi o mais famoso lutador da família, vencendo títulos mundiais. Após se divorciar, Kerry cometeu suicídio com uma arma. Mike Von Erich era o quinto filho, e não era segredo que ele queria trabalhar com cinema, mas foi forçado pela família a viver também da luta livre. Após uma fratura numa luta, em 1985 teve que fazer uma cirurgia, e por conta disso acabou se aposentando bem mais jovem que o esperado. Dois anos depois, no dia 12 de abril, o quinto filho de Fritz foi encontrado morto após uma overdose de tranquilizantes. O sexto filho infelizmente também teve um destino parecido. Chris Von Erich não obteve um sucesso esperado nas lutas, e por isso em 1991, após completar 22 anos, Chris cometeu suicídio atirando em sua própria cabeça. Com o primeiro, terceiro, quarto, quinto, sexto e seu neto mortos, Fritz Von Erich faleceu no dia 10 de setembro de 1997, de câncer.
5/31/202150 minutes, 37 seconds
Episode Artwork

Os 47 Ronins

Após a Batalha de Sekigahara, o Japão feudal foi liderado pelo clã Tokugawa. O hegemonia dessa família durou séculos, fazendo com que os daimiôs (líderes locais) fossem obrigados a se submeter às ordens do xogum Tokugawa. Em uma dessas demonstrações de submissão, Tsunayoshi, conhecido como o xogum cachorro, designou um daimiô de uma região rural chamado Asano Takuminokami Naganori, para ser mestre de cerimônia. Entretanto o jovem daimiô veio de uma área rural, então toda a pompa e classe que um mestre de cerimônia devia ter, não eram características de um líder local do interior. Portanto o xogum cachorro designou Kira Yoshinaka, especialista em cerimoniais, para treinar o jovem Asano. Durante as aulas, Kira era constantemente agressivo com a falta de etiqueta de Asano, o ofendendo constantemente. Em um certo momento, Asano se revoltou e o atacou com uma espada. Violência dentro Castelo de Edo era considerado uma grave ofensa ao xogum, por isso Asano foi condenado a cometer o Sepuku - o suicídio. Os 47 samurais do Daimiô ficaram arrasados com o acontecido. Agora Ronins (samurais sem líder), planejaram uma vingança a Kira que durou mais de um ano de planejamento e tempo para que Kira abaixasse a guarda. Após um ano vivendo como se fossem vagabundos sem honra, Kira diminuiu sua defesa. Foi nesse momento que os 47 ronins tiveram sua vingança. Atacaram Kira, derrotaram todos os guardas e o mataram. Como eles esperavam, os 47 ronins foram condenados também ao Sepuku. Sem pestanejar, todos cometeram o suicídio e foram enterrados ao lado do seu Daimiô, no templo de Sengakuji. O seppuku coletivo ocorreu em 4 de fevereiro de 1703.
5/26/202151 minutes, 25 seconds
Episode Artwork

George Foreman não é "só" o cara do Grill

Se você perguntar pra qualquer fã de esportes de luta sobre qual foi a maior luta de todos os tempos, é bem provável que a famosa luta entre George Foreman e Muhammad Ali, apelidada de "Rumble in the Jungle" (Estrondo na Floresta) possa ser a resposta. Muhammad Ali tinha um recorde de 44-2 (31 KO), tendo sido derrotado apenas duas vezes por Frazier e Norton. Enquanto seu adversário, George Foreman, estava com um incrível placar de 40-0 (37 KO) e havia nocauteado tanto Frazier quanto Norton no segundo round. Era instintivo acreditar que a vitória seria de Foreman, o lutador apelidado por Ali como "A Múmia" porque, segundo o lutador muçulmano, "ele se movia lento como uma múmia. E múmia nenhuma iria derrotar o grande Muhammad Ali". A luta ocorreu em 1974, no Zaire (hoje República Democrática do Congo). Como a luta acabou atrasando, Ali passou um mês rodando o Zaire e instigando a população a apoiá-lo. No dia da luta, Ali se movimentava velozmente, mas os ataques lentos de Foreman eram inacreditavelmente poderosos. Mas a energia gasta deixava Foreman exausto - essa era a estratégia de Ali. No oitavo round, Ali gritou para Foreman: "Isso é TUDO que você tem, Foreman?". E após Foreman dar socos já enfraquecidos pelo cansaço, Ali pegou impulso nas cordas e deu uma série de socos, finalizando um de direita. Foreman cai.. Esta foi a primeira derrota do grande George Foreman, e Muhammad Ali seria para sempre o único a derrotá-lo com um nocaute.
5/24/202150 minutes, 44 seconds
Episode Artwork

Perguntas e Respostas 4

Quer participar do próximo? Entra no link abaixo, no grupo "amigos internautas", que a gente sempre coloca uns posts lá pra vocês enviarem as perguntas de vocês.https://www.facebook.com/groups/910710148970563
5/20/202140 minutes, 22 seconds
Episode Artwork

Perguntas e Respostas 3

Quer participar do próximo? Entra no link abaixo, no grupo "amigos internautas", que a gente sempre coloca uns posts lá pra vocês enviarem as perguntas de vocês. https://www.facebook.com/groups/910710148970563
5/19/202137 minutes, 14 seconds
Episode Artwork

Louis Zamperini

Até onde você aguentaria? Provavelmente Louis Zamperini aguentou muito mais. Zamperini foi um prisioneiro de guerra estadunidense da Segunda Guerra Mundial, sobrevivente da guerra, orador e atleta olímpico. Sim, tudo isso. Após participar das olimpíadas de Berlim que precederam a Segunda Guerra Mundial e ter chegado a apertar a mão do Fuhrer, Zamperini foi convocado pela Força Aérea Americana para juntar-se a Segunda Guerra Mundial. Durante a guerra, o avião que fazia parte foi procurar outro avião desaparecido, mas por problemas a bordo acabou caindo no mar. Dos 11 tripulantes, 8 morreram. Ele e mais dois sobreviveram em alto mar a tempestades, tubarões, e a aviões japoneses - que estavam ao lado do Eixo na guerra. Ele foi capturado e enviado para um campo de prisioneiros no Japão, vivendo, segundo ele mesmo, o pior período da sua vida de longe. Foi torturado por muitos militares no campo de Omori, mas definitivamente foi Matsuhiro Watanabe, conhecido como O Pássaro, foi o que mais o marcou, por ter sido tão cruel. Com o fim da Guerra em 45, Louis foi libertado. Mesmo com décadas após as torturas, em 1988 ele foi convidado nas Olimpíadas de Tokio para carregar a Tocha Olímpica. Ele tentou reencontrar O Pássaro, mas Matsuhiro não quis vê-lo. Mesmo assim, Zamperini disse a seguinte frase sobre ele: “Eu dediquei a minha vida a Cristo. O amor substituiu o ódio que eu tinha de você. Cristo disse, ‘Perdoe os seus inimigos e reze por eles’.”
5/17/202159 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

O Gato Nazista

Quantas vidas tem um gato? O gato da História, Sam (ou Oscar) mostrou que algumas ele tem. O gato preto e branco estava no navio de guerra alemão Bismarck, durante a Operação Rheinübung. Essa operação visava bloquear o acesso de suprimentos para a Inglaterra, para sufocar os britânicos. Entretanto, no dia 27 de maio de 1941, o navio Bismarck foi afundado. Apenas 115 tripulantes, dos mais de 2.100, sobreviveram e, dentre eles, o gato. O navio HMS Cossack acolheu o gato que estava boiando nos destroços. Quando os marinheiros o viram, disseram: "Oscar! Oscar", código da letra 'O', que é o código para “Man Overboard” (Homem ao Mar). Após meses a bordo do navio britânico, no dia 24 de outubro de 1941, o navio foi severamente danificado por um torpedo de um submarino, matando 159 membros da tripulação, mas Oscar também sobreviveu. Nesse momento o gato ficou famoso e recebeu o apelido de "Unsinkable Sam" (Sam, o inafundável). Como um símbolo de sorte, Oscar ou Sam foi transferido, novamente, para o porta-aviões HMS Ark Royal. Porém, a terceira vez viria: no dia14 de novembro de 1941, este navio também foi torpedeado, por outro submarino. Sam, sobreviveu pela terceira vez. Após esse terceiro naufrágio, o gato foi aposentado e foi adotado um marinheiro. Sam morreu em 1955, de causas naturais.
5/14/202130 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Piloto Fora do Avião

Parafusos do tamanho errado poderiam ter matado o piloto Tim Lancaster e toda a tripulação do seu voo pela British Airways em 1990. O vidro frontal da cabine arrebentou com o avião a 650 km/h e a 7 mil metros de altura, e por mais que o piloto Tim Lancaster fosse um piloto super experiente, ele não estava preparado para o inimaginável. Ele foi sugado pra fora do avião. Nigel Ogden, Comissário e amigo de Tim, correu para a cabine — cuja porta também tinha sido arrancada — e conseguiu agarrar as pernas do piloto enquanto ele desaparecia pela janela. A pressão era forte demais para que eles conseguissem puxá-lo de volta para dentro da cabine, e por isso a decisão tomada foi de pousar com Tim com 80% do corpo completamente do lado de fora do avião. Por incrível que pareça, após mais de meia hora segurando Tim (afinal, se o soltassem ele não só morreria como também era bem provável que ele atingisse partes frágeis do avião e poderia causar uma queda), o co-piloto conseguiu pousar o avião e todos receberam cuidados adequados, sem grandes problemas. E o Tim? Por incrível que pareça, sofreu várias fraturas e queimaduras pelo frio, mas ficou tudo bem com ele. "Eu me virei e vi que o para-brisa dianteiro havia desaparecido e Tim, o piloto, estava saindo por ele. Tim havia sido arrancado do cinto de segurança e tudo que eu podia ver eram suas pernas", contou Ogden.
5/12/202136 minutes, 59 seconds
Episode Artwork

Cinco histórias de superação no esporte

Falar de esporte é falar também de uma das características humanas que mais inspiram uns aos outros: a superação. Quando em 2008 Ronaldo Fenômeno rompeu o tendão patelar do joelho pela segunda vez, o que inclusive foi filmado pois foi durante um jogo, era uníssono em todo o Brasil: ele vai se aposentar. O herói do Penta em 2002, com o seu cabelo único, fez com que houvesse uma sensação de que o dever do Ronaldo estava cumprido. Ele já havia feito a sua parte, não tinha porque continuar se forçando tanto. Mas o fenômeno surpreendeu a todos e voltou a jogar pelo Corinthians em 2009, mesmo com um salário abaixo do seu patamar. Entre 2009 e 2011 conquistou grandes títulos, mesmo com problemas no joelho e na balança, já que ele havia sido diagnosticado em 2007 com hipotireoidismo, o que o fazia engordar mais do que o comum, atrapalhando seu desempenho em campo. Em 2011 o Fenômeno se aposentou. Mas até hoje é um dos maiores sócios do Corinthians. Ronaldo Nazário se tornou um ícone brasileiro, e justamente por sua força de vontade inspiradora, foi selecionado para ser protagonista de uma campanha do governo, cujo slogan era "eu sou brasileiro e não desisto nunca".
5/10/20211 hour, 5 minutes, 52 seconds
Episode Artwork

O serial killer gostoso

Quando a polícia da pequena cidade de Cinkota, próxima de Budapeste, chegou à casa do suposto falecido Bella Kiss, ela não esperava que encontraria, por toda a casa, dezenas de corpos de pessoas mortas. Não apenas isso: mas mortas com o sangue do corpo drenado, aparentemente por uma espécie de incisão no pescoço. Não demorou muito pra que o apelido "Vampiro de Cinkota" se espalhasse e, juntamente com ele, o paradeiro de Bella Kiss também. Ele foi dado como morto em um determinado momento mas não demorou muito para que soldados dissessem que ele havia trocado de identidade e fugido, já que recebera notícias de que a polícia havia encontrado os corpos em sua casa. Bella Kiss era um ferreiro de sucesso local, e que nunca havia levantado nenhuma suspeitas. Muitas pessoas viam belas mulheres indo até à casa dele, mas nada demais para um divorciado na época. O que as pessoas não sabiam era que a polícia descobriu que o seu divórcio na verdade foi bem mais trágico do que ele dizia. Bella Kiss pegou sua mulher com outro homem, matou ambos e manteve os corpos na sua casa em Cinkota. Após isso, ele seguiu uma sucessão de assassinatos, convidando jovens mulheres para a sua casa, supostamente em busca de uma nova esposa. Por ser uma pessoa bem apessoada, ele conseguia seduzir suas vítimas constantemente, tendo assassinado mais de vinte mulheres interessadas. Onde estará o Vampiro? Era algo perguntado frequentemente por toda a Hungria.
5/5/202135 minutes, 2 seconds
Episode Artwork

Charles Blondin | O cara que fritou um omelete se equilibrando em uma corda nas cataratas de Niagara

A vida e a história de Charles Blondin, o cara que é considerado um dos maiores e mais famosos equilibristas de todos os tempos. Jean-Francois Gravelet (de 1824 a 1897), também conhecido como Charles Blondin, foi um equilibrista ousado e já com cinco anos de idade ele já conseguia andar sobre uma corda esticada entre duas cadeiras. A sua fama se solidificou quando em 30 de junho de 1859, atravessou as Cataratas do Niágara, andando numa corda de cânhamo de manilha com 390 metros e cinco centímetros de diâmetro. A travessia durou 15 minutos. Mas se isso te surpreendeu, você não vai acreditar no que veio depois. Blondin se empolgou de tal maneira que ele continuou fazendo várias a mesma travessia nas cataratas, só que variando a forma de atravessar: de olhos vendados, em um saco, empurrando um carrinho de mão, em palafitas, levando um homem (seu empresário, Harry Colcord) de costas, sentando-se no meio do caminho enquanto cozinhava e comia um omelete e em pé em uma cadeira com apenas uma perna da cadeira na corda.
5/3/202132 minutes, 50 seconds
Episode Artwork

Estoicismo - como não sofrer

Durante o século IV a.C., a Grécia vivia o período Helenístico. Será durante esse período que o filósofo Zênon de Cítio (333 a.C.- 263 a.C.) irá fundar o que chamamos de Estoicismo. A Escola Estoica defende, dentre outras coisas, a divisão da realidade em duas: a interna e a externa. Tentando focar em deixar claro que há uma diferença exorbitante entre as duas, os estoicos defendem que nós devemos focar nossos esforços em controlar apenas a realidade onde é possível a nossa interferência: a interna. Gastar energia tentando controlar aquilo que não podemos controlar é um erro comum, que não só nos frustra como também chega a ser contra a natureza. Os estoicos, em outros palavras, querem estimular o nosso controle sobre nós mesmos. Tanto porque se todos nós controlarmos apenas aquilo que podemos controlar (nós mesmos, o mundo interno), o mundo externo também será influenciado indiretamente, se tornando um mundo melhor. De certa forma, podemos afirmar que as ideias estoicas ajudam a reduzir a ansiedade, o estresse e a lidar com a insegurança e outros sentimentos negativos.
4/28/202153 minutes, 26 seconds
Episode Artwork

Os esportes olímpicos da Grécia Antiga

Olímpia será a cidade-Estado grega da antiguidade que vai criar o festival desportivo em homenagem a Zeus: a Olimpíada. O primeiro registro das Olimpíadas foi em 776 a.C., baseados na lenda de Hércules, uma das figuras mitológicas que supostamente plantou uma oliveira como forma de comemorar o sucesso de um de seus trabalhos, a mesma da onde se retirava as folhas para a confecção das coroas dadas aos vencedores. Com o passar dos anos as festividades vão ganhar destaque em todo o mundo grego, fazendo mais e mais cidades participarem, até que toda a Grécia estivesse inserida no contexto olímpico. Durante o festival todas as guerras e conflitos internos eram parados para que pudessem festejar e homenagear Zeus com os maiores homens mostrando suas maiores habilidades. As olimpíadas só deixarão de ser um evento tradicional no século 4 com o imperador Teodósio, que promoveu uma cristianização em Roma. Mas no final do século 19 as Olimpíadas irão voltar em seu formato mais moderno e até hoje são conhecidas mundialmente como o maior evento esportivo do planeta.
4/26/202147 minutes, 58 seconds
Episode Artwork

A História da Máfia Italiana

Cosa Nostra Siciliana, Camorra, ‘Ndranguetha e Sacra Corona Unita, são facções criminosas italianas que hoje são chamadas apenas de Máfia. O termo "Máfia" tem uma origem não muito clara, mas é bem provável que palavra tenha surgido do árabe muafah (proteção). Isso porque os sarracenos, um povo árabe do século 9, viviam na Sicília (Itália) durante o período em que os muçulmanos dominaram todo o Mar Mediterrâneo. Até serem dominados pelos normandos alguns anos mais tarde, os sarracenos criaram uma espécie de proteção mútua onde os pequenos proprietários de terras e os camponeses se apoiavam contra os abusos dos grandes proprietários de terra. É importante frisar que essa origem do termo Máfia não é totalmente confiável, mas é, até então, a origem mais provável. Com o passar dos anos a Máfia se expandiu por toda a Península Itálica e até mesmo para os EUA no século 20, com a chamada Cosa Nostra Americana, liderada por Alcapone: o gangster que liderou a venda de bebidas durante a lei seca e enriqueceu a organização.
4/21/202152 minutes, 15 seconds
Episode Artwork

A História do CrossFit

Ainda jovem, o estadunidense Greg Glassman foi diagnosticado com poliomelite. Condição que o obrigou a desde cedo procurar manter atividades físicas frequentes. Ao procurar academias e exercícios que pudessem fortalecer seu corpo, Greg percebeu que a grande maioria dos treinamentos do gênero que existiam não tinham uma forma de generalizadamente fortalecer o corpo. A grande maioria das academias focavam em uma parte do corpo. Por isso ele vai decidir criar seu próprio método de treinamento, que procurava exercitar o seu corpo por completo. Nos anos 2000, já casado, Greg e sua mulher Lauren Jenai fundaram a CrossFit Inc. Uma marca que rapidamente ganhou adeptos pelo mundo todo e hoje o Brasil é o segundo país com mais academias com Crossfit no mundo - perdendo apenas para os EUA.
4/19/202145 minutes, 26 seconds
Episode Artwork

A História do BBB

O livro distópico escrito por George Orwell não teve o título 1984 por nada. O livro foi escrito no ano de 1948, e por sugestão do editor, o título se tornou 1984 para passar a mensagem que a história contada poderia ser uma realidade não muito distante da do leitor. O reality holandês Big Brother nasceu inspirado justamente nessa história. Com as teletelas se comunicando e controlando o protagonista, Winston Smith se vê sufocado por um Estado autoritário e procura, de toda maneira possível, fugir daquela realidade. A analogia encaixa-se perfeitamente com o que o reality show tenta fazer. Sufocando os participantes e propositalmente os deixando à flor da pele, gerando atritos e intrigas dentro da casa para o entretenimento dos telespectadores. No Brasil o Big Brother ganhou a sua versão em 2002 e desde então se concretiza ano a ano como o maior reality show do país.
4/16/20211 hour, 51 seconds
Episode Artwork

Miyamoto Musashi - O Maior Samurai da História

Miyamoto Musashi, o maior dos samurais, nunca perdeu uma luta. Ele nasceu em 1584 e desde os 13 anos, quando matou um adversário com uma espada de bambu, ele travou por volta de 60 combates e venceu todos. Ele percorreu o Japão feudal como um ronin (uma espécie de samurai independente) para treinar e masterizar o Kenjutsu, uma espécie de avô do Kendo. Mas, para ele, o shinai (espada usada na prática do Kendo) era muito mais que uma arma – era um caminho a ser seguido. Perto do fim da vida ele escreveu o "Livro dos Cinco Anéis", que é até hoje lido por empreendedores do mundo todo.
4/14/202146 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

Bert Trautmann, o goleiro nazista

Bert Trautmann nasceu no dia 23 de outubro de 1923 em Bremen, no Noroeste da Alemanha. A partir de 1933, quando ele tinha dez anos, Hitler toma o poder no país e ele fez o que a maioria dos jovens faziam: ingressou na Jungvolk (organização doutrinadora de jovens precursora à infame Juventude Hitlerista). Em 1941, aos 17 anos, ele entrou na Luftwaffe - a força aérea nazista - e se tornou paraquedista.   Acontece que em um certo momento ele foi capturado pelos ingleses, que o levaram para um campo de prisioneiros.   Na prisão ele fez o que a maioria dos prisioneiros faziam: jogou futebol. E seu desempenho no esporte foi tão bom que chamou atenção de times fora da prisão.   Quando a guerra acabou, Trautmann foi convidado pra jogar em alguns times. Com essa proposta ele aceitou ser repatriado e se recusou a voltar à Alemanha.   Com o tempo ele cresceu no esporte de tal maneira que o Manchester City o convidou para ser goleiro. No momento do convite a torcida protestou. Mais de 20 mil torcedores foram pra rua e disseram com todas as palavras que eram contra um nazista no time.   Mas mesmo assim, ele mostrou um desempenho em campo excelente, principalmente após a final da Copa da Inglaterra contra Birmingham, onde ele acabou quebrando o pescoço, mas se manteve em campo e garantiu a vitória.
4/12/202137 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

O Holocausto Brasileiro (Colônia de Barbacena)

O termo "holocausto" não é usado de maneira sensacionalista pra descrever o que acontecia no Hospital Colônia de Barbacena, no interior de Minas Gerais. O livro "Holocausto Brasileiro", da jornalista Daniela Arbex, conta os abusos que o hospital fazia com os pacientes - muitas vezes chamados de detentos. Com histórias horrendas e reais como por exemplo a de Celita Maria da Conceição que lambuzava a própria barriga de fezes para afastar os funcionários do lugar e, desta forma, evitar que eles a induzissem ao aborto, o livro ganhou um documentário com o mesmo título em 2016 que atingiu ainda mais pessoas que o livro, incluindo venda ilegal de corpos para universidades, estupros, dissecação de corpos em frente de pacientes, choques, torturas e muito mais.
4/11/202140 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

O Dragão do Mar

Conheça um pouco sobre a história desse jangadeiro embaçado que contribuiu bastante no movimento abolicionista do Ceará. Em 25 de março de 1884, o Ceará tornou-se a primeira província brasileira a abolir a escravidão - quatro anos antes do resto do Brasil. Entre os inúmeros defensores do fim da escravidão, sobretudo do Movimento Abolicionista Cearense, destaca-se um homem humilde mas que tinha muita força de vontade: Chico da Matilde. Apelidado de Dragão do Mar, ele e José Luis Napoleão lideraram greves de jangadeiros impedindo que pessoas escravizadas fossem transportadas para o resto do país, a partir do Ceará. Desde 1850 o tráfico negreiro havia sido proibido com a criação da lei Euzébio de Queirós, mas a escravidão em si continuava e as regiões com uma maior demanda compravam pessoas escravizadas do resto do país. Mas graças ao Dragão do Mar, desde de 1881 "No porto do Ceará não embarcam mais escravos" como ele mesmo proferiu em um certo momento.
4/10/202129 minutes, 33 seconds
Episode Artwork

TOP 4 Canibais

“A carne tem sabor de porco, um pouco mais amarga e forte. Tem um gosto bom” Dentre todos os canibais, a história de Armin definitivamente é a mais curiosa. Armin Meiwes é um alemão que passou a vida inteira tentando reprimir o desejo de comer carne humana. Mas em um momento ele percebeu que era impossível. Entretanto ele não queria matar uma pessoa, ele queria comê-la mas consensualmente. Pois é. Em 2001, Meiwes pôs um anúncio na internet tentando procurar alguém que estivesse disposto a ser comido: “Venha para mim e eu comerei sua deliciosa carne”. 430 pessoas responderam, mas todos desistiam na hora H. Meiwes sempre respeitou as decisões dos quase-comidos. Mas no mesmo ano o engenheiro Bernd Juergen, 43 anos, residente em Berlim, tomou um trem até Rotenburgo e não desistiu. Se encontraram, fizeram sexo, Meiwes cortou o pênis de Bernd e ambos tentaram comê-lo. Sim, Bernd tentou comer o próprio pênis. Mas a carne era rígida e desistiram. Por conta dos inúmeros analgésicos, Bernd desmaiou e, como consentido previamente, foi esquartejado, sua carne foi congelada e foi alimentando Meiwes por meses. No ano seguinte, após acabar a carne de Bernd e tentar encontrar outra pessoa com o mesmo desejo, um usuário do fórum que usava levou o caso a polícia, ele admitiu tudo, foi preso e permanece até hoje.
4/9/202145 minutes, 36 seconds
Episode Artwork

George Blake, O Agente Duplo

George Blake foi um espião britânico, conhecido por ter sido um agente duplo a serviço da União Soviética durante os anos 50. Quando George Blake chegava no Reino Unido após sua libertação, em 1953, depois de passar três anos detido pelos norte-coreanos, ninguém cogitava que enquanto ele estava na prisão dos socialistas, ele teve acesso a inúmeros livros de Marx, Lênin e outros ideólogos da Esquerda, que fizeram ele mudar de ideia ainda na Coréia do Norte para se tornar um agente duplo. Ao voltar no Reino Unido ele continuou trabalhando na polícia secreta do governo, mas dava à KGB todas as informações que tinha acesso. Ao ser acusado de traidor durante uma entrevista em uma rede americana em 1991, Blake disse “Para trair, você primeiro tem de pertencer” e afirmou que era apenas cosmopolita que se transformou em um comunista comprometido com a igualdade e à justiça social.
4/8/202152 minutes, 51 seconds
Episode Artwork

Notícia Boa!

Terceira notícia boa desse podcast: ESTAMOS NO YouTube!
4/6/20217 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

Madre Teresa de Calcutá

Essa quase entrou na semana “Fez bonito, mas vacilou feio”
3/31/202149 minutes, 9 seconds
Episode Artwork

O. J. Simpson

O. J. Simpson reconhecido como um grande atleta dentro dos campos mas sua vida fora dos jogos também fico muito conhecida depois de 1994.
3/29/202144 minutes, 48 seconds
Episode Artwork

Higiene na Idade Média

AVISO: Tome um banho relaxante antes de ouvir esse episódio. Questões de higiene (bucal, banho, número 1 e 2)  nunca foi um problema para o povo europeu. Separamos alguns costumes dessa época tão cheirosa pra vocês.
3/24/202151 minutes, 41 seconds
Episode Artwork

Hitler(zinho) e Jesse Owens

Jesse Owens mesmo sendo medalhista de Olimpíada teve que lidar com muito preconceito. O homem deixou uma galera bem de cara. Que galara?
3/22/202148 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

A história do PCC

PCC é um grupo brasileiro do crime organizado mas tudo começou depois de uma partida de futebol.
3/17/20211 hour, 2 minutes, 55 seconds
Episode Artwork

A história das Paraolimpíadas

Episódio especial para contar as história das Paraolimpíadas e as modalidades que abrange esse evento.
3/15/202151 minutes, 27 seconds
Episode Artwork

Nanismo pela história

No episódio dessa semana, falamos de 4 pessoas muito importantes na história que tinham e algumas sofriam por causa do Nanismo.
3/10/20211 hour, 4 minutes, 4 seconds
Episode Artwork

Abebe Bikila

A história de um maratonista que começou tarde demais para um atleta olímpico, ganhou uma medalha de ouro e correu descalço.
3/8/202152 minutes, 56 seconds
Episode Artwork

John Lennon: Semana fez bonito mas vacilou feio

Um dos lideres da maior banda do mundo entra na nossa semana vacilou feio. Nesse episódio contamos a história da vida de John Lennon e alguns vacilos do seus relacionamentos, filhos, pais e política.
3/7/20211 hour, 3 minutes, 31 seconds
Episode Artwork

Thomas Jefferson: Semana fez bonito mas vacilou feio

Mais um filho de pai rico vacilando feio na história da humanidade. Thomas Jefferson foi o terceiro presidente dos Estados Unidos e o principal autor da declaração de independência.
3/6/202155 minutes, 59 seconds
Episode Artwork

Mahatma Gandhi: Semana fez bonito mas vacilou feio

Episódio polêmico porque você não esperava essa pessoa nesse especial. Sim Gandhi vacilou feio e vamos te contar tudo.
3/5/20211 hour, 4 minutes, 45 seconds
Episode Artwork

Monteiro Lobato: Semana fez bonito mas vacilou feio

Não poderia falta um brasileiro nessa semana tão especial. Criador do Sítio do Picapau Amarelo, Monteiro Lobato tem umas ideias erradas até mesmo na sua maior obra.
3/4/202152 minutes, 11 seconds
Episode Artwork

Winston Churchill: Semana fez bonito mas vacilou feio

Esse episódio vamos mostrar o lado bom e no que Churchill vacilou feio na sua história.
3/3/202155 minutes, 48 seconds
Episode Artwork

Fritz Haber: Semana fez bonito mas vacilou feio

Semana fez bonito mas vacilou feio tem como seu protagonista o químico Fritz Haber, criador do fertilizante mais usado no mundo e umas coisas não tão legais depois disso.
3/2/202152 minutes, 29 seconds
Episode Artwork

O pior time do mundo

Não é apenas o pior time do mundo, ele esta no guinness book com esse titulo.
3/1/202152 minutes, 6 seconds
Episode Artwork

Perguntas e respostas parte 2

Parte dois pra finalizar o tópico feito no grupo Amigos Internautas. Respondendo seus questionamentos e dando muita risada.
2/26/20211 hour, 17 minutes, 13 seconds
Episode Artwork

Tragédia de Tuskegee

Mesmo buscando uma perspectiva positiva esse lado da ciência norte americana não tem salvação.
2/24/20211 hour, 12 minutes, 14 seconds
Episode Artwork

Atentado na maratona de boston

O Atentado na maratona de Boston vem com uma teoria da conspiração muito além do esperado. No episódio de hoje o Nickel se perdeu e o Vitinho foi junto.
2/22/202154 minutes
Episode Artwork

História dos direitos humanos

Episódio especial para repassar. Falamos de alguns dos artigos dos direitos humanos e como isso deveria servir ao povo.
2/17/20211 hour, 1 minute, 41 seconds
Episode Artwork

Olimpíada de 68 e Panteras negras

Um movimento que não baixa a cabeça pra FDP, tem um momento muito marcante na história. Nesse episódio vamos falar sobre a Olimpíada no México e o ato que surpreendeu a todos.
2/15/202157 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

A história do veganismo

Já pedimos desculpas por algumas piadas. No episódio de hoje temos novos termos para ser usado pela Ugly nation.
2/10/202151 minutes, 52 seconds
Episode Artwork

A luta mais suja da história do boxe

Uma luta simples sem muitas pretensões, acaba com a carreira dos dois lutadores.
2/8/202157 minutes, 54 seconds
Episode Artwork

Exorcismos

Ver um exorcismo na sua frente até ateu vira religioso.
2/3/20211 hour, 8 minutes, 49 seconds
Episode Artwork

Um atirador sem mão

Uma história de superação e de vitória, mesmo parecendo papo de coach você com a certeza do Vitinho iria numa palestra desse homem.
2/1/202155 minutes, 38 seconds
Episode Artwork

Vikings x Muçulmanos

Uma confusão de quem bate mais, qual será o vencedor dessa bagunça.
1/27/202155 minutes, 53 seconds
Episode Artwork

A história do Doping

Não pode mais nada, geração mimimi mesmo. Como foi idealizado e os motivos para o antidoping nas competições.
1/25/202150 minutes, 56 seconds
Episode Artwork

Perguntas e respostas parte 1

Um episódio mais que especial feito pra tirar suas duvidas sobre história e coisas da vida.
1/22/202129 minutes, 20 seconds
Episode Artwork

O pacto entre Hollywood e o Nazismo

Com base num livro lançado em 2019, falamos sobre a teoria desse pacto das grandes produtoras de filmes com o nazismo.
1/20/202143 minutes, 40 seconds
Episode Artwork

Rocky Balboa da vida real

Quem foi o Rocky da vida real? Falamos sobre isso e algumas curiosidades do primeiro filme dessa franquia.
1/18/202141 minutes, 2 seconds
Episode Artwork

Proud Boys

A história e alguns pontos importantes sobre esse grupo que tem feito muita bagunça por onde passa. Parece uma sinopse da Sessão da Tarde, mas essa turminha do barulho não deixa seu final de dia mais feliz.
1/15/202152 minutes, 31 seconds
Episode Artwork

Cultos bizarros 2

O nome é só pra ser a continuação. Nesse episódio vamos falar apenas de um culto mas vai te deixar mal igual ao primeiro.
1/13/20211 hour, 3 minutes, 45 seconds
Episode Artwork

Massacre de Munique

Segura ai ouvinte, o episódio tá bom mas o tema é complicado.
1/11/202156 minutes, 33 seconds
Episode Artwork

História do SUS

Começando o ano dividindo experiências do SUS e contando um pouco da sua história.
1/6/20211 hour, 11 minutes, 7 seconds
Episode Artwork

Futebol contra nazismo

Após a invasão na Ucrânia pelos soldados nazistas e muita repressão da parte dos invasores, é permitido a volta do futebol para amenizar os ânimos. Com isso um time se destaca a ponto dos soldados entrarem em campo para ganhar uma partida.
1/4/202159 minutes, 51 seconds
Episode Artwork

REVEIBOM

Somente noticias boas de 2020, uma lista feita com muito sofrimento.
12/31/20201 hour, 30 seconds
Episode Artwork

O anão gigante

Um episódio pra levantar a autoestima dos ouvintes.
12/30/202053 minutes, 55 seconds
Episode Artwork

A maldição do bambino

Um episódio sobre maldições, mandingas, sorte, fézinha e beisebol.
12/28/202046 minutes, 26 seconds
Episode Artwork

Episódio pra passar o natal de fone

Episódio especial "sem amigos", dando dicas de como ser legal no Natal.
12/24/202054 minutes, 47 seconds
Episode Artwork

Zwarte Pieten (Pedro, o Negro)

Uma tradição estranha demais na Holanda que faz dezembro ter dois feriados "natalinos".
12/24/202058 minutes, 56 seconds
Episode Artwork

A verdadeira história do Papai Noel

Quem não gosta do Papai Noel? A história por traz do bom velhinho e sua linhagem nos dias de hoje.
12/23/202044 minutes, 6 seconds
Episode Artwork

As Tradições natalinas de outros países

Esse episódio é a tentativa de fazer você ouvinte ser tão apaixonado pelo natal quanto o Nickel.
12/22/202059 minutes, 56 seconds
Episode Artwork

O esporte mais antigo

Tantos esportes e modalidades hoje em dia que dificilmente paramos pra ver como isso começou.
12/21/202059 minutes, 36 seconds
Episode Artwork

13 fatos sobre seu filme de natal predileto

Vamos falar sobre um dos filmes mais icônicos do natal, bastidores e vida pessoal dos personagens.
12/20/202048 minutes, 48 seconds
Episode Artwork

As menores guerras

Top 5 menores guerras da história, visando sim o tempo de duração.
12/16/20201 hour, 1 minute, 46 seconds
Episode Artwork

Os 10 esportes mais nada a ver

Qual desses esportes você ganharia uma medalha?
12/14/202057 minutes
Episode Artwork

JK, Brasília e MineCraft

Um pouco de arquitetura e a história da construção de Brasília, o MineCraft é só porque o Vitinho gosta desse jogo.